Beatriz dos Países Baixos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Beatriz
Rainha dos Países Baixos e Princesa de Orange
Princesa de Lippe-Biesterfeld
Rainha dos Países Baixos
Reinado 30 de abril de 1980
a 30 de abril de 2013
Inauguração 30 de abril de 1980
Predecessora Juliana
Sucessor Guilherme Alexandre
Marido Claus von Amsberg
Descendência
Guilherme Alexandre dos Países Baixos
João Friso de Orange-Nassau
Constantino dos Países Baixos
Nome completo
Beatriz Guilhermina Amsberg
Casa Orange-Nassau
Pai Bernardo de Lippe-Biesterfeld
Mãe Juliana dos Países Baixos
Nascimento 31 de janeiro de 1938 (76 anos)
Palácio Soestdijk, Baarn,
Países Baixos
Assinatura

Beatriz Guilhermina Armgard GColIH (Baarn, 31 de janeiro de 1938) foi rainha do Reino dos Países Baixos de 30 de abril de 1980 a 30 de abril de 2013, sendo a chefe de Estado do país. Ascendeu ao trono real com a abdicação de sua mãe, a rainha Juliana, em abril de 1980. Após a abdicação, passa a ser chamada Princesa Beatriz[1] .

Beatriz também detém os títulos de princesa de Orange-Nassau e princesa de Lippe-Biesterfeld.

Família e exílio[editar | editar código-fonte]

Nascida no Palácio de Soestdijk, em Baarn, Países Baixos, Beatriz é a filha mais velha da falecida rainha Juliana dos Países Baixos (1909-2004) e de seu falecido marido, o príncipe Bernardo de Lippe-Biesterfeld (1911-2004). Ela tem três irmãs menores: Irene, Margarida e Cristina. Suas duas meias-irmãs são: Alicia de Bielefeld e Alexia Grinda, ambas filhas ilegítimas de seu pai.[2]

Os cinco padrinhos da rainha foram: o rei Leopoldo III da Bélgica, a condessa de Athlone, a princesa de Erbach-Schönberg, o duque Adolfo Frederico de Mecklemburgo e a condessa de Kotzebue.

Quando a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) explodiu nos Países Baixos em maio de 1940, a família real neerlandesa fugiu da invasão nazista, estabelecendo-se em Londres, Reino Unido. Um mês depois, Beatriz, de dois anos de idade, partiu com sua mãe, a então princesa Juliana, e sua irmã Irene (n. 1939) para Ottawa, no Canadá. Seu pai, o príncipe Bernardo, e sua avó materna, a rainha Guilhermina, permaneceram em Londres. A família residiu em Stornoway.

Stornoway, em Ottawa

Sua segunda irmã, Margarida, nasceu em 1943. Durante o exílio no Canadá, Beatriz fez sua educação infantil e primária em Rockcliffe Park, uma escola pública. A família regressou aos Países Baixos em 2 de agosto de 1945, com o fim da guerra. Lá, Beatriz foi matriculada em De Werkplaats, em Bilthoven. Sua terceira irmã, Cristina, nasceu em 1947.

No dia 6 de setembro de 1948, sua mãe Juliana, a favor de quem Guilhermina abdicou, ascendeu ao trono como rainha. Assim, Beatriz tornou-se herdeira presuntiva da coroa real neerlandesa aos dez anos de idade.

Educação[editar | editar código-fonte]

Família real holandesa
Casa de Orange-Nassau
Royal Coat of Arms of the Netherlands.svg

SM o Rei *
SM a Rainha *


SAR a princesa Beatriz *

Em abril de 1950, aos doze anos, Beatriz entrou para o liceu Baarnsch, onde, em 1956, ela passou em seus exames de graduação escolar nas matérias de artes e clássicos. Em 31 de janeiro daquele ano, a princesa celebrou seu aniversário de dezoito anos e entrou para o Conselho de Estado neerlandês. Ela então entrou para a Universidade de Leiden, onde em seus primeiros anos de aluna estudou Sociologia, Jurisprudência, Economia, História da Ciência Política e Direito Constitucional. Beatriz também assistiu a palestras sobre as culturas de Suriname e das Antilhas Neerlandesas, Relações Internacionais e o Direito Comunitário Europeu.

No verão de 1961, a princesa obteve seu diploma em Direito. Importa considerar que a atual rainha abdicou de seu reinado, com o falecimento de seu consorte Claus, em nome de seu filho.

