Perda auditiva condutiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Perda auditiva condutiva
Ear-anatomy-text-small-en.svg
Anatomia do ouvido humano

A perda auditiva condutiva se caracteriza pela perda auditiva causada pela impossibilidade do som auditivo chegar até o sistema neurossensorial da cóclea. Pode ser causado por vários motivos como perfuração do tímpano, rolha de cera no ouvido e otosclerose.

Causas comuns[editar | editar código-fonte]

As causas comuns de perda auditiva condutiva incluem:[1]

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Perda de audição condutiva é tratada de formas diferentes, dependendo das circunstâncias.[2] Se a ausência ou deformação de estruturas do ouvido não pode ser corrigido, aparelhos auditivos, que amplificam os sons em frequências predefinidas para superar uma perda auditiva condutiva nesse intervalo, são uma opção de tratamento possível. Em casos de infecção, antibióticos ou medicamentos antifúngicos são uma opção.[3] Se a perda auditiva condutiva é devido a traumatismo craniano, o reparo cirúrgico é outra opção. Também podem ser tratadas com implantes cocleares, que estimulam o nervo coclear diretamente, consistindo em dois componentes internos e externos.[4]

Regeneração das células do cabelo usando células-tronco e terapia genética está a anos ou décadas longe de ser clinicamente viável,[5] e tais operações só são realizadas nos Estados Unidos, no Canadá e no Reino Unido, como parte da pesquisa médica. No entanto, os estudos estão em andamento sobre o assunto; o primeiro teste aprovado pelo FDA para o tratamento da perda auditiva neurossensorial começou em fevereiro de 2012.[6]

Referências

  1. Hearing Loss (em inglês) HealthCentral. Página visitada em 19 de outubro de 2013.
  2. Deafness and Hearing Loss (em inglês) NICHCY (Junho de 2010). Página visitada em 19 de dezembro de 2013.
  3. Types, Causes and Treatment (em inglês) Hearing Loss Association of America. Página visitada em 19 de dezembro de 2013.
  4. Sensorineural Hearing Loss (em inglês) HealthCentral. Página visitada em 19 de dezembro de 2013.
  5. Parker, M. A.. (2011). "Biotechnology in the Treatment of Sensorineural Hearing Loss: Foundations and Future of Hair Cell Regeneration" (em inglês). Journal of Speech, Language, and Hearing Research 54 (6): 1709–1731. DOI:10.1044/1092-4388(2011/10-0149). PMID 21386039.
  6. Study Using Stem Cells to Treat Sensorineural Hearing Loss Underway (em inglês) HealthyHearing (02 de fevereiro de 2012). Página visitada em 19 de dezembro de 2013.