Temporada de ciclones na região da Austrália de 2005-2006

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Temporada de ciclones na região da Austrália de 2005-2006
2005-2006 Australian cyclone season summary.jpg
Primeiro sistema1 formado: 02S
Sistemas ativos1: Temporada encerrada
Total de tempestades nomeadas: 12
Total de ciclones: 7
Grandes ciclones (Cat. 3+): 5
Tempestade mais forte: Monica - 905 mbar, 285 Km/h (1 min)
Número de sistemas1 que atingiram terras emersas: 7
Danos totais: Pelo menos 800 milhões de dólares (valores em 2006)
ECA Total:
Fatalidades confirmadas: 1 indireta
1Inclui depressões tropicais e depressões subtropicais

A temporada de ciclones na região da Austrália de 2005-2006 foi um evento em andamento no ciclo anual de formação de ciclones tropicais. A temporada começou oficialmente em 1 de novembro de 2005 e terminou em 30 de abril de 2006. O plano operacional regional de ciclones tropicais define um "ano de ciclones tropicais" separado de uma "temporada de ciclones tropicais". O "ano de ciclones tropicais" começou oficialmente em 1 de julho de 2005 e terminou em 30 de junho de 2006. A área de monitoração de ciclones na região da Austrália fica no Hemisfério sul, limitada pela linha do Equador e pelos meridianos 90°E e 160 E. Esta área de monitoramento inclui a Austrália, a Papua-Nova Guiné, Timor-Leste, parte ocidentais das Ilhas Salomão e partes da Indonésia.

Os ciclones tropicais que se formam nesta área são monitorados por cinco centros de aviso de ciclone tropical (CACTs): Agência de Meteorologia da Austrália em Perth, em Darwin e em Brisbane; pelo CACT de Jacarta, Indonésia e pelo CACT de Port Moresby, Papua Nova Guiné[1] O Joint Typhoon Warning Center (JTWC) emite avisos não oficiais para a região, designando depressões tropicais com o sufixo "S" quando se formam a oeste do meridiano 135°L e com o sufixo "P" quando se formam a leste do meridiano 135°L.

Tempestades[editar | editar código-fonte]

Baixa tropical (02S)[editar | editar código-fonte]

02S
Baixa tropical  (Escala Australiana)
Tempestade tropical  (EFSS)
{{{image}}} 2-S 2005 track.png
Duração 5 de novembro—6 de novembro (deixou AR[2] )
Intensidade 35 nós (65 km/h, 40 mph) 1 min
30 nós (56 km/h, 35 mph) 10 min, 995 hPa (mbar)

Ciclone tropical severo Bertie[editar | editar código-fonte]

Bertie
Categoria 4  (Escala Australiana)
Categoria 4  (EFSS)
{{{image}}} Bertie-Alvin 2005 track.png
Duração 19 de novembro—24 de novembro (deixou AR)
Intensidade 115 nós (213 km/h, 132 mph) 1 min
100 nós (185 km/h, 115 mph) 10 min, 928 hPa (mbar)

Baixa tropical (04S)[editar | editar código-fonte]

04S
Baixa tropical  (Escala Australiana)
Depressão tropical  (EFSS)
{{{image}}} 4-S 2005 track.png
Duração 21 de dezembro—23 de dezembro (deixou AR)
Intensidade 25 nós (46 km/h, 29 mph) 1 min
30 nós (56 km/h, 35 mph) 10 min, 998 hPa (mbar)

Ciclone tropical severo Clare[editar | editar código-fonte]

Clare
Categoria 3  (Escala Australiana)
Tempestade tropical  (EFSS)
{{{image}}} Clare 2006 track.png
Duração 6 de janeiro—10 de janeiro
Intensidade 60 nós (111 km/h, 69 mph) 1 min
75 nós (139 km/h, 86 mph) 10 min, 960 hPa (mbar)

Ciclone tropical Daryl[editar | editar código-fonte]

Daryl
Categoria 2  (Escala Australiana)
Tempestade tropical  (EFSS)
{{{image}}} Daryl 2006 track.png
Duração 18 de janeiro—22 de janeiro
Intensidade 50 nós (93 km/h, 58 mph) 1 min
55 nós (102 km/h, 63 mph) 10 min, 976 hPa (mbar)

Baixa tropical[editar | editar código-fonte]

Baixa tropical
Baixa tropical  (Escala Australiana)
Monsoon Low 30 jan 2006 0445Z.jpg
Duração 24 de janeiro—1 de fevereiro
Intensidade 30 nós (56 km/h, 35 mph) 10 min, 989 hPa (mbar)

Ciclone tropical severo Jim[editar | editar código-fonte]

Jim
Categoria 3  (Escala Australiana)
Categoria 1  (EFSS)
{{{image}}} Jim 2006 track.png
Duração 25 de janeiro—30 de janeiro (deixou AR)
Intensidade 65 nós (120 km/h, 75 mph) 1 e 10 min, 970 hPa (mbar)

Ciclone tropical Kate[editar | editar código-fonte]

Kate
Categoria 2  (Escala Australiana)
Tempestade tropical  (EFSS)
{{{image}}} Kate 2006 track.png
Duração 22 de fevereiro—24 de fevereiro
Intensidade 45 nós (83 km/h, 52 mph) 1 min
50 nós (93 km/h, 58 mph) 10 min, 985 hPa (mbar)

Ciclone tropical Emma[editar | editar código-fonte]

Emma
Categoria 1  (Escala Australiana)
Tempestade tropical  (EFSS)
{{{image}}} Emma 2006 track.png
Duração 26 de fevereiro—1 de março
Intensidade 35 nós (65 km/h, 40 mph) 1 min
40 nós (74 km/h, 46 mph) 10 min, 988 hPa (mbar)

