Alysson Muotri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Alysson Muotri
Nascimento Alysson Renato Muotri
Nacionalidade Brasil brasileiro
Cidadania Brasil
Alma mater Universidade Estadual de Campinas (BSc)
Universidade de São Paulo (PhD)
Ocupação biólogo, investigador
Orientador(es) Carlos Frederico Martins Menck
Instituições Universidade da Califórnia em San Diego
Campo(s) Genética, Neurociência
Tese Modulação da expressão do gene de reparo de DNA XPA por meio de vetores genéticos em células humanas (2001)

Alysson Renato Muotri é um professor e pesquisador da Universidade da Califórnia em San Diego (UCSD), nos Estados Unidos, onde trabalha desde 2008. É também diretor do Programa de Células-Tronco da UCSD[1]. Seu trabalho aborda temas da fronteira da genética e neurociência, como o desenvolvimento de etapas iniciais do sistema nervoso humano usando organoides cerebrais (“minicérebros”) derivados de  células-tronco[2][3]. É o biólogo brasileiro com maior número de publicações científicas de alto-impacto da atualidade[4].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Muotri é formado em ciências biológicas pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com doutorado em biologia genética pela Universidade de São Paulo (USP). Tem experiência na área de genética, com ênfase em genética humana e médica, atuando principalmente nos seguintes temas: reparo de DNA, vetores virais, câncer, autismo, terapia gênica e modulação gênica. Foi um dos primeiros pesquisadores brasileiros a cultivar células-tronco embrionárias.[carece de fontes?]

Desde o início da sua vida acadêmica, Muotri tinha interesse em estudar neurociência. A leitura de artigos científicos o levou a conhecer as pesquisas realizadas no Instituto Salk, em especial a linha de atuação do Dr. Fred Gage, que une células-tronco com o desenvolvimento de novas redes neurais.[carece de fontes?]

Durante seu pós-doutoramento no Instituto Salk de pesquisa, também em San Diego, na Califórnia, Muotri foi pioneiro em mostrar, em 2005, que neurônios humanos derivados de células-tronco embrionárias eram capazes de se diferenciar e se integrar funcionalmente em cérebros de animais quiméricos (formados por células de duas espécies diferentes)[5][6]. Ainda em 2005, num sofisticado trabalho de neurogenética, revelou a atividade de “genes saltadores” (elementos L1 retrotransponíveis) em genomas neurais, mostrando que o cérebro é composto por um mosaico de genomas neuronais[7][8]. A pesquisa alterou o então dogma da biologia que sugeria que todas as células do corpo dividiam o mesmo genoma[9][10].

Usando a reprogramação celular (desenvolvida pelo prêmio Nobel Shinya Yamanaka[11]), em 2010, conseguiu reverter alterações morfológicas e funcionais em neurônios derivados de indivíduos com autismo[12] em laboratório[13], abrindo perspectivas para o desenvolvimento de drogas mais eficientes para o Transtorno do Espectro do Autismo[14][15][16][17][18].

Em 2016, criou um modelo celular para estudo da Síndrome de Williams, abrindo a possibilidade de investigação das bases celulares e moleculares do cérebro social humano[19][20][21][22]. Também em 2016, Muotri liderou, junto com colaboradores internacionais, um estudo mostrando a relação causal do vírus da Zika circulando no Brasil com casos de microcefalia e defeitos congênitos[23][24][25]. Em 2018, desenvolveu "minicérebros neandertais", possibilitando a criação de uma nova área da ciência, a “neuroarqueologia”[26][27].

