Fernando Riera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fernando Riera
Informações pessoais
Nome completo Fernando Riera Bauza
Data de nasc. 27 de junho de 1920
Local de nasc.  Chile
Falecido em 23 de setembro de 2010 (90 anos)
Seleção nacional
Flag of Chile.svg Chile

Fernando Riera Bauza (27 de junho de 1920 - 23 de setembro de 2010) foi um futebolista chileno. Ele competiu na Copa do Mundo FIFA de 1950, sediada no Brasil.[1]

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

Em Portugal passou pelo Belenenses (1954/55 a 56/57), Benfica (62/63, 66/67 e 67/68), FC Porto (72/73) e Sporting (74/75), tendo "brilhado" sobretudo nos "encarnados", pelos quais conseguiu 69 vitórias em 92 jogos.

Riera conduziu o Benfica ao título em 1962/63 e, numa segunda passagem, em 66/67, tendo ainda iniciado a campanha rumo ao ceptro de 67/68.

Na primeira época, e em substituição do húngaro e bicampeão europeu Bela Guttmann, o chileno conduziu os "encarnados" a uma terceira final consecutiva da Taça dos Campeões, perdida para o AC Milan (1-2, em Wembley).

Na época de 67/68, em que o Benfica ainda foi liderado por Fernando Cabrita e o brasileiro Otto Glória, Fernando Riera conduziu a equipa nas duas primeiras rondas da Taça dos Campeões, deixando-o nos quartos de final.

Antes, em 1954/55, no começo da sua carreira como treinador, este quase a levar o Belenenses a um segundo título de campeão nacional (após 45/46), mas perdeu-o a quatro minutos do final da última jornada.

Um golo do "leão" Martins, aos 86 minutos, empatou o Belenenses (2-2), no Campo das Salésias, e ofereceu o título ao Benfica, então liderado por Otto Glória.

Referências

  1. Seleção Chilena na Copa do Mundo FIFA de 1950 (em português). Fifa.com. Página visitada em 22 de agosto de 2010.


Bandeira de ChileSoccer icon Este artigo sobre futebolistas chilenos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.