Baixa tropical[editar | editar código-fonte]

Baixa tropical
Baixa tropical  (Escala Australiana)
030306 Northern Territories Low.PNG
Duração 28 de fevereiro—6 de março
Intensidade 30 nós (56 km/h, 35 mph) 10 min, 998 hPa (mbar)

Ciclone tropical severo Larry[editar | editar código-fonte]

Larry
Categoria 5  (Escala Australiana)
Categoria 4  (EFSS)
{{{image}}} Larry 2006 track.png
Duração 16 de março—21 de março
Intensidade 115 nós (213 km/h, 132 mph) 1 min
110 nós (204 km/h, 127 mph) 10 min, 940 hPa (mbar)

Ciclone tropical severo Floyd[editar | editar código-fonte]

Floyd
Categoria 4  (Escala Australiana)
Categoria 4  (EFSS)
{{{image}}} Floyd 2006 track.png
Duração 20 de março—26 de março
Intensidade 115 nós (213 km/h, 132 mph) 1 min
105 nós (194 km/h, 121 mph) 10 min, 915 hPa (mbar)

Ciclone tropical severo Wati[editar | editar código-fonte]

Wati
Categoria 3  (Escala Australiana)
Categoria 1  (EFSS)
{{{image}}} Wati 2006 track.png
Duração 20 de março—24 de março
Intensidade 80 nós (148 km/h, 92 mph) 1 min
85 nós (157 km/h, 98 mph) 10 min, 950 hPa (mbar)

Ciclone tropical severo Glenda[editar | editar código-fonte]

Glenda
Categoria 5  (Escala Australiana)
Categoria 4  (EFSS)
{{{image}}} Glenda 2006 track.png
Duração 26 de março—31 de março
Intensidade 120 nós (222 km/h, 138 mph) 1 min
110 nós (204 km/h, 127 mph) 10 min, 910 hPa (mbar)

Baixa tropical[editar | editar código-fonte]

Baixa tropical
Baixa tropical  (Escala Australiana)
032606 Cocos Islands Low.PNG
Duração 26 de março—29 de março
Intensidade 30 nós (56 km/h, 35 mph) 10 min, 994 hPa (mbar)

Ciclone tropical Hubert[editar | editar código-fonte]

Hubert
Categoria 2  (Escala Australiana)
Tempestade tropical  (EFSS)
{{{image}}} Hubert 2006 track.png
Duração 5 de abril—7 de abriç
Intensidade 55 nós (102 km/h, 63 mph) 1 min
50 nós (93 km/h, 58 mph) 10 min, 980 hPa (mbar)

Ciclone tropical severo Monica[editar | editar código-fonte]

Monica
Categoria 5  (Escala Australiana)
Categoria 5  (EFSS)
{{{image}}} Monica 2006 track.png
Duração 16 de abril—26 de abril
Intensidade 155 nós (287 km/h, 178 mph) 1 min
135 nós (250 km/h, 155 mph) 10 min, 916 hPa (mbar)

Nomes das tempestades[editar | editar código-fonte]

Cada Centro de Aviso de Ciclone Tropical tem sua própria lista de nomes para designar ciclones tropicais. Na temporada de 2005-2006, o nome Wati, que não pertence a nenhuma das listas abaixo, foi usado para garantir a continuidade do nome dado anteriormente pelo Centro Meteorológico Regional Especializado (CMRE) de Nadi.

Indonésia[editar | editar código-fonte]

Ciclones tropicais que se formam entre a linha do Equador e o paralelo 10 S e entre os meridianos 90 E e 125 E são monitorados pelo CACT de Jacarta, Indonésia. No entanto, em 2005-2006, o CACT de Jacarta estava desativado, e o CACT de Perth assumiu a responsabilidade da monitoração de ciclones tropicais na região.[3]

Oceano Índico sudeste[editar | editar código-fonte]

Ciclones tropicais que se formam entre os meridianos 90 E e 125 E e ao sul do paralelo 10 S são monitorados pelo CACT de Perth, Austrália. Os nomes são utilizados sequencialmente e em ordem alfabética. Os nomes usados proveniente da lista de nomes de ciclones de Perth estão abaixo.

Mar de Arafura e Golfo de Carpentária[editar | editar código-fonte]

Ciclones tropicais que se formam ao sul da linha do Equador e entre os meridianos 125°E e 141°E são monitorados pelo CACT de Darwin, Território do Norte, Austrália. Assim como em Perth, os nomes são usados sequencialmente e em ordem alfabética. No entanto, nenhum ciclone tropical dotado ganhou algum nome desta lista na temporada de 2005-2006.

Mar de Coral[editar | editar código-fonte]

Ciclones tropicais que se formam ao sul da latitude 10°S e entre os meridianos 141° E e 160° E são monitorados pelo CACT de Brisbane, Queensland, Austrália. Assim como em Perth e Darwin, os nomes são usados sequencialmente e em ordem alfabética.

Mar de Salomão e Golfo de Papua[editar | editar código-fonte]

Ciclones tropicais que se formam ao sul da linha do Equador e entre os meridianos 141°L e 160°L são monitorados pela CACT de Port Moresby, Papua-Nova Guiné. A lista de nomes são em ordem alfabética, porém, aleatório, ou seja, o nome pode ser escolhido entre qualquer nome da lista. No entanto, nenhum ciclone tropical dotado ganhou algum nome desta lista na temporada de 2005-2006.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Temporada de ciclones na região da Austrália de 2005-2006

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre ciclones tropicais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.