Em fevereiro de 2014, lançou o livro Simples assim: células tronco, em co-autoria com o médico Adelson Alves, pela editora Atheneu, com capa ilustrada pelo cartunista Ziraldo.[28][29][30][31]

Em abril de 2016, Muotri, junto com outros cientistas, fundou a Tismoo, a primeira startup do mundo de medicina personalizada voltada ao autismo e síndromes relacionadas,[32][33][34][35] com sede em São Paulo e dois escritórios nos Estados Unidos, em San Diego e Miami.[36]

Em maio de 2016, a Tismoo foi a primeira startup a publicar um trabalho na Nature,[37][38][39] tendo sua pesquisa reconhecida em uma das revistas científicas mais respeitadas do mundo.[40][41][42] O trabalho é sobre o Zika vírus e sua relação com o alto índice de microcefalia no Brasil. Por meio de sua tecnologia de minicérebros,[43] a startup brasileira ajudou a demonstrar a relação entre a versão brasileira do vírus e como ele atua causando malformação do córtex e levando a essa condição neurológica.[44][45][46][47]

Em dezembro de 2016, lançou o livro Espiral — Conversas Científicas do Século XXI, pela editora Atheneu, uma coletânea de mais de duzentos artigos publicados no decorrer de dez anos em que foi colunista do G1.[48][49]

Em dezembro de 2017, o pesquisador brasileiro descobriu em experimento com minicérebros que um medicamento usado há 60 anos contra a malária, a cloroquina, funciona como vacina contra o Zika.[50][51][52][53][54]

Na sequência, também com uso dos minicérebros, em estudo publicado em janeiro de 2018 na revista Scientific Reports[55], do prestigioso grupo Nature, a equipe de Muotri diz que o remédio Sofosbuvir, usado no tratamento de hepatite C, pode curar a infecção por Zika, além de impedir também a transmissão do vírus da mãe para o bebê durante a gravidez.[56]

Em 25 de julho de 2019, Muotri enviou para a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), numa cápsula da SpaceX, uma caixa autônoma com dezenas de minicérebros, que ficarão no espaço por um mês. A pesquisa objetiva verificar a reação dos organoides em microgravidade, para pesquisas com autismo, Doença de Alzheimer e outras condições neurológicas.[57][58][59][60] E enviou a segunda parte desta pesquisa, em 6 de dezembro de 2020[61][62], para a ISS.

