Mário Wilson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Dr. Mário Wilson ComM (Lourenço Marques, 17 de outubro de 1929) é um ex-jogador e treinador de futebol português de origem moçambicana.

Inicialmente jogou pelo time de varzea Os Fura Redes, dirigido pelos seus dois irmãos. Naqueles dias também praticou outros modalidades como atletismo, volei e basquete. Depois defendeu Desportivo de Lourenço Marques, atual Desportivo Maputo, e brevemente o Clube Indo-Português.

Em 1955, com 19 anos de idade chegou ao Sporting CP, substituindo o grande goleador Fernando Peyroteo, um jogador angolano que havia terminado a carreira. No Sporting ganhou o campeonato nacional de 1951. Nas suas duas temporadas no clube fez 40 jogos e 38 gols. De 1951/52 até 1963 jogou pela Académica de Coimbra, onde mais tarde passou a jogar como defesa. Depois de 16 temporadas na primeira divisão com o clube aposentou-se em 1963.

Depois começou a sua carreira como técnico no Académica. Com o clube sagrando-se vice-campeão na época 1966/1967, um êxito inédito na história do clube. Na mesma temporada, alcançou a final da taça em Lisboa onde o seu time foi derrotado pelo Vitória de Setúbal 3-2.

Na temporada 1975/1976 destacou-se como o primeiro técnico português a ganhar o Campeonato Nacional com SL Benfica. Bem lembrada é a dupla de avançados letais: Jordão, que apontou 30 gols, e Tamagnini Nené, com 29. No ano seguinte foi substituído pelo inglês John Mortimore.

Entre Setembro de 1978 e Março de 1980 comandou a selecção nacional de Portugal na campanha para a qualificação pela Campeonato Europeu, mas esse objectivo não foi alcançado, após uma derrota de 1-2 em casa com a Áustria.

Voltou algumas vezes ao comando do Benfica como "bombeiro de serviço" - ganhando a taça de 1979/80 e 1995/96 com As Águias.

Em 1979, Wilson substituiu Mortimer no Benfica. Numa época histórica do clube, que aprovou pela primeira vez em Assembleia Geral do clube a utilização de jogadores estrangeiros. A contratação de Jorge Gomes ao Boavista constitui, assim, um marco histórico do clube. Ainda assim, o Benfica realizou uma temporada terrível, atenuada pela conquista da Taça de Portugal. Depois de orientar outros clubes, entre os quais o Grupo Desportivo Estoril Praia, Mário Wilson retorna ao Benfica no catastrófico reinado de Artur Jorge, ex-avançado que, curiosamente, chegou à luz pela mão de Mário Wilson. Com a inevitável saída de Artur Jorge, Mário Wilson assume uma equipa desfeita, conseguindo a vitória na Taça de Portugal, batendo o Sporting CP por 3-1.

A 13 de Julho de 1990 foi feito Comendador da Ordem do Mérito.[1]

A sua filha Ana foi a Miss Portugal de 1982. O seu neto Bruno Wilson, nasceu 1996, joga nos times de base do Sporting CP. Em maio de 2012 o Velho Capitão, como é carinhosamente conhecido Mário Wilson, apresentou a sua biografia “Mário Wilson o velho capitão”, da autoria de Carlos Rias.

Nomeado em 2013 Sócio Honorário do MIL: Movimento Internacional Lusófono.

Referências

  1. Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas Presidência da República Portuguesa. Visitado em 2014-07-07. "Resultado da busca de "Paulo Jorge Gomes Bento"."

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de PortugalSoccer icon Este artigo sobre futebolistas portugueses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre um treinador de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.