Neurodiversidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Neurodiversidade é uma idéia que afirma que o desenvolvimento neurológico atípico (neurodivergente) é uma diferença humana normal, que deve ser tolerada e respeitada como qualquer outra diferença humana. O conceito de neurodiversidade é abraçado por alguns indivíduos autistas e pessoas com condições conexas, que consideram que o autismo não é uma doença, mas uma parte da sua identidade, de modo que curar as pessoas autistas seria o mesmo que destruir os seus personagens originais.[1]

Os proponentes preferem o termo a rótulos como "anormal" e "deficiente". Alguns grupos aplicam o conceito de neurodiversidade ao ADHD, distúrbios no desenvolvimento da fala, bem como disléxicos, dispráxicos e hiperativos.

Referências

  1. Folha Online - Equilíbrio - Movimento diz que autismo não é doença (27/07/2006). Página visitada em 03/02/2009.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Psiquiatria é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.