Pier Carlo Padoan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A página está num processo de expansão ou reestruturação.
Esta página está a atravessar um processo de expansão ou reestruturação. A informação presente poderá mudar rapidamente, podendo conter erros que estão a ser corrigidos. Todos estão convidados a dar o seu contributo e a editar esta página. Caso esta não tenha sido editada durante vários dias, retire esta marcação.

Esta página foi editada pela última vez por Zdtrlik (D C) 21 dias atrás. (Recarregar)

Pier Carlo Padoan

Pier Carlo Padoan (Roma, 1950) é um economista e professor universitário italiano, atual ministro das Finanças da Itália.[1]

Pier Carlo Padoan teve trabalhos como consultor do Banco Mundial, na Comissão Europeia e no Banco Central Europeu. De 1 junho de 2007, ele foi secretário- geral da OCDE, dos quais dois anos mais tarde tornou-se o economista-chefe, mantendo ambos caricie. Denominado no final de janeiro de 2014 o presidente do Istat, Padoan era o representante da OCDE para o G20 e o chefe da resposta estratégica, "Crescimento Verde e Iniciativa Inovação" da organização. Mesmo antes, Padoan foi professor de economia na Universidade La Sapienza de Roma e diretor da fundação Italianieuropei, um think tank que lida com questões políticas e económicas social.

Entre 2001 e 2005 ocupou o cargo de diretor executivo para a Itália o Fundo Monetário Internacional, com responsabilidade para a Grécia, Portugal, San Marino, Albânia e Timor-Leste, enquanto 1998-2001 foi assessor económico da presidência do conselho de ministros, que trabalham com o primeiro-ministro Massimo D'Alema e Giuliano Amato, e responsável pela coordenação da posição italiana nas negociações da agenda 2000 para o orçamento da União Europeia, a Agenda de Lisboa, o Conselho Europeu e as reuniões bilaterais e os vértices G8. De 1992 a 2001, ele também ensinou no Colégio Europeu de Parma e foi professor visitante na Itália, Argentina, Japão, Polónia e Bélgica.[2]

Referências

Ligações externos[editar | editar código-fonte]