Árvore-do-pão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaFruta-pão
Exemplar de fruta-pão no Havaí
Exemplar de fruta-pão no Havaí
Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: angiospérmicas
Clado: eudicotiledóneas
Clado: rosídeas
Ordem: Rosales
Família: Moraceae
Género: Artocarpus
Espécie: A. altilis
Nome binomial
Artocarpus altilis
(Parkinson) Fosberg

Artocarpus altilis, também conhecido pelos nomes científicos Artocarpus communis, Artocarpus incisus[1], e conhecido popularmente como fruta-pão, jaca-de-pobre, rima[2] e árvore-do-pão, é uma árvore frutífera, aparentada com a jaca (Artocarpus heterophyllus). É planta originária da Indomalásia (Java ou Samatra) ou da Malásia; seu fruto é base alimentar para povos ilhéus da Polinésia (Oceano Pacífico). Seus frutos são conhecidos pelo elevado valor nutricional e versatilidade culinária.

Descrição[editar | editar código-fonte]

As frutas-pão dividem-se em duas variedades: a apyrena, conhecida por fruta-pão de massa, que não possui sementes, e a seminífera, conhecida por fruta-pão de caroço, que apresenta numerosas sementes comestíveis e polpa não comestível.

A fruta-pão também é uma árvore ornamental, de grande porte e crescimento rápido, podendo alcançar 20 metros de altura. Longeva, vive cerca de 80 anos. Sua folhas são muito bonitas, grandes, perenes e profundamente lobadas. Se for machucada, exsuda um látex leitoso que tem aplicações artesanais, para calafetação e como cola. A fruta-pão é uma planta monoica, isto é, com os dois sexos na mesma planta e flores separadas, masculinas e femininas. As flores são pequenas e sem pétalas.[2] A polinização é cruzada, mas a frutificação não depende da polinização.

Os frutos são grandes, redondos como melões, e chegam a pesar 3 quilogramas. Sua casca é de cor verde-amarelada e sua polpa é amarelo-escura nas frutas de massa e amarronzada na variedade com sementes. As frutas de massa são ricas em amido, proteínas e vitaminas e podem ser consumidas cozidas, assadas, em doces ou até mesmo fritas. Também podem ser transformadas em farinha [3] e utilizadas em panificação e confeitaria. As sementes também são comestíveis e podem ser preparadas como outras castanhas, assadas ou cozidas.

Deve ser cultivada sob Sol pleno em solo fértil, profundo, drenável e irrigado periodicamente. A fruta-pão é uma árvore de clima tropical úmido e adapta-se bem ao litoral. Não é tolerante a locais demasiadamente secos ou frios. A frutificação inicia-se após 3 a 5 anos de implantação. A variedade que não produz sementes multiplica-se por estaquia de raízes. A variedade que produz sementes multiplica-se por sementes.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Há outra fruta de mesmo género Artocarpus mas diferente espécie, A. heterophyllus, muito popular no Brasil, conhecida por jaca.

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Árvore-do-pão
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Árvore-do-pão

Notas

  1. Kew Royal Botanical Gardens. Disponível em http://www.kew.org/science-conservation/plants-fungi/artocarpus-altilis-breadfruit Arquivado em 6 de outubro de 2014, no Wayback Machine.. Acesso em 30 de setembro de 2014.
  2. a b FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 816.
  3. (em português) Embrapa Arquivado em 2 de novembro de 2010, no Wayback Machine. - Aproveitamento Tecnológico da Farinha de Fruta-Pão. Página acessada em 8 de Dezembro de 2010.

Referências Bibiliográficas[editar | editar código-fonte]

EBDA. Produção de mudas de fruteiras tropicais. Salvado, 1991. 77p. (EBDA. Circular Técnica, 01).

EMBRAPA. CPATU. Fruticultura tropical: a fruta-pão. Belém, 1987.

GUIA RURAL ABRIL. Culturas: Frutas tropicais. São Paulo, 1988. Edição especial.

LUNA, José Vieira Uzêda. Instruções práticas para o cultivo de frutas tropicais. Salvador: EPABA, 1988. 56p.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a ordem Rosales, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.