Roman Herzog

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Roman Herzog
Presidente da Alemanha Alemanha
Mandato 1 de julho de 1994
a 30 de junho de 1999
Antecessor(a) Richard von Weizsäcker
Sucessor(a) Johannes Rau
Vida
Nascimento 5 de abril de 1934 (80 anos)
Landshut
Dados pessoais
Partido CDU
Profissão Economista
Assinatura Assinatura de Roman Herzog

Roman Herzog GColIH (Landshut, 5 de abril de 1934) é um político alemão. Filiado na União Democrata-Cristã (CDU), foi presidente da Alemanha de 1994 a 1999[1] .

Nasceu em Landshut, Baviera no seio de una família protestante. É membro da Igreja Evangélica da Alemanha.

Estudou Direito em Munique e deu aulas na Universidade de Munique, primeiro como assistente e desde 1964 como professor. Entre 1966 e 1969 lecionou na Universidade Livre de Berlim, de cuja faculdade de Direito foi decano, e de 1969 a 1972 foi docente na Escola Superior de Administração de Spira, da qual foi reitor desde 1971.

Em 1970 filiou-se na União Democrata-Cristã (CDU), e em 1973 iniciou a sua carreira política como representante do estado da Renânia-Palatinado junto do Governo Federal (1973-1978). Foi ministro de cultura e desportos no governo do estado de Baden-Württemberg entre 1978 a 1980 e membro do seu parlamento (Landtag). De 1980 até 1983 foi ministro do interior desse estado.

Em 1983 foi nomeado vice-presidente do Tribunal Constitucional Federal de Karlsruhe, instituição de que foi presidente de 1987 a 1994, quando foi eleito presidente federal da Alemanha pela Assembleia Federal (Bundesversammlung). Ocupou a presidência em 1 de julho de 1994.

Durante o seu mandato como chefe de estado executou as funciones representativas que a Constituição confere à presidência federal, e neste sentido propiciou, com as visitas de estado que realizou a países da Europa Oriental, uma aproximação de Alemanha aos antigos países do Bloco Soviético. Propôs ao governo federal a concessão de uma amnistia aos acusados de crimes de índole política cometidos na antiga República Democrática Alemã.

Recebeu o Prémio Carlos Magno e o reconhecimento como Estadista Europeu do Ano em conjunto com o checo Václav Havel. A 13 de Agosto de 1998 foi agraciado com o Grande-Colar da Ordem do Infante D. Henrique.[2]

Herzog não optou por um segundo mandato e em 1 de julho de 1999 foi substituído por Johannes Rau, vencedor nas eleições de 23 de maio desse ano e presidente do estado da Renânia do Norte-Vestefália (filiado no Partido Social-Democrata da Alemanha).

A sua mulher Christiane Herzog faleceu em 19 de junho de 2000, e posteriormente Roman Herzog contraiu matrimónio com Alexandra Freifrau von Berlichingen.

Referências

  1. Roman Herzog (em espanhol). Visitado em 15 de janeiro de 2011.
  2. http://www.ordens.presidencia.pt/
Precedido por
Richard von Weizsäcker
Presidente da Alemanha
19941999
Sucedido por
Johannes Rau