Num estudo publicado em 8 de dezembro de 2020, na revista científica EMBO Molecular Medicine, Muotri e sua equipe identificaram dois medicamentos candidatos a neutralizar os déficits causados pela falta do gene MECP2, causador da Síndrome de Rett, com testes em laboratório feitos em minicérebros humanos, na Universidade da Califórnia em San Diego (EUA). Foram utilizados dois medicamentos que já podem iniciar testes clínicos na fase três (já aprovados nas fases 1 e 2, demonstrando serem seguros para o consumo humano). Os minicérebros “tratados” no laboratório de Muotri passaram a se comportar como se não tivessem a Síndrome de Rett.[63]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Muotri chegou a ser considerado, em alguns contextos, uma figura polêmica no cenário do autismo. Alguns autistas ativistas do movimento de direitos do autismo discordam de suas afirmações sobre cura do autismo e como aborda o transtorno em seus pronunciamentos públicos.[64] Alysson, por sua vez, escreveu para o G1 em 2013 que "não existe uma resposta clara para o autismo" em relação aos posicionamentos discordantes de autistas e,[65] tempos depois, afirmou que "Não são esses críticos que pagam meu salário. Quem paga, pensa justamente o oposto".[66]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Simples assim: células tronco, editora Atheneu, 2014.[67]
  • Espiral — Conversas Científicas do Século XXI, editora Atheneu, 2016.[68]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • 2014: NARSAD Independent Investigator Award[69]
  • 2013: EUREKA (Exceptional, Unconventional Research Enabling Knowledge Acceleration) NIMH Award[70]
  • 2011: PopTech Science and Public Leadership Fellow[71]
  • 2009: NIH Director’s New Innovator Award[72]
  • 2002: Pew Latin America Postdoctoral Fellowship, La Jolla, CA[73]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Meet the P.I. - Muotri Lab - UC San Diego Department of Pediatrics». UC San Diego School of Medicine (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2018 
  2. Trujillo, Cleber A.; Gao, Richard; Negraes, Priscilla D.; Chaim, Isaac A.; Domissy, Alain; Vandenberghe, Matthieu; Devor, Anna; Yeo, Gene W.; Voytek, Bradley (29 de junho de 2018). «Nested oscillatory dynamics in cortical organoids model early human brain network development». bioRxiv (em inglês). 358622 páginas. doi:10.1101/358622 
  3. «With tweaks, brains in a dish may yield clear clues to autism | Spectrum | Autism Research News». Spectrum | Autism Research News (em inglês). 21 de março de 2017 
  4. «NCBI Collection». www.ncbi.nlm.nih.gov. Consultado em 30 de julho de 2018 
  5. Muotri, Alysson R.; Nakashima, Kinichi; Toni, Nicolas; Sandler, Vladislav M.; Gage, Fred H. (20 de dezembro de 2005). «Development of functional human embryonic stem cell-derived neurons in mouse brain». Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America. 102 (51): 18644–18648. ISSN 0027-8424. PMC 1317971Acessível livremente. PMID 16352714. doi:10.1073/pnas.0509315102 
  6. Renewing the Stuff of Life: Stem Cells, Ethics, and Public Policy. Oxford, New York: Oxford University Press. 25 de junho de 2007. ISBN 9780195305241 
  7. Muotri, Alysson R.; Chu, Vi T.; Marchetto, Maria C. N.; Deng, Wei; Moran, John V.; Gage, Fred H. (junho de 2005). «Somatic mosaicism in neuronal precursor cells mediated by L1 retrotransposition». Nature (em inglês). 435 (7044): 903–910. ISSN 0028-0836. doi:10.1038/nature03663 
  8. Hotz, By Robert Lee. «Brain's Darwin Machine». latimes.com. Consultado em 30 de julho de 2018 
  9. Souza, Antônio Rodrigues de (31 de janeiro de 1994). «E então que quereis, Maiakoviski ?». Revista Literária do Corpo Discente da Universidade Federal de Minas Gerais. 27 (25). 62 páginas. ISSN 0103-5878. doi:10.17851/0103-5878.27.25.62 
  10. Vogel, Gretchen (15 de abril de 2011). «Do Jumping Genes Spawn Diversity?». Science (em inglês). 332 (6027): 300–301. ISSN 0036-8075. PMID 21493838. doi:10.1126/science.332.6027.300 
