Maximiliano de Beauharnais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Maximiliano de Beauharnais, duque de Leuchtenberg, por volta de 1870.

Maximiliano José Eugênio Augusto Napoleão de Beauharnais (Munique, 2 de outubro de 1817São Petersburgo, 1º de novembro de 1852) foi o segundo filho de Eugênio de Beauharnais.

Ele foi o 3.° duque de Leuchtenberg, o 3.° príncipe de Veneza, um príncipe da França, príncipe hereditário ao reino da Itália (uma criação de Napoleão I da França) e pretendente ao grão-ducado de Frankfurt.

História familiar[editar | editar código-fonte]

Maximiliano foi o segundo filho de Eugênio de Beauharnais (filho adotivo de Napoleão I), 1.° duque de Leuchtenberg, e de sua esposa, a princesa Augusta da Baviera. Seus avós maternos foram o rei Maximiliano I José da Baviera e a princesa Augusta Guilhermina de Hesse-Darmstadt. Entre seus irmãos, estavam Amélia de Leuchtenberg, consorte do imperador Pedro I do Brasil; Josefina de Leuchtenberg, consorte de Óscar I da Suécia; e Augusto de Beauharnais, consorte de Maria II de Portugal.

O título duque de Leuchtenberg foi concedido ao seu pai por seu avô materno, em 14 de novembro de 1917. Tal título veio com a administração do principado de Eichstätt. Maximiliano era o segundo na linha de sucessão ao ducado.

Em 21 de fevereiro de 1824, seu pai faleceu, e seu irmão mais velho, Augusto, tornou-se o 2.° duque de Leuchtenberg. Contudo, Augusto morreu sem deixar nenhum filho em março de 1835, e Maximiliano passou de herdeiro presuntivo a 3.° duque de Leuchtenberg.

Casamento[editar | editar código-fonte]

No dia 2 de julho de 1839, Maximiliano desposou a grã-duquesa Maria Nikolaevna da Rússia, na capela do Palácio de Inverno. Ela era a filha mais velha do imperador Nicolau I da Rússia e de sua consorte, Carlota da Prússia.

Seu sogro concedeu-lhe, em 14 de julho daquele ano, o tratamento russo e finlandês de Sua Alteza Imperial.

Filhos[editar | editar código-fonte]

Nome Data de nascimento Data de morte Observação
Alexandra 1840 1843 Morreu na infância.
Maria Maximilianovna 1841 1914 Desposou Guilherme de Baden (1829-1897), filho do grão-duque Leopoldo I de Baden.
Nicolau Maximilianovich 1843 1891 Foi o 4.° duque de Leuchtenberg.
Eugênia Maximilianovna 1845 1925 Desposou Alexandre de Oldemburgo (1844-1932)
Eugênio Maximilianovich 1847 1901 Casou-se com Daria Opotchinina (1845-1870) e, depois, com Zinaida Skobeleva (1878-1899). Foi o 5.° duque de Leuchtenberg.
Sérgio Maximilianovich 1849 1877 Foi morto na Guerra russo-turca de 1877–1878.
Jorge Maximilianovich 1852 1912 Foi o 6.° duque de Leuchtenberg. Desposou, primeiro, Teresa de Oldemburgo (1852-1883) e, depois, Anastácia de Montenegro (1868-1935).

Descendentes[editar | editar código-fonte]

Através de sua filha Maria de Leuchtenberg (1841-1914), Maximiliano é o avô do príncipe Maximiliano de Baden (1867-1929), o chanceler da Alemanha durante a Primeira Guerra Mundial.

Sua filha mais nova, Eugênia de Leuchtenberg (1845-1925) casou-se com Sua Alteza Imperial o duque Alexandre Petrovich de Oldemburgo (1844-1932), neto da grã-duquesa Catarina Pavlovna da Rússia. Ela se tornou a mãe do duque Pedro Alexandrovich de Oldemburgo (1868-1924), o marido divorciado da grã-duquesa Olga Alexandrovna da Rússia (1882-1960), a irmã mais jovem do imperador Nicolau II da Rússia.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]