Natureza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vista da lua crescente através do topo da atmosfera terrestre.
As Cataratas do Iguaçu, na fronteira entre o Brasil e a Argentina
Uma imagem do espaço sideral.

A natureza, em seu sentido mais amplo, é equivalente ao "mundo natural" ou "universo físico". O termo "natureza" faz referência aos fenômenos do mundo físico, e também à vida em geral. Geralmente não inclui os objetos construídos pelo homem.

A palavra "natureza" provém da palavra latina natura, que significa "qualidade essencial, disposição inata, o curso das coisas e o próprio universo".[1] Natura é a tradução para o latim da palavra grega physis (φύσις), que em seu significado original fazia referência à forma inata que crescem espontaneamente plantas e animais. O conceito de natureza como um todo — o universo físico — é um conceito mais recente que adquiriu um uso cada vez mais amplo com o desenvolvimento do método científico moderno nos últimos séculos.[2] [3]

Dentro dos diversos usos atuais desta palavra, "natureza" pode fazer referência ao domínio geral de diversos tipos de seres vivos, como plantas e animais, e em alguns casos aos processos associados com objetos inanimados - a forma em que existem os diversos tipos particulares de coisas e suas mudanças espontâneas, assim como o tempo atmosférico, a geologia da Terra e a matéria e energia estes entes possuem. Frequentemente se considera que significa "entorno natural": animais selvagens, rochas, bosques, praias, e em geral todas as coisas que não tenham sido alteradas substancialmente pelo ser humano, ou persistem apesar da intervenção humana. Este conceito mais tradicional das coisas naturais implica uma distinção entre o natural e o artificial, entendido este último como algo feito por uma mente ou uma consciência.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Latim, natura[4] , comp. pelo tema natus, p.pass. de nascere = nascer e urus = sufixo do particípio futuro de oritur = surgir, gerar, a força que gera.

Aquilo que surge, que se dá por nascimento. Aquilo que é e faz por nascimento segundo leis universais aplicadas a um preciso contexto[5] .

Ordem ou sistema de leis que precedem a existência das coisas e a sucessão dos seres. O conjunto de todos os seres que compõem o universo. Essência e qualidade ínsita de um ser. Também entendido como "qualidade, índole, gênio, tipo, caráter" de um ser.[4]

Escala[editar | editar código-fonte]

A escala abrangida pela palavra natureza, dentro deste contexto, envolve desde o subatômico até o amplamente universal, como os planetas e estrelas. Tomando como o recorte a escala do homem, inclui basicamente o meio ambiente natural e normalmente exclui o meio ambiente construído, de forma a ser tradicionalmente associada à vida selvagem, aos fenômenos e recursos naturais e aos seus processos e dinâmicas próprios. Há também definições que incluem o meio-ambiente alterado pelo homem como elemento da Natureza.


A associação mais popular que se faz à palavra "natureza" a confunde com a idéia de paisagem natural: a paisagem é o resultado dos processos complexos presentes em um determinado meio ambiente.

Realidade[editar | editar código-fonte]

A Terra vista do espaço. Fotografia tirada pela tripulação da Apollo 17.

O mundo natural costuma estar associado ao mundo real.

Estudo da natureza[editar | editar código-fonte]

O estudo sistematizado dos elementos da natureza, seus processos, actividades e consequências se dá através das Ciências naturais.

Astronomia[editar | editar código-fonte]

Biologia[editar | editar código-fonte]

Ciências da Terra[editar | editar código-fonte]

Ecologia[editar | editar código-fonte]

Física[editar | editar código-fonte]

Geologia[editar | editar código-fonte]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Química[editar | editar código-fonte]

Natureza e o ser humano[editar | editar código-fonte]

O crescimento das populações, o aumento do consumo ligado às inovações tecnológicas, à escala global, uma proliferação de resíduos que contaminam o ambiente, afectam os ecossistemas, pondo em causa a natureza.

No sentido de permitir um desenvolvimento sustentável, o Homem tem vindo a desenvolver práticas que permitem a proteção e a conservação da Natureza. Dessas práticas podem destacar-se:

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • KAHN, Fritz; Livro da natureza : a imagem do universo à luz da ciência moderna, numa exposição acessível a todos; São Paulo : Melhoramentos, 1965.
  • MOREIRA, Iara Verocai Dias (org.); Vocabulário básico de meio ambiente; Rio de Janeiro : Serviço de Comunicação Social da Petrobrás, 1990.

Referências

  1. Harper, Douglas. Nature. Online Etymology Dictionary.
  2. O título do livro Philosophiae Naturalis Principia Mathematica de Isaac Newton (1687), por exemplo, se traduz por "Princípios Matemáticos da Filosofia Natural", e reflete o uso frequente, naquela época, do termo "filosofia natural", que equivale ao "estudo sistemático da natureza".
  3. A etimologia da palavra "física" revela seu uso como sinônimo de "natural" em meados do século XV: Harper, Douglas. Physical. Online Etymology Dictionary.
  4. a b Etimologia: Natureza. Vocabolario Etimologico de Francesco Bonomi
  5. MENEGHETTI, Antonio. Dicionário de Ontopsicologia. 2.ed. Recanto Maestro: Ontopsicologica Editrice, 2008.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikcionário Definições no Wikcionário
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons

Ligações externas[editar | editar código-fonte]