  11. «Shinya Yamanaka - Facts». www.nobelprize.org. Consultado em 30 de julho de 2018 
  12. Paiva Junior, Francisco (2 de abril de 2011). «Uma luz no fim do microscópio». Revista Autismo 
  13. Cristiane Segatto (11 de novembro de 2010). «Esperança contra o autismo». Revista Época 
  14. «A Model for Neural Development and Treatment of Rett Syndrome Using Human Induced Pluripotent Stem Cells» (em inglês). Cell. 12 de novembro de 2010 
  15. «'A cura é possível, é só uma questão de 'quando, diz Alysson Muotri». O Globo. 2 de abril de 2016 
  16. «Mini-brain Model of Idiopathic Autism Reveals Underlying Pathology of Neuronal Overgrowth». UC Health - UC San Diego (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2018 
  17. «Lab-Grown Neurons From Autistic Kids Could Lead to New Treatments». WIRED (em inglês) 
  18. «Com Ciência - SBPC/Labjor». www.comciencia.br. Consultado em 30 de julho de 2018 
  19. Chailangkarn, Thanathom; Trujillo, Cleber A.; Freitas, Beatriz C.; Hrvoj-Mihic, Branka; Herai, Roberto H.; Yu, Diana X.; Brown, Timothy T.; Marchetto, Maria C. N.; Bardy, Cedric (18 de agosto de 2016). «A human neurodevelopmental model for Williams syndrome». Nature. 536 (7616): 338–343. ISSN 0028-0836. PMC 4995142Acessível livremente. PMID 27509850. doi:10.1038/nature19067 
  20. «Mini-brains made from teeth help reveal what makes us sociable». New Scientist (em inglês) 
  21. «Tooth fairy delivers drug target for boosting social interest | Spectrum | Autism Research News». Spectrum | Autism Research News (em inglês). 16 de setembro de 2016 
  22. «Síndrome rara revela segredo por trás do cérebro social humano». O Globo. 11 de agosto de 2016 
  23. Cugola, Fernanda R.; Fernandes, Isabella R.; Russo, Fabiele B.; Freitas, Beatriz C.; Dias, João L.M.; Guimarães, Katia P.; Benazzato, Cecília; Almeida, Nathalia; Pignatari, Graciela C. (11 de maio de 2016). «The Brazilian Zika virus strain causes birth defects in experimental models». Nature. 534 (7606): 267–271. ISSN 0028-0836. PMC 4902174Acessível livremente. PMID 27279226. doi:10.1038/nature18296 
  24. Wright, Jessica (15 de junho de 2016). «How Autism Research and Mini-Brains Helped Prove Zika Causes Microcephaly». Slate (em inglês). ISSN 1091-2339 
  25. «UCSD Professor Finds Causal Link Between the Zika Virus and Microcephaly | THE TRITON». THE TRITON (em inglês). 9 de junho de 2016 
  26. University of California Television (UCTV) (25 de julho de 2018), CARTA: Imagination and Human Origins: Alysson Muotri - Reconstructing the Neanderthal Mind in a Dish, consultado em 30 de julho de 2018 
  27. «Exclusive: Neanderthal 'minibrains' grown in dish». Science | AAAS (em inglês). 20 de junho de 2018 
  28. «G1 – Espiral – Alysson Muotri » Inovando na divulgação científica no Brasil » Arquivo». g1.globo.com. Consultado em 14 de abril de 2018 
  29. OAB/RJ. «Simples assim: células tronco – OAB/RJ». www.oabrj.org.br. Consultado em 14 de abril de 2018 
  30. «Livro sobre células-tronco será lançado no salão nobre da OAB/RJ». Jusbrasil 
  31. «Palestra e Lançamento do Livro de Alysson Muotri sobre Autismo - A&R». Autismo & Realidade 
  32. Saleh, Naíma. «EXCLUSIVO! Autismo: Nasce a primeira startup do mundo dedicada ao transtorno». Revista Crescer. Consultado em 13 de abril de 2018 
  33. «Cientistas brasileiros criam startups inovadoras em saúde | EXAME». exame.abril.com.br. Consultado em 12 de abril de 2018 
  34. «A Tismoo é a primeira startup que usa sequenciamento genético para entender e tratar o autismo no Brasil». Projeto Draft 
  35. «Startup brasileira atua com medicina personalizada para o autismo - Saúde Business». Saúde Business 
  36. «Novo laboratório em SP cria 'minicérebros' para tratamento de autismo». G1 
  37. Cugola, Fernanda R.; Fernandes, Isabella R.; Russo, Fabiele B.; Freitas, Beatriz C.; Dias, João L. M.; Guimarães, Katia P.; Benazzato, Cecília; Muotri, Alysson R.; Pignatari, Graciela C. (junho de 2016). «The Brazilian Zika virus strain causes birth defects in experimental models». Nature (em inglês). 534 (7606): 267–271. ISSN 1476-4687. doi:10.1038/nature18296. Consultado em 13 de abril de 2018 
