Alysson Muotri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alysson Muotri
Nascimento Alysson Renato Muotri
Nacionalidade Brasil brasileiro
Alma mater Universidade Estadual de Campinas (BSc)
Universidade de São Paulo (PhD)
Orientador(es) Carlos Frederico Martins Menck
Instituições Universidade da Califórnia em San Diego
Campo(s) Genética
Tese Modulação da expressão do gene de reparo de DNA XPA por meio de vetores genéticos em células humanas (2001)

Alysson Renato Muotri é um biólogo brasileiro. É pesquisador do Instituto Salk para Estudos Biológicos, em La Jolla, San Diego, Califórnia, onde realiza pós-doutorado em Neurociências desde 2002. Seu trabalho aborda temas da fronteira da genética e biologia atuais, como o desenvolvimento dos neurônios e as células-tronco. Destacou-se recentemente ao conseguir "curar" um neurônio "autista"[1] (com Síndrome de Rett um tipo grave de autismo) em laboratório[2] e abrir as portas para o desenvolvimento de uma droga eficiente contra essa complexa síndrome. O feito foi publicado na revista científica Cell[3][4].

Muotri é formado em ciências biológicas pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com doutorado em biologia genética pela Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de genética, com ênfase em genética humana e médica, atuando principalmente nos seguintes temas: reparo de DNA, vetores virais, câncer, terapia gênica e modulação gênica. Foi um dos primeiros pesquisadores brasileiros a cultivar células-tronco embrionárias.

O geneticista paulistano já publicou mais de vinte artigos nas mais respeitadas revistas científicas. Em 2000, recebeu a menção honrosa para trabalho científico da Sociedade Brasileira de Virologia.

Desde o início da sua vida acadêmica, Muotri tinha interesse em estudar neurociência. A leitura de artigos científicos o levou a conhecer as pesquisas realizadas no Instituto Salk, em especial a linha de atuação do Dr. Fred Gage, que une células-tronco com o desenvolvimento de novas redes neurais.

Em 2010, Muotri em conjunto com outros cientistas brasileiros conseguiram transformar neurônios de pacientes com a síndrome de Rett em neurônios saudáveis e sua pesquisa foi capa da revista científica Cell. No início de 2012, fez o mesmo com autismo clássico[5].

Em fevereiro de 2014, lançou o livro "Simples assim: células tronco", em co-autoria com o médico Adelson Alves, pela editora Atheneu, com capa ilustrada pelo cartunista Ziraldo.[6][7][8][9]

Em 2015, nos EUA — onde ele vive e trabalha desde 2001 —, Muotri desenvolveu a técnica de criação de minicérebros,[10][11] que são miniaturas tridimensionais de cérebros vivos — do tamanho de uma ervilha, como o cérebro de um feto — e simulam o desenvolvimento do cérebro humano a partir de células-tronco do paciente, usando técnica de células-tronco pluripotentes induzidas (criada pelo prêmio Nobel Shinya Yamanaka). O neurocientista usa os minicérebros em busca da cura do autismo, melhores tratamentos e o entendimento genético da síndrome.[12]

Em abril de 2016, Muotri, junto com outros cientistas, fundou a Tismoo, a primeira startup do mundo de medicina personalizada voltada ao autismo e síndromes relacionadas,[13][14][15][16] com sede em São Paulo e dois escritórios nos Estados Unidos, em San Diego e Miami.[17]

Em maio de 2016, a Tismoo foi a primeira startup a publicar um trabalho na Nature,[18][19][20] tendo sua pesquisa reconhecida em uma das revistas científicas mais respeitadas do mundo.[21][22][23] O trabalho é sobre o Zika vírus e sua relação com o alto índice de microcefalia no Brasil. Por meio de sua tecnologia de minicérebros,[24] a startup brasileira ajudou a demonstrar a relação entre a versão brasileira do vírus e como ele atua causando malformação do córtex e levando a essa condição neurológica.[25][26][27][28]

Em dezembro de 2016, lançou o livro “Espiral — Conversas Científicas do Século XXI”, pela editora Atheneu, uma coletânea de mais de duzentos artigos publicados no decorrer de dez anos em que foi colunista do G1.[29][30]

