Turismo de negócios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O turismo de negócio apresenta grande importância para crescimento da economia, pois esse tipo especifico de turista agrega a localidade além da receita financeira, quando satisfeito passa a proporcionar visitas com maior frequência, além do fato de ser um multiplicador de opiniões positivas que atrairão novos turistas ao local.

É definido como um "conjunto de atividades de viagem, de hospedagem, de alimentação e de lazer praticado por quem viaja a negócios referentes aos diversos setores da atividade comercial ou industrial ou para conhecer mercados,estabelecer contatos, firmar convênios, treinar novas tecnologias, vender ou comprar bens ou serviços"(AZEVEDO e GIULLIANI, Apud, ANDRADE, 1997,P. 73), ou seja, é o turismo cujo o foco principal é revertido ao profissional ou as reuniões de caráter corporativo.

Apesar das reuniões de negócios acontecerem esporadicamente, há um grande interesse por parte das ofertantes de serviços de hospedagem e companhias aéreas neste segmento turístico, conforme salienta Stefanini, Yamashita e Sousa (Apud, CHON e SPAROWE, 2003, p. 29) "As viagens de negócios tornaram-se parte importante da indústria do turismo e da hospitalidade. As empresas aéreas e as de aluguel de carro e de hospedagem têm um interesse particular nesse segmento porque ele não é tão inconstante quanto às viagens de lazer. Apesar de a demanda por viagens de negócios ser elástica, ou seja, apesar de ela flutuar conforme as condições econômicas, ela não é tão elástica quanto a demanda por viagem de lazer".

REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS[editar | editar código-fonte]

AZEVEDO, Mauricio Sanita de; GIULIANI, Antonio Carlos. Turismo de Negócios. Quarta mostra acadêmica – UNIMEP – Piracicaba/SP, 2006. Disponível em < http://www.unimep.br/phpg/mostraacademica/ anais/4mostra/pdfs/174.pdf>. Acesso em: 9 de Fevereiro de 2015

STEFANINI, Cláudio J.; YAMASHITA, Ana Paula N. G.; SOUSA. Turismo de Negócios: Um Estudo Sobre a Percepção de Valor dos Serviços Hoteleiros na Ótica do Turista de Negócios, Revista Turismo Visão e Ação – Eletrônica, Vol. 14 - nº 3 - p. 349–365 / set-dez 2012. Disponível em<http://www6.univali.br/seer/index.php/rtva/article/view/3254>. Acesso em: 10 de Fevereiro de 2015.