Pilarização

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Pilarização (verzuiling em neerlandês, pilarisation em francês) é um termo usado para descrever a denominacional segregação das sociedades neerlandesa ("holandesa") e belga. Estas sociedades eram (e em algumas áreas, ainda são) "verticalmente" divididas em diversos pequenos segmentos ou "pilares" (zuilen, singular: zuil) conforme diferentes religiões ou ideologias, que operam separadamente da outra em uma forma não-racial de apartheid.

Todos estes pilares possuim suas próprias instituições sociais: seus próprios jornais, redes de televisão, partidos políticos, sindicatos dos trabalhadores, escolas, hospitais, sociedades cooperativas, universidades, organizações escoteiras e sociedades poliesportivas. Algumas companhias só empregam pessoas de uma especifica religião ou ideologia. Isto resultou em uma situação onde muitas pessoas não tem contato pessoal com pessoas de um outro pilar.

As sociedades austríaca, norte-irlandesa, israelita e maltesa são ou eram outros exemplos deste fenômeno.

Situação nos Países Baixos[editar | editar código-fonte]

Os Países Baixos tinham (pelo menos) três pilares: Protestante, Católico e Social-democrático. Quase todos os católicos faziam parte do pilar católico. Protestantes ortodoxos e conservativos juntaram-se ao protestante, enquanto protestantes mais latitudinários e ateístas ou juntaram-se ao pilar socialista ou não faziam parte de um pilar. O partido protestante União Histórica Cristã não se juntou a um pilar mas apoiou o pilar protestante formado pelo partido Anti-Revolucionário. Pilarização foi originalmente iniciada pelo partido Anti-Revolucionário, que foi baseado na sua filosofia de soverenidade da esfera. Pessoas no pilar socialista eram geralmente da classe trabalhadora. Pessoas que não se associaram à um desses pilares, geralmente protestantes latitudinários e ateístas da classe média e alta criaram seu próprio pilar: o pilar general. Laços entre organizações generais eram menos forte. Os partidos políticos geralmente associados à este pilar eram a liberal Liga Democrática da Mente Livre (VDB) e o Partido Liberal do Estado (LSP), mesmo que estes partidos eram contra pilarização. Comunistas e protestantes ultra-ortodoxos também fundaram organizações similares, mas muito menores.

Mineralogia[editar | editar código-fonte]

Pilarização também é um tema muito utilizado em mineralogia. Consiste basicamente na introdução novos sítios em espaços vagos do cristal para que ele passe a ter propriedades específicas para a produção de, por exemplo, eterglicol, craqueamento de m-parafina, ou isomerização do m-xileno.

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Mineralogia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.