Em dezembro de 2017, o pesquisador brasileiro descobriu em experimento com minicérebros que um medicamento usado há 60 anos contra a malária, a Cloroquina, funciona como vacina contra o Zika.[31][32][33][34][35]

Na sequência, também com uso dos minicérebros, em estudo publicado em janeiro de 2018 na revista Scientific Reports[36], do prestigioso grupo Nature, a equipe de Muotri diz que o remédio Sofosbuvir, usado no tratamento de hepatite C, pode curar a infecção por Zika, além de impedir também a transmissão do vírus da mãe para o bebê durante a gravidez.[37]

Livros Publicados[editar | editar código-fonte]

  • Simples assim: células tronco, editora Atheneu, 2014. [38]
  • Espiral — Conversas Científicas do Século XXI, editora Atheneu, 2016.[39]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Paiva Junior (2 de abril de 2011). «Uma luz no fim do microscópio». Revista Autismo 
  2. Cristiane Segatto (11 de novembro de 2010). «Esperança contra o autismo». Revista Época 
  3. «A Model for Neural Development and Treatment of Rett Syndrome Using Human Induced Pluripotent Stem Cells» (em inglês). Cell. 12 de novembro de 2010 
  4. «'A cura é possível, é só uma questão de 'quando, diz Alysson Muotri». O Globo. 2 de abril de 2016 
  5. Paiva Junior (20 de janeiro de 2012). «Muotri reverte autismo clássico e discute parceria com Microsoft». Revista Autismo 
  6. «G1 – Espiral – Alysson Muotri » Inovando na divulgação científica no Brasil » Arquivo». g1.globo.com. Consultado em 14 de abril de 2018. 
  7. OAB/RJ. «Simples assim: células tronco – OAB/RJ». www.oabrj.org.br. Consultado em 14 de abril de 2018. 
  8. «Livro sobre células-tronco será lançado no salão nobre da OAB/RJ». Jusbrasil 
  9. «Palestra e Lançamento do Livro de Alysson Muotri sobre Autismo - A&R». Autismo & Realidade 
  10. Pianetti, Paulo (10 de janeiro de 2018). «Medicina personalizada para o autismo». Estado de Minas. Consultado em 13 de abril de 2018. 
  11. Garcia, Rafael (29 de outubro de 2015). «Cientista que criou 'minicérebros' nos EUA trará técnica para o Brasil». G1. Consultado em 13 de abril de 2018. 
  12. «Novo laboratório em SP cria 'minicérebros' para tratamento de autismo». G1 
  13. Saleh, Naíma. «EXCLUSIVO! Autismo: Nasce a primeira startup do mundo dedicada ao transtorno». Revista Crescer. Consultado em 13 de abril de 2018. 
  14. «Cientistas brasileiros criam startups inovadoras em saúde | EXAME». exame.abril.com.br. Consultado em 12 de abril de 2018. 
  15. «A Tismoo é a primeira startup que usa sequenciamento genético para entender e tratar o autismo no Brasil». Projeto Draft 
  16. «Startup brasileira atua com medicina personalizada para o autismo - Saúde Business». Saúde Business 
  17. «Novo laboratório em SP cria 'minicérebros' para tratamento de autismo». G1 
  18. Cugola, Fernanda R.; Fernandes, Isabella R.; Russo, Fabiele B.; Freitas, Beatriz C.; Dias, João L. M.; Guimarães, Katia P.; Benazzato, Cecília; Muotri, Alysson R.; Pignatari, Graciela C. (2016/06). «The Brazilian Zika virus strain causes birth defects in experimental models». Nature (em inglês). 534 (7606): 267–271. ISSN 1476-4687. doi:10.1038/nature18296. Consultado em 13 de abril de 2018.  Verifique data em: |data= (ajuda)
  19. Saraiva, Jacilio (30 de novembro de 2016). «Biotecnologia conquista novos nichos de mercado». Fapesp na Mídia. Fapesp. Consultado em 14 de abril de 2018. 
