Madeleine (gastronomia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As madalenas, ou “madeleines”, como são ainda hoje chamadas, tanto em Portugal como no Brasil, 1 são uns biscoitos em forma de concha (tradicionalmente feitos numa forma de madeira com buracos na forma de conchas) originários da França. 2

As receitas, com mais ou menos adições (nozes, condimentos), indicam a mistura de ovos, açúcar, farinha, fermento, manteiga derretida e raspa de limão, que depois é assada no forno brando, em formas que lembram conchas de ameijoa. 3

História da “madeleine”[editar | editar código-fonte]

A “madeleine” de Commercy nasceu (ou tornou-se famosa) nas cozinhas de Estanislau I da Polônia, por volta de 1750. Este deposto rei da Polónia, semi-exilado no leste de França, viu de repente a sua filha Maria tornar-se rainha de França, pelo casamento com o duque de Bourbon, que se tornou no rei Luís XV de França. Desta forma, Stanislas tornou-se facilmente duque da Lorena, melhorou a cidade de Nancy em termos arquitetónicos, estando aí sepultado. 4

Desta forma, é muito possível que um simples doce regional se tivesse “notabilizado”, primeiro na corte do duque da Lorena, depois na do rei de França. O certo é que não se sabe se teria sido alguns dos cozinheiros do duque a “inventar” a iguaria, ou quem teria sido, como se queixava em 1843 o historiador Charles Dumont. 2

Referências