Mongol clássico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mongol clássico
Falado em: Mongólia, China, Rússia
Total de falantes: extinta
Família: Altaica[1]
 Mongólica
  Mongol clássico
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: cmg

O mongol clássico é uma língua mongólica extinta usada anteriormente na Mongólia, China e Rússia. Era um idioma escrito e padronizado, utilizado em diversos textos, como a tradução do Kanjur e do Tanjur, e diversas crônicas, durante o período entre 1700 e 1900.[2] O termo é usado ocasionalmente para se referir a quaisquer documentos linguísticos na escrita mongol, mesmo àqueles que não são nem pré-clássicos nem mongol moderno.[3]

Referências

  1. A existência da família altaica é controversa; ver Línguas altaicas.
  2. Janhunen, Juha (2003): Written Mongol: 32. In: Janhunen (ed.): The Mongolic languages. London: Routledge.
  3. Ex.: Verbete 'Classical Mongolian' - Linguist List

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.