  20. Cugola, Fernanda R.; Fernandes, Isabella R.; Russo, Fabiele B.; Freitas, Beatriz C.; Dias, João L. M.; Guimarães, Katia P.; Benazzato, Cecília; Almeida, Nathalia; Pignatari, Graciela C. (06 09, 2016). «The Brazilian Zika virus strain causes birth defects in experimental models». NCBI (em inglês). 534 (7606): 267–271. ISSN 1476-4687. PMC PMC4902174Acessível livremente Verifique |pmc= (ajuda). PMID 27279226. doi:10.1038/nature18296. Consultado em 13 de abril de 2018.  Verifique data em: |data= (ajuda)
  21. Bicudo, Lucas (18 de maio de 2016). «Startup brasileira de biotecnologia tem trabalho reconhecido em uma das revistas mais respeitáveis de ciências | StartSe». StartSe. Consultado em 13 de abril de 2018. 
  22. «Autismo – startup brasileira atua com medicina personalizada». Revista News. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 14 de abril de 2018. 
  23. Saraiva, Jacilio (30 de novembro de 2016). «Biotecnologia conquista novos nichos de mercado». Valor Econômico. Consultado em 13 de abril de 2018. 
  24. «Tecnologia da TISMOO foi usada em pesquisa sobre zika vírus e publicada na Nature » DC Inovação » Diário do Comércio». DC Inovação. Diário do Comércio. 17 de junho de 2016. Consultado em 14 de abril de 2018. 
  25. Monteiro, Rejane (17 de maio de 2016). «Startup brasileira realiza feito inédito no mundo científico». Segs.com.br. Consultado em 13 de abril de 2018. 
  26. «Com 'minicérebro', start-up investiga terapias alternativas e ação da zika». Folha de S.Paulo 
  27. Martins, Raphael (9 de abril de 2018). «Muotri, da UC San Diego: Estamos perto da cura do zika | EXAME». Revista Exame. Consultado em 14 de abril de 2018. 
  28. Comércio, Diário do. «Tecnologia da TISMOO foi usada em pesquisa sobre zika vírus e publicada na Nature » DC Inovação » Diário do Comércio». Diário do Comércio. Consultado em 14 de abril de 2018. 
  29. «Cientista Alysson Muotri lança livro com artigos de dez anos de sua coluna no G1». G1 
  30. Paiva Junior, Francisco (17 de março de 2017). «A nata da pesquisa sobre autismo | Paiva Junior». PaivaJunior.com.br. Consultado em 14 de abril de 2018. 
  31. Martins, Raphael (9 de abril de 2018). «Muotri, da UC San Diego: Estamos perto da cura do zika | EXAME». Revista Exame. Consultado em 14 de abril de 2018. 
  32. «Remédio pode curar o Zika – e evitar transmissão para bebês». Superinteressante 
  33. «Cientista brasileiro descobre remédio que pode proteger fetos contra o Zika vírus - Saúde Business». Saúde Business 
  34. Costa, Camilla (4 de fevereiro de 2018). «Biólogo brasileiro aposta em medicamento contra hepatite C para curar o Zika vírus». R7.com. Consultado em 13 de abril de 2018. 
  35. «Muotri, da UC San Diego: Estamos perto da cura do zika | EXAME». webcache.googleusercontent.com. Consultado em 14 de abril de 2018. 
  36. Muotri, Alysson R.; Macia, Angela; Moore, Spencer M.; Shiryaev, Sergey A.; Pinto, Antonella; Huang, Chun-Teng; Tejwani, Leon; Fernandes, Isabella R.; Suarez, Nicole A. (19 de janeiro de 2018). «Blocking Zika virus vertical transmission». Scientific Reports (em inglês). 8 (1). ISSN 2045-2322. doi:10.1038/s41598-018-19526-4. Consultado em 13 de abril de 2018. 
  37. Costa, Camilla (4 de fevereiro de 2018). «Biólogo brasileiro aposta em medicamento contra hepatite C para curar o Zika vírus». BBC Brasil 
  38. Muotri, Alysson R. (2014). Simples assim: células tronco. São Paulo: Atheneu. ISBN 9788538804765 
  39. Muotri, Alysson R. (2016). Espiral — Conversas Científicas do Século XXI. São Paulo: Atheneu. ISBN 9788538807667 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]