Magda Goebbels

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Magda Goebbels

Johannna Maria Magdalena “Magda” Goebbles (11 de novembro de 1901 – 1 de maio de 1945) foi a esposa do Ministro da Propaganda da Alemanha Nazista Joseph Goebbels. Membro fiél do Partido Nazista, ela era aliada e amiga pessoal de Adolf Hitler. Durante a tomada de Berlim pelo Exército Vermelho, no fim da Segunda Guerra Mundial, ela, juntamente com seu esposo assassinaram seus seis filhos com veneno, e em seguida cometeram suicídio.

Foi admirada por Adolf Hitler, que a chamava de "a mãe mais devotada do III Reich[carece de fontes?], por manter sua simplicidade e postura mesmo em tempos de guerra.

Instruída por Hitler a se retirar de Berlim, juntamente com Joseph Goebbels, recusou-se, sendo esta a primeira ordem não obedecida por Magda e Joseph Goebbels, pois queria manter a honra nos ideais em que acreditara.

No fim da guerra, matou seus seis filhos que possuía com Goebbels e se suicidou com o marido em Berlim.[1]

Cquote1.svg Um mundo sem o Nacional Socialismo não é um mundo para ser vivido. Cquote2.svg
Magda Goebbels

Leitura complementar[editar | editar código-fonte]

  • Hans-Otto Meissner: Magda Goebbels - Ein Lebensbild (Munique, 1978)

Referências

  1. Meissner, Hans Otto, Magda Goebbels, First Lady of the Third Reich, pp.260
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.