Moeda (peça)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde outubro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Uma pilha de moedas.

Moeda é uma peça confeccionada em um material resistente, geralmente metal, costumeiramente em formato de disco, e empregada como dinheiro. Tradicionalmente, as moedas possuíam valor equivalente ao valor do metal em que eram confeccionadas (cobre, ouro ou prata, por exemplo). A ciência relacionada à coleção de cédulas, moedas e medalhas é a numismática.

Os indícios mais antigos de utilização de moedas são da China, no período de 1100 a.C. No âmbito europeu e mediterrâneo apareceu pela primeira vez no século VI a.C. na Ásia Menor, na Lídia. Dali seu uso estendeu-se para a Grécia Antiga, e os fenícios disseminaram seu uso por toda a área mediterrânea.

O processo de fabricação partia originalmente de um pedaço de metal , geralmente precioso, que após ser transformado em um disco plano com determinado peso, era cunhado com a imagem do governante ou alguma outra imagem representativa de um rosto em uma de suas faces, enquanto que a outra abrigava geralmente mensagens propagandísticas, entre outras. Até alguns séculos atrás, o disco não possuía limites fixos, motivo pelo qual era frequente o recorte da moeda, que consistia em raspar as bordas para confeccionar com elas moedas falsas e/ou adquirir metais preciosos.Para evitar isto , as moedas passaram a ter ranhuras laterais , e apesar de hoje em dia estas não serem mais feitas com metais preciosos ,tornando as ranhuras desnecessárias , o hábito de coloca-las permaneceu.

O fato de que o valor da moeda residia originalmente em seu material levou muitos soberanos a diminuir o conteúdo em material precioso (geralmente, ligas de prata) ou baixar o peso da peça. O denário romano, por exemplo, surgiu no período republicano como moeda de prata, e terminou, na época de Diocleciano, como uma moeda de cobre, perdendo seu valor através dos séculos. Para manter pelo menos a aparência de valor, muitas moedas de cobre eram tratadas na antiguidade em banhos de sais de prata, que formavam uma fina capa na superfície da moeda. Após um período de breve circulação, esta capa desfazia-se.

Ainda que a forma mais comum da moeda seja a de um disco de metal facilmente transportável, em diferentes culturas desenvolveram-se formatos diferentes, indo desde colares de conchas marinhas ou grãos de cacau na cultura maia, até gigantescas pedras com um furo no meio ,como na ilha de Yap , no Pacífico.

Um antigo disco de pedra usado como moeda na ilha de Yap.