X-Ray Spex

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde outubro de 2013).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
X-Ray Spex
Informação geral
Origem Londres, Inglaterra, Reino Unido
País  Reino Unido
Gênero(s) punk rock
new wave
Período em atividade 1976-1979,
1991-1996
2008- atualmente
Gravadora(s) Virgin Records, EMI Intenational, Receiver Records, Universal Music, Future Noise Music
Afiliação(ões) Airport And Dean, Classix Nouveaux
Página oficial [1]
Integrantes Poly Styrene, Lora Logic, Jak Airport, Paul Dean, Rudi Thomson, BP Hurding

X-Ray Spex é uma banda londrina de punk rock formada em 1976.


História[editar | editar código-fonte]

Inicialmente, a banda foi formada pela vocalista Poly Styrene, Jak Airport (guitarra), Paul Dean (baixo), BP Hurding (bateria), e Lora Logic (saxofone). Durante sua primeira formação (1976–79), a banda foi um “fracasso deliberado”[1] e apenas lançou cinco singles e um álbum.[2] No entanto, seu primeiro single "Oh Bondage Up Yours!", agora é reconhecido como um single clássico do punk rock[3] [4] [5] [6] e o álbum, Germfree Adolescents, é aclamado em coro como um dos grandes álbuns do gênero punk rock.[7] [8] [9] [10] [11]

Um distintivo elemento na música do X-Ray Spex é o vocal de Poly Styrene, que era variamente descrito como "efervescentemente discordante"[12] e "poderoso o suficiente para fazer furos através de chapa de metal".[13] . Styrene inspirou-se em formar uma banda após ver um show dos Sex Pistols em Hastings.[14] Formado o X-Ray Spex, a banda tocou no clube The Roxy durante seus primeiros 100 dias. Em março, a banda tocou com os The Drones e Chelsea. Em abril, eles abriram para bandas como Buzzcocks, Wire e Johnny Moped.[15] Seu primeiro show no Roxy foi gravado e a música "Oh Bondage Up Yours!" foi incluída na influencial compilação Live at the Roxy WC2.[16]

No final de setembro de 1977, "Oh Bondage Up Yours!" foi gravada em estúdio e lançada como single. Hoje, a Gramophone Records é a detentora desta e mais algumas canções.[17] [18] Abrindo com um discurso gritado: "Algumas pessoas pensam que as garotas devem ser vistas e não ouvidas, mas eu acho, oh bondage, up yours!", a canção pode ser interpretada como o prenúncio do movimento riot grrrl, 15 anos antes. No entanto, Styrene declarou que sua fala referia-se que a ideia da letra era um jingle anti-consumista/anti-capitalista, não sendo exclusivamente feminista em sua natureza.

No final de 1977, Lora Logic foi substituída temporariamente por Glyn John, e depois permanentemente por Rudi Thompson (também conhecido como Steve Rudi).[19]

Em novembro de 1978, a banda lançou seu álbum debut. Com a exceção de "Identity", o resto das canções de Germ Free Adolescents eram de temas anti-consumistas.[20] Indeed, The Guardian newspaper described the album as containing "unrivalled anti-consumerism anthems".[21]

X-Ray Spex tocou no 'Front Row Festival', um evento de três semanas, entre final de novembro e o começo de dezembro de 1977.[16] Isso resultou na inclusão da banda ao de nomes como Wilko Johnson, 999, The Only Ones, the Saints, The Stranglers, e XTC, em uma disco duplo de gravações do festival. Então, em fevereiro de 1978, antes do lançamento de seu segundo single, a banda gravou a primeira de duas sessões para John Peel na BBC Radio 1.[22] Seu perfil foi reforçado por fixar residência de duas semanas no CBGB de Nova Iorque, embora o álbum Germ Free Adolescents não foi lançado nos Estados Unidos até 1992.

Em 30 de abril, a banda participou do Rock Against Racism, evento simultâneo em Victoria Park, Bow, Tower Hamlets. Também tocaram neste evento: Steel Pulse, The Clash, The Ruts, Sham 69, Generation X e Tom Robinson Band. No final do ano, para promover o álbum, o X-Ray Spex embarcou em sua primeira e única, turnê pelo Reino Unido. Exausta pela turnê, Poly Styrene deixa a banda band em meados de 1979. Ela pode ser vista em performance com a banda no documentário de 1980 D.O.A..

