Paul Lazarsfeld

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Paul Felix Lazarsfeld (13 de Fevereiro de 1901, Viena, Áustria - 30 de Agosto de 1976, Nova Iorque, Estados Unidos)

Biografia[editar | editar código-fonte]

Influências[editar | editar código-fonte]

O pai de Lazarsfed, um advogado de classe média, era um socialista ativo e a casa dos Lazarfeld era um ponto de encontro de intelectuais e artistas de correntes políticas diversas como Max Adler, Victor Adler, Friedrich Adler, Otto Bauer, Karl Renner, os poetas Rilke, Stefan George e a educadora Eugenie Schwarzwald entre outros.

O ambiente cultural em Viena durante a juventude de Paul Lazarsfeld era intenso e criativo. Enquanto Goldmark, Gustav Mahler, Schönberg inovavam a música clássica, Oscar Strauss, Leo Fall e Kalman traziam novos elementos para a valsa e a ópera. Na literatura, escritores como Hofmannsthal, Arthur Schnitzler, Beer Hofmann, Peter Altenberg influenciavam a Europa, ao mesmo tempo em que Sonnenthal e Max Reinhardt renovavam a fama de Viena como centro do teatro mundial. Era um período notadamente influenciado por Freud e pela psicanálise.

Nesta atmosfera rica em estímulos culturais e políticos diversos, Lazarsfeld formou seu interesse acadêmico interdisciplinar que o levou da Matemática pura à Sociologia, Psicologia e ao interesses pelos estudos sobre Meios de Comunicação.

Nas reuniões do círculo de amigos de Eugenie Schwarzwald, Lazarsfeld, então um jovem universitário do curso de Matemática Pura, conheceu o psicólogo e socialista Alfred Adler, um intelectual que, tal como Freud, gozava de grande prestígio na Áustria das primeiras décadas do século XX.

Lazarsfeld começou a participar com assiduidade dos seminários organizados por Alfred Adler, que despertaram nele um interesse por buscar uma aproximação entre a Matemática e a Psciologia. Lazarsfeld pôs-se a elaborar uma forma de análise estatística de série de testes mentais. Adler ôpos-se veementemente ao uso da estatística na Psicologia e esta crítica afastou Lazarsfeld dos seminários. No entanto, o interesse pelo uso de método quantitativo para o estudo de questões psicológicas e mais tarde também sociológicas permaneceram presentes em sua formação.

As discussões organizadas por Eugenie Schwarzwald tinham como tema principal a educação e a problema da formação dos jovens. Lazarsfeld interessava-se por este tema e junto com outro jovem universitário frequentador do círculo de Shwarzwald, Ludwig Wagner, começou uma estreita colaboração para desenvolver análises estatísticas aplicadas ao estudo psicológico dos problemas relativos à juventude. Ambos encontraram apoio em Siegfried Bernfeld, intelectual pioneiro no estudo sobre jovens na Áustria.

Doutoramento[editar | editar código-fonte]

Lazarsfeld foi educado na Universidade de Viena, onde obteve em 1925 o seu Doutoramento em Matemática Aplicada com uma tese intitulada "Die Perihewegung des Merkur" (publicada na Revista "Zeitsdhrift für Phisik") que procurava apresentar uma solução matemática à função einsteineana sobre o movimento na órbita do planeta Mercúrio a partir do cálculo do seu perigeu. Após o doutoramento, fundou, em 1929, um instituto de pesquisa para psicologia social aplicada na capital austríaca.

Universidade Princeton[editar | editar código-fonte]

Em 1933 emigrou para os Estados Unidos, foi director do Gabinete de Pesquisa Radiofónica na Universidade de Princeton depois de receber um fundo da Fundação Rockfeller para a pesquisa sobre Sociologia e Psicologia associada à comunicação.

Universidade de Columbia[editar | editar código-fonte]

Em 1940, o seu projecto "mudou-se" para a Universidade de Columbia, ao qual o seu gabinete foi nomeado de "Bureau of Applied Social Research". Foi docente do departamento de sociologia desta universidade até 1970. Na Escola de Columbia, foi o precursor de uma corrente do estudo da comunicação iniciada em 1940, na Universidade de Columbia.

Macy Conferences[editar | editar código-fonte]

Entre os anos de 1946 e 1953, Paul Lazarsfeld integrou o grupo reunido sob o nome de Macy Conferences, contribuindo para a consolidação da teoria cibernética junto com outros cientistas renomados: Arturo Rosenblueth, Gregory Bateson, Heinz von Foerster, John von Neumann , Julian Bigelow, Kurt Lewin, Lawrence Kubie, Lawrence K. Frank, Leonard J. Savage, Margaret Mead, Molly Harrower, Norbert Wiener, Ralph W. Gerard, Walter Pitts, Warren McCulloch e William Ross Ashby; além de Claude Shannon, Erik Erikson e Max Delbrück.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Durante a sua vida, Paul Felix Lazarsfeld escreveu muitos livros (obras que o notabilizaram como grande investigador do estudo da comunicação), dos quais se destacam "The People's Choice"- 1944 (o mais célebre de todos) "Radio Listening in America" - 1948, e "Voting" - 1954", entre outros.


Ícone de esboço Este artigo sobre sociologia ou um sociólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Paul Lazarsfeld
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.