Victoria (Colúmbia Britânica)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Victoria
2009-0605-Victoria-Harbor-PAN.JPG
Victoria, British Columbia Location.png

Localização na província de Colúmbia Britânica
Victoria está localizado em: Canadá
Victoria
Localização no Canadá
Coordenadas: 48°25′N, 123°21′W
Província Colúmbia Britânica
Incorporado em 2 de Agosto, 1862[1]
Prefeito Alan Lowe
Órgão governante Conselho Municipal de Victoria
Código postal V0S, V8N-V8Z, V9A-V9E
Área  
 - Cidade 19,68[2] km², 7,6 mi²
Fuso horário UTC -8/-7
População (2006)  
 - Cidade 78 057 [2]
 - Densidade 3 965,5 [2]  hab/km², 10 270,6 hab/mi²
 - Metrópole 330 088[3]
Website: www.victoria.ca

Victoria é a capital da província canadense de Colúmbia Britânica. Está localizada no sul da Ilha Vancouver. Sua população é de aproximadamente 78 mil habitantes, com cerca de 330 mil habitantes na região metropolitana [2] [3] . A principal fonte de renda da cidade é o turismo, tendo mais de 3.65 milhões de turistas que injectam mais de um bilhão de dólares na economia local. Victória é um porto de navios-cruzeiro, onde os navios-cruzeiro param no terminal de Ogden Point. A cidade também recebe benefícios económicos da sua proximidade ao Canadian Forces Base Esquimalt, a principal base marítima militar no Pacífico canadiano. A Baixa de Victoria também serve a Grande Victoria, onde muito clubes nocturnos, teatros, restaurants e bares se localizam, e onde ocorrem muitos e grandes eventos públicos regionais. Em particular, os foguetes do Canada Day e o Symphony Splash, um conjunto de concertos, atraem milhares de habitantes da Grande Victoria à baixa.

A cidade lançou também inúmeros eventos desportivos, nos quais se incluem o Campeonato Mundial Ford Curling 2005, os Jogos da Commonwealth 1994, e o Skate Canada 2006. Victoria também co-lançou o Campeonato Mundial de Futebol Sub-20 2007 no Royal Athletic Park, e anualmente realiza-se aqui Bastion Square Grand Prix Criterium, um campeonato de ciclismo. A cidade é também um destino para convenções, encontros e conferências.

Atracções[editar | editar código-fonte]

O Beacon Hill Park é o principal espaço verde da cidade. A sua área de 75 hectares, adjacente à costa sul de Victoria, inclui inúmeros campos de jogo, jardins cuidados, exóticas espécies de plantas e animais, assim como pavões, um pequeno zoo e excelentes vistas do Estreito de Juan de Fuca e das Montanhas Olímpicas. O cricket é jogado no Beacon Hill Park desde meados do século XIX. Cada Verão o Beacon Hill Park recebe vários concertos, e o Luminara Community Lantern Festival.

A extensa rede de parques de Victoria também inclui algumas áreas de habitat natural do Carvalho de Garry, um cada vez mais escasso ecossistema que outrora dominou a região.

Na baixa estão os Edifícios Legislativos da Colúmbia Britânica, o Empress Hotel, o Museu da Estação de Polícia de Victoria, a catedral gótica Christ Church Cathedral, e o Museu Real da Colúmbia Britânica/Teatro Nacional Geográfico IMAX, com exposições sobre os ameríndios locais, história natural e história moderna, entre outros temas. Para além disso ficam também na baixa a casa da artista e escritora Emily Carr, o Royal London Wax Museum, o Zoo de Insectos de Victoria, a Praça do Mercado e os Jardins Submarinos do Pacífico, que mostra a vida marinha na Colúmbia Britânica. A mais antiga (e intacta) Chinatown do Canadá localiza-se na baixa. A Galeria de Arte da Grande Victoria localiza-se perto da baixa, no bairro de Rockland, a vários quarteirões do Castelo de Craigdarroch, construído por James Dunsmuir, e da Casa do Governo, residência oficial do governador da Colúmbia Britânica.

Numerosos outros edifícios históricos localizam-se no centro da cidade, incluindo: a Escola de Santa Ana (1845); a Casa de Helmcken (1852), construída para o primeiro médico de Victoria; o Templo Emanuel (1863) a mais velha sinagoga em uso contínuo no Canadá; o Colégio de Angela (1865); a Igreja de Nosso Senhor (1874), construída para abrigar uma congregração anglicana; a Igreja Presbitiriana de Santo André (1890); a Igreja Metodista Metropolitana (1890), o actual Conservatório de Música de Victoria; a Catedral de Santo André (1892); e os Jardins de Cristal (1925), originalmente uma piscina de água salgada, restaurado como conservatório e, mais recentemente, uma atracção turística chamada B.C. Experience, que fechou em 2006.

A Base Naval CFB Esquimalt, na municipalidade adjacente de Esquimalt tem um museu-base dedicado à história naval e militar.

A norte da cidade, na península de Saanich estão os Jardins de Butchart, uma das maiores atracções turísticas na Ilha Vancouver, assim como o Observatório Astrofísico Dominion, os Jardins de Borboletas de Victoria e o planetário Centro do Universo. Importantes museus em Victoria incluem o Museu Real da Colúmbia Britânica e o Museu Marítimo da Colúmbia Britânica. Há também vários sítios históricos naturais próximos a Victoria, tais como o Farol de Fisgard, a Herdade e Escola de Craigflower, o Castelo de Hatley e o Parque de Hatley e a Colina de Forte Rodd, um forte de artilharia costeiro construído nos anos 1890, a oeste da cidade, em Colwood. Também a oeste da cidade fica o Western Speedway.

Personalidades[editar | editar código-fonte]

As seguintes personalidade nasceram em Victoria:

Cidades-Irmãs[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Wikipédia inglesa

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Victoria (Colúmbia Britânica)
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Canadá é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.



Flag of Canada

Capitais das províncias e territórios do Canadá

Províncias
Victoria | Edmonton | Regina | Winnipeg | Toronto | Quebec | Fredericton | Charlottetown | Halifax | St. John's
Territórios
Whitehorse | Yellowknife | Iqaluit