Sem Styrene a banda ficou estática. Hurding e Airport formaram o Classix Nouveaux, enquanto Paul Dean e Rudi Thompson formaram o Agent Orange (banda inglesa, não confundir com a californiana de punk rock) com Anthony Doughty, que mais tarde fundou o Transvision Vamp.


Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Singles[editar | editar código-fonte]

  • "Oh Bondage Up Yours!" / "I Am A Cliché" (September 1977: Virgin Records, VS 189); também lançado pela 12" single (VS 189–12)
  • "The Day The World Turned Day-Glo" / "I Am A Poseur" (March 1978: EMI International, INT 553) – No. 23 UK Singles Chart[23]
  • "Identity" / "Let's Submerge" (July 1978: EMI International, INT 563) – No. 24 UK
  • "Germfree Adolescents" / "Age" (October 1978: EMI International, INT 573) – No. 19 UK
  • "Highly Inflammable" / "Warrior in Woolworths" (April 1979: EMI International, INT 583) – No. 45 UK


Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Larkin, Colin. 'All Time Top 1000 Albums'. Enfield: Guinness Publishing, 1994. p. 236. ISBN 0-85112-786-X;
  2. Strong, M.C.. 'The Great Indie Discography'. Edinburgh: Canongate, 2003. p. 184. ISBN 1-84195-335-0;
  3. Mojo (October 2001) – 100 Punk Scorchers, Issue 95, London;
  4. Joynson, Vernon. 'Up Yours! A Guide to UK Punk, New Wave & Early Post Punk'. Wolverhampton: Borderline Publications, 2001. p. 448. ISBN 1-899855-13-0;
  5. Thompson, Dave. 'Punk'. Ontario: Collector's Guide Publication, 2000. p. 102. ISBN 1-896522-27-0;
  6. Gardner, Steve (1996). Hiljaiset Levyt: 100 Best Punk singles. "Revolt-in-plastic punk. Weird arty stuff with saxophone";
  7. Larkin, Colin. 'All Time Top 1000 Albums'. Enfield: Guinness Publishing, 1994. p. 236.;
  8. Steve Gardner (1996) Hiljaiset Levyt: 100 Best Punk LP's;
  9. Du Noyer, Paul. 'Encyclopedia of Albums: 1,000 Best-Ever Albums'. Bristol: Dempsey Parr, 1998. p. 89. ISBN 1-84084-031-5;
  10. Dimery, Robert. '1001 Albums You Must Hear Before You Die'. London: Cassell, 2005. p. 420.;
  11. The Guardian. '1,000 Albums To Hear Before You Die'. London: [s.n.], November 2007.;
  12. allmusic review of The Anthology
  13. Poly Styrene from comnet.ca/~rina
  14. Thompson, Dave. 'Alternative Rock'. San Francisco: Miller Freeman Books, 2000. p. 730. ISBN 0-87930-607-6;
  15. Thompson, Dave. 'Punk'. Ontario: Collector's Guide Publication, 2000. 61–62 p.;
  16. a b Thompson, Dave. 'Punk'. Ontario: Collector's Guide Publication, 2000. p. 102.;
  17. Michelle Lee, "Oh bondage up yours! The early punk movement—and the women who made it rock, Off Our Backs, Nov/Dec 2002
  18. BOFH: Oh Bondage, Up Yours! (article demonstrating the use of the song title as a catchphrase). The Register. Página visitada em 2008-05-23.
  19. Créditos do álbum {{{título}}}.
  20. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas FirstLady
  21. The Guardian. '1,000 Albums To Hear Before You Die'. London: [s.n.], November 2007.;
  22. X-Ray Spex’s John Peel Sessions on BBC Radio 1;
  23. a b Roberts, David. British Hit Singles & Albums. 19th ed. London: Guinness World Records Limited, 2006. p. 612. ISBN 1-904994-10-5

Ligações externas[editar | editar código-fonte]