Rumble Fish

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rumble Fish
Juventude inquieta (PT)
O selvagem da motocicleta (BR)
 Estados Unidos
1983 • pb • 94 min 
Direção Francis Ford Coppola
Roteiro Francis Ford Coppola / Susan E. Hinton
Elenco Matt Dillon
Mickey Rourke
Diane Lane
Vincent Spano
Género drama
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Rumble Fish (br: O selvagem da motocicleta / pt: Juventude inquieta) é um filme estadunidense de 1983, do gênero drama, dirigido por Francis Ford Coppola.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Rusty James é o líder de uma gangue na cidade de Tulsa, no estado de Oklahoma, e sua vida se resume a brigar e namorar a bela Patty. Rusty James foi abandonado pela mãe, tem um pai alcoólatra e idolatra o seu irmão, "O Motoqueiro", antigo líder da gangue, uma lenda na cidade, que partiu após uma encrenca com a polícia local. Um dia, o Motoqueiro retorna e Rusty James acha que os dias de glória da "lenda viva" também voltarão. Porém, seu irmão está bastante modificado, o que pode levar a um caminho muito diferente do que Rusty James imagina...

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Espanha Festival de San Sebastián

Indicações[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos Globo de Ouro

Estados Unidos Young Artist Awards

Recepção pela crítica[editar | editar código-fonte]

"O segundo filme que Coppola adaptou da escritora S. E. Hinton, logo após Vidas sem Rumo (The Outsiders), Matt Dillon faz o garoto que vive à sombra do irmão mais velho, que cultiva a mística dos rebeldes de moto, nos anos 50 e 60. Um filme que talvez não seja tão bom quanto sua reputação faz crer. É estilizado, esplendidamente filmado em preto e branco (com um detalhe em cor que a TV em geral não mostra), com bela partitura de Stewart Copeland e uma participação especial de Mickey Rourke. Sua grande cena com Dennis Hopper mostra o confronto de gerações e o embate pai/filho, essencial na dramaturgia do filme (e na obra toda do autor)." - (O Estado de São Paulo, 07.07.2009 – Tevê, caderno 2, p. D9).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]