ASP.NET

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o programa da UNESCO conhecido como ASPnet, veja Programa de Escolas Associadas da UNESCO.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde junho de 2011)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

ASP.NET é a plataforma da Microsoft para o desenvolvimento de aplicações Web e é o sucessor da tecnologia ASP. Permite através de uma linguagem de programação integrada na .NET Framework criar páginas dinâmicas. Não é nem uma linguagem de programação como VBScript, PHP, nem um servidor web como IIS ou Apache.

O ASP.NET é baseado no Framework .NET herdando todas as suas características, por isso, como qualquer aplicação .NET, as aplicações para essa plataforma podem ser escritas em várias linguagens, como C#, F# e Visual Basic .NET.

Embora se possa desenvolver aplicações ASP.NET utilizando somente um editor de texto e o compilador .NET, o ambiente de desenvolvimento mais comum das aplicações ASP.NET é o Visual Studio .NET já que possui algumas características que facilitam o trabalho do programador, como os componentes visuais para criação de formulários de páginas Web.

Uma aplicação para web desenvolvida em ASP.NET pode reutilizar código de qualquer outro projeto escrito para a plataforma .NET, mesmo que em linguagem diferente. Uma página ASP.NET escrita em VB.NET pode chamar componentes escritos em C# ou Web Services escritos em C++, por exemplo. Ao contrário da tecnologia ASP, as aplicações ASP.NET são compiladas antes da execução, trazendo sensível ganho de desempenho.

As aplicações Web ASP.NET necessitam do Framework .NET e do servidor IIS para executar, pelo menos na plataforma Windows. Existe também o projeto mod_aspdotnet, módulo que permite o servidor Apache HTTP Server trabalhar em conjunto com o Framework .NET e rodar aplicações ASP.NET na plataforma Windows. O projeto Mono é um esforço para permitir que aplicações ASP.NET (na verdade toda a plataforma .NET) possam executar em outras plataformas, como o Linux.

ASP.NET MVC[editar | editar código-fonte]

O ASP.NET MVC é um padrão de arquitetura que provê uma alternativa ao ASP.NET Web Forms, para criação de aplicações Web baseadas no MVC (Model View Controller). O Framework MVC é definido pelo namespace System.Web.Mvc. O ASP.NET MVC é um padrão que muitos desenvolvedores estão acostumados, de separar em camadas o modelo, a visualização e os controles. Algumas aplicações Web vão se beneficiar do framework MVC, enquanto outras continuarão a usar o padrão tradicional ASP.NET, que é baseado em Web Forms e postbacks. Nenhuma abordagem, seja MVC ou Web Forms, exclui a outra, podendo inclusive serem utilizadas ao mesmo tempo.

Recursos do MVC:

  • Separação das tarefas da aplicação (Entrada lógica, lógica de negócio e a lógica de Interface);
  • Um framework extensível e conectável. Os componentes do MVC são projetados, sendo assim facilmente substituídos ou customizados. Você pode plugá-lo à sua política de roteamento de URL (URL Routing), conectá-lo a sua própria engine de visualização e outros componentes.
  • Um componente poderoso de URL-mapping, que lhe permite criar aplicativo com URLs compreensíveis e que sejam de fácil localização por buscadores. Além de poder utilizar um padrão para nomeação de URLs, reforçando a ideia de localização otimizada (SEO - Search Engine Optimization).
  • Suporte a recursos existentes do ASP.NET. O MVC permite a utilização de recursos como autenticação de formulários e Windows Authentication, autorização URL (URL Authorization), data caching, gerenciamento de estado de sessão e perfil, o sistema de configuração e a arquitetura de provider.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]