Casamento[editar | editar código-fonte]

Em 1965, a princesa ficou noiva do aristocrata alemão Claus von Amsberg, um diplomata do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha. O casamento, ocorrido no dia 10 de março de 1966, em Amsterdão, provocou protestos em massa, porque o príncipe Claus tinha servido na Juventude Hitleriana e da Wehrmacht, e o povo neerlandês ainda estava marcado pela ocupação e destruição feitas pelos nazistas. Entretanto, Claus tornou-se um dos membros mais populares da família real.

Filhos[editar | editar código-fonte]

Investidura e reinado[editar | editar código-fonte]

A rainha Beatriz durante a sua cerimônia de posse.

No dia 30 de abril de 1980, com a abdicação de sua mãe (que estava de aniversário na data), Beatriz ascendeu ao trono como rainha. A cerimônia de investidura (os monarcas neerlandeses não são coroados), contudo, sofreu a ocupação de anarquistas, que protestaram contra a monarquia em geral. A polícia e forças de segurança tiveram que tomar atitudes violentas.

Beatriz, como rainha, aproximou-se mais de seu povo. Entretanto, foi em seu reinado que a mídia neerlandesa começou a criticar abertamente a família real, assim como os tabloides ingleses fazem com a Casa de Windsor, publicando fofocas. Alguns neerlandeses vêem a monarquia como uma "novela", enquanto outros acreditam que seja uma instituição com importante papel na sociedade. A rainha, por sua vez, objetiva manter a monarquia moderna, eficiente e, sobretudo, de acordo com os desejos de seu povo.

A 14 de maio de 1991 recebeu o grande-colar da Ordem do Infante D. Henrique.

Os primeiros anos da década de 2000 foram difíceis para Beatriz. Em 6 de outubro de 2002, seu marido, o príncipe Claus, faleceu depois de sofrer uma longa doença. Um ano e meio depois, sua mãe morreu de complicações geradas por pneumonia. Juliana, que vinha sofrendo de problemas mentais, não reconhecia mais sua própria família. Em dezembro de 2004, Beatriz perdeu seu pai, o príncipe Bernardo, vítima de câncer.

Em 29 e 30 de abril de 2005, a rainha Beatriz celebrou o aniversário de seu reinado de 25 anos, concedendo uma entrevista para a televisão neerlandesa e assistindo a um concerto na Praça Dam. Mais celebrações ocorreram em Haia, onde fica a sede do governo.

O monograma da rainha Beatriz.

Em 28 de janeiro de 2013, Beatriz anunciou a sua intenção de abdicar em favor de Guilherme Alexandre.[4] A cerimônia de sucessão aconteceu em 30 de abril, com seu filho e herdeiro sendo empossado oficialmente como novo rei dos Países Baixos.[5]

Patrimônio[editar | editar código-fonte]

Segundo a Forbes, em 2009, a rainha Beatriz é o 14.° soberano mais rico do mundo, com trezentos milhões de dólares.[6] Na Europa, ela perde para o príncipe Hans-Adam II de Liechtenstein (US$ 3,5 bilhões), o príncipe Alberto II de Mônaco (US$ 1 bilhão) e a rainha Elizabeth II do Reino Unido (US$ 450 milhões). Entretanto, a Forbes, ao estimar o patrimônio da última, não calculou os valores das joias nem o Palácio de Buckingham outros castelos palácios os bens da coroa e a galeria real que juntos passam de 100 bilhões de dólares, que pertencem ao povo britânico.[7]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Holanda faz cerimônia de entronização para seu novo rei (em português) Globo.com
  2. Monarchie (em neerlandês). Het Koninklijk Huis. The Dutch Royal House. Página visitada em 31 de janeiro de 2013.
  3. Prins Friso overleden (nl) Telegraaf.nl
  4. Rainha Beatrix, da Holanda, abdica do trono e entrega a seu filho (em português). Página visitada em 2 de fevereiro de 2013.
  5. Holanda faz cerimônia de entronização para seu novo rei (em português). Página visitada em 2 de fevereiro de 2013.
  6. Queen Beatrix Wilhelmina Armgard (em inglês). Forbes. Página visitada em 31 de janeiro de 2013.
  7. [1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Beatriz dos Países Baixos
Precedida por:
Juliana
Rainha dos Países Baixos
1980 - 2013
Sucedida por:
Guilherme Alexandre