Philippe Jaroussky

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Philippe Jaroussky, 2011.

Philippe Jaroussky (Maisons-Laffitte, França, 13 de fevereiro de 1978)[1] é um contratenor francês especializado em música barroca.

Jaroussky (o sobrenome russo vem de um avô, que fugiu da Revolução Bolchevique) cresceu em Maisons-Laffitte, subúrbio de classe média alta, situado a 18 km de Paris. Seu pai, Daniel, é agente comercial, e sua mãe, Jacqueline, trabalhava em projetos de iluminação, enquanto seu irmão, Didier, 10 anos mais velho, vende computadores. Ninguém na família é especialmente musical, embora Jacqueline adorasse ouvir discos de Maria Callas. Quando criança, Philippe desenhava e pintava cópias de obras-primas de Picasso e Van Gogh. Seus pais achavam que ele viria a se tornar um pintor.

As crianças francesas têm aulas  de música na escola - uma hora por  semana. Aos 11 anos, Philippe começou a tocar violino. Estudou violino, piano, harmonia e contraponto no conservatório de Versalhes. Estudava o violino com paixão e ganhou o primeiro prêmio no Conservatório de Versailles. os 15 anos, começou a estudar piano. Ele diz que era um bom músico, mas os adultos à sua volta lhe diziam que ele tinha começado a tocar  tarde demais. O mesmo ocorreu com o piano, aos 15 anos.

"Finalmente, quando eu comecei a cantar, todo mundo me dizia: "Ah, você ainda é muito jovem." [2]

Sua epifania musical veio, em 1996, aos 18 anos, quando, por acaso, foi a um concerto barroco em que Fabrice di Falco, um sopranista da Martinica, cantou.

No mesmo ano, começou seus estudos de canto com Nicole Fallien e continuou no Departamento de Música Antiga do Conservatório de Paris, onde obteve o diploma de violinista.[3]

Prêmios e honrarias[editar | editar código-fonte]

Troféus Victoires de la Musique Classique(França)

  • 2004 : Revelação Artista Lírico
  • 2005 : Nomeado na categoria Artista do Ano
  • 2007 : Artista lírico do ano
  • 2008 : Em 13 de fevereiro, dia do seu aniversário, obté o troféu de Melhor Gravação do Ano
  • 2009 : Grand Prix Charles Cros
  • 2010 : Artista lírico do ano

Echo-Klassik Musikpreis (Alemanha)

  • 2008 : Cantor do Ano

Em 18 de janeiro de 2009, recebeu a insígnia de Chevalier des Arts et des Lettres da França, das mãos da Ministra da Cultura, Christine Albanel, durante o Midem, em Cannes.[4]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Philippe Jaroussky: "Je cherche la magie originelle du baroque". L'Express (França). Página visitada em 9 janeiro 2010.
  2. Angelic presence. The Sun-Herald, 7 de fevereiro de 2010.
  3. Who Can Resist a Man Who Sings Like a Woman? Por Fernanda Eberstadt. NY Times, 19 de novembro de 2010
  4. Jaroussky et Donovan sont dans un bateau.... Por Marc Zisman, QOBUZ, 12 de janeiro de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Philippe Jaroussky