Miguel de Ligne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Família Principesca de Ligne
Blason Fécocourt 54.svg

SAR a Princesa Viúva

  • SA o Príncipe Wauthier
    SA a Princesa Regine
    • SA o Príncipe Philippe
      SA a Princesa Laetitia
      • SA o Príncipe Jean Charles
    • SA a Princesa Melanie Yolande
    • SA a Princesa Élisabeth Éléonore, Baronesa Baudouin Gillès de Pelichy
  • SA a Princesa Anne Marie, Sra. Mortgat
  • SA a Princesa Cristina do Brasil
  • SA a Princesa Sophie, Condessa Philippe de Nicolay
  • SA o Príncipe Antoine
    SA a Princesa Jacqueline
    • SA o Príncipe Louis
    • SA a Princesa Marie
    • SA a Princesa Florence
  • SA a Princesa Yolande, Sra. Townsend

Miguel Carlos Eugênio Maria Lamoral, príncipe de Ligne, de Épinoy, de Amblise e Grande de Espanha (Michel Charles Eugène Marie Lamoral), (Beloeil, 26 de maio de 1951) é o filho mais velho de Antônio, 13.° príncipe de Ligne (1925-2005) e da princesa Alice de Luxemburgo (1929-). Desde a morte de seu pai, é o 14.° príncipe titular de Ligne e, portanto, o chefe da Casa de Ligne. É sobrinho do grão-duque João de Luxemburgo e primo do atual grão-duque.

Depois de uma passagem pela força aérea belga, Miguel entrou na carreira econômica, ajudando o pai na administração dos bens familiares, em Beloeil.

Casamento e filhos[editar | editar código-fonte]

Em 10 de março de 1981, na Igreja de Nossa Senhora da Glória do Outeiro, Rio de Janeiro, Miguel se casou com D. Eleonora de Orléans e Bragança, filha de D. Pedro Henrique (1909-1981), ex-chefe da Casa Imperial do Brasil, e de sua esposa, D. Maria Isabel (1914-2011). O casal tem dois filhos:

Ambos nasceram em Bruxelas, e além de estarem na linha sucessória da Casa de Ligne, possuem precedência ao trono luxemburguês. Não herdaram, todavia, as titulações de sua mãe, tampouco a dignidade de Dom. Isso porque a Casa Imperial brasileira exige que seus membros eletivos ao Trono mantenham a nacionalidade brasileira e não sejam os chefes ou herdeiros aparentes doutras casas dinásticas.

A família reside no Castelo de Beloeil.

Papéis[editar | editar código-fonte]

No campo esportivo, Miguel é o patrono da maratona e da meia-maratona, que acontece anualmente no segundo fim de semana de outubro, com a partida e a chegada perto de Beloiel. Sucedeu sua avó paterna como presidente de honra da Feira de Antiquários da Bélgica e como mecenas da Capela Musical da Rainha Isabel.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]