Leonardo Grosso della Rovere

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Leonardo Grosso della Rovere
Brasão de armas do Cardeal Leonardo Grosso della Rovere

Leonardo Grosso della Rovere (Savona, 1464Roma, 17 de Setembro de 1520) (chamado de Cardeal de Agen) foi um bispo e cardeal católico romano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Leonardo Grosso della Rovere nasceu em Savona em 1464, filho de Antonio Grosso e Maria della Rovere, membro da Casa de Della Rovere. 1 Era sobrinho-neto do Papa Sisto IV e sobrinho do Cardeal Girolamo Basso della Rovere; 1 um de seus irmãos, Clemente Grosso della Rovere, também se tornou um cardeal. 1

Depois de estudar direito canônico e direito civil, se mudou para Roma, tornando-se um cônego da Basílica de São Pedro. 1

Em 9 de dezembro de 1487, foi eleito bispo de Agen. 1 Ocupou esta Sé até 22 de março de 1519. 1

O Papa Júlio II fez dele um cardeal-presbítero no consistório de 1 de dezembro de 1505; 1 recebeu o chapéu vermelho e o titulus de Santi Apostoli, em Roma em 17 de dezembro de 1505. 1

Ele acompanhou o Papa em suas expedições contra a casa de Bentivoglio em Bolonha e a família Baglioni em Perugia. 1 Acompanhou o papa a Viterbo em 30 de agosto de 1506, tornando-se legado papal para aquela cidade1 . Em 1 de fevereiro de 1507, foi feito legado papal para Perugia. 1 Também em 1507, serviu como embaixador de Luís XII de França em Roma. 1

Em 15 de dezembro de 1508, optou pelo titulus de Santa Susanna. 1 Foi o governador de Roma em 1510. 1 Atuou como Penitenciário-Mor de 5 de outubro de 1511 até sua morte. 1 Foi legado papal ao Patrimonium Sancti Petri em 1511. 1

Participou do conclave papal de 1513 que elegeu o Papa Leão X. 1

Juntamente com o Cardeal Lorenzo Pucci, foi o executor testamento do Papa Júlio II. 1 Nesta capacidade, colaborou com Michelangelo no Túmulo do Papa Júlio II em San Pietro in Vincoli. 1

O Cardeal della Rovere optou por San Pietro in Vincoli como seu titulus em 9 de março de 1517. 1 Em 1518, ele se tornou o arcipreste da Basílica de Santa Maria Maggiore. 1

Faleceu em Roma em 17 de setembro de 1520, e foi sepultado na Basílica di Santa Maria Maggiore. 1

Referências