Karl-Theodor zu Guttenberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde janeiro de 2013). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Karl-Theodor zu Guttenberg (2010).

Karl-Theodor Maria Nikolaus Johann Jacob Franz Philipp Joseph Sylvester Barão de Guttenberg (port.: Carlos-Teodoro Maria Nicolau João Jacó Francisco Felipe José Silvestre[1] (Munique, 5 de dezembro de 1971), conhecido como Karl-Theodor zu Guttenberg, é um político alemão (CSU) e foi, entre 28 de outubro de 2009 e 1 de março de 2011, o Ministro da Defesa da Alemanha.[2] Foi Ministro da Economia e Tecnologia da Alemanha de fevereiro a outubro de 2009. De novembro de 2008 a fevereiro de 2009 foi secretário-geral da CSU.[3]

Em fevereiro de 2011, Karl-Theodor zu Guttenberg foi acusado de plágio e ficou sem o seu título de doutor em direito. Ele havia obtido o título em 2007. A Universidade de Bayreuth retirou de Karl-Theodor zu Guttenberg o título do doutorado em 22 de fevereiro de 2011. Segundo o reitor da universidade, o ministro violou "consideravelmente" as regras dos doutorados, não creditando correctamente as fontes e a bibliografia utilizadas em seu trabalho. É acusado de ter copiado passagens inteiras de outras teses sem citar os seus autores. Isto valeu a ele pelo menos duas queixas na justiça, e o apelido de "Barão copia-cola" e "Barão von Googleberg".[4]

Em 1 março de 2011 Karl-Theodor zu Guttenberg anunciou em Berlim sua renúncia como ministro da Defesa de Alemanha e da renúncia do mandato parlamentar.[5]

Referências

  1. Registro no banco de dados genealógico WW-Person, acessado em 23 de outubro de 2009
  2. noticias.terra.com.br, 28/10/09: Merkel se cerca de veteranos na política em novo Governo, acessado em 29 de outubro
  3. br.reuters.com, 09/02/2009: Merkel perde ministro da Economia antes de eleições, acessado em 23 de outubro de 2009
  4. Folha de São Paulo: Universidade caça título de doutor de ministro alemão por plágio
  5. Estadão: Ministro alemão renuncia após escândalo de plágio 1 de março

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.