  38. Saraiva, Jacilio (30 de novembro de 2016). «Biotecnologia conquista novos nichos de mercado». Fapesp na Mídia. Fapesp. Consultado em 14 de abril de 2018 
  39. Cugola, Fernanda R.; Fernandes, Isabella R.; Russo, Fabiele B.; Freitas, Beatriz C.; Dias, João L. M.; Guimarães, Katia P.; Benazzato, Cecília; Almeida, Nathalia; Pignatari, Graciela C. (06 09, 2016). «The Brazilian Zika virus strain causes birth defects in experimental models». NCBI (em inglês). 534 (7606): 267–271. ISSN 1476-4687. PMC 4902174Acessível livremente. PMID 27279226. doi:10.1038/nature18296. Consultado em 13 de abril de 2018  Verifique data em: |data= (ajuda)
  40. Bicudo, Lucas (18 de maio de 2016). «Startup brasileira de biotecnologia tem trabalho reconhecido em uma das revistas mais respeitáveis de ciências | StartSe». StartSe. Consultado em 13 de abril de 2018 
  41. «Autismo – startup brasileira atua com medicina personalizada». Revista News. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 14 de abril de 2018 
  42. Saraiva, Jacilio (30 de novembro de 2016). «Biotecnologia conquista novos nichos de mercado». Valor Econômico. Consultado em 13 de abril de 2018 
  43. «Tecnologia da TISMOO foi usada em pesquisa sobre zika vírus e publicada na Nature » DC Inovação » Diário do Comércio». DC Inovação. Diário do Comércio. 17 de junho de 2016. Consultado em 14 de abril de 2018. Arquivado do original em 14 de abril de 2018 
  44. Monteiro, Rejane (17 de maio de 2016). «Startup brasileira realiza feito inédito no mundo científico». Segs.com.br. Consultado em 13 de abril de 2018 
  45. «Com 'minicérebro', start-up investiga terapias alternativas e ação da zika». Folha de S.Paulo 
  46. Martins, Raphael (9 de abril de 2018). «Muotri, da UC San Diego: Estamos perto da cura do zika | EXAME». Revista Exame. Consultado em 14 de abril de 2018 
  47. Comércio, Diário do. «Tecnologia da TISMOO foi usada em pesquisa sobre zika vírus e publicada na Nature » DC Inovação » Diário do Comércio». Diário do Comércio. Consultado em 14 de abril de 2018. Arquivado do original em 14 de abril de 2018 
  48. «Cientista Alysson Muotri lança livro com artigos de dez anos de sua coluna no G1». G1 
  49. Paiva Junior, Francisco (17 de março de 2017). «A nata da pesquisa sobre autismo | Paiva Junior». PaivaJunior.com.br. Consultado em 14 de abril de 2018 
  50. Martins, Raphael (9 de abril de 2018). «Muotri, da UC San Diego: Estamos perto da cura do zika | EXAME». Revista Exame. Consultado em 14 de abril de 2018 
  51. «Remédio pode curar o Zika – e evitar transmissão para bebês». Superinteressante 
  52. «Cientista brasileiro descobre remédio que pode proteger fetos contra o Zika vírus - Saúde Business». Saúde Business 
  53. Costa, Camilla (4 de fevereiro de 2018). «Biólogo brasileiro aposta em medicamento contra hepatite C para curar o Zika vírus». R7.com. Consultado em 13 de abril de 2018 
  54. «Muotri, da UC San Diego: Estamos perto da cura do zika | EXAME». webcache.googleusercontent.com. Consultado em 14 de abril de 2018 
  55. Muotri, Alysson R.; Macia, Angela; Moore, Spencer M.; Shiryaev, Sergey A.; Pinto, Antonella; Huang, Chun-Teng; Tejwani, Leon; Fernandes, Isabella R.; Suarez, Nicole A. (19 de janeiro de 2018). «Blocking Zika virus vertical transmission». Scientific Reports (em inglês). 8 (1). ISSN 2045-2322. doi:10.1038/s41598-018-19526-4. Consultado em 13 de abril de 2018 
  56. Costa, Camilla (4 de fevereiro de 2018). «Biólogo brasileiro aposta em medicamento contra hepatite C para curar o Zika vírus». BBC Brasil 
  57. Northon, Karen (25 de julho de 2019). «SpaceX Dragon en Route to Space Station with NASA Science, Cargo». NASA. Consultado em 31 de julho de 2019 
  58. «2019: A Space Organoid». UC Health - UC San Diego (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2019 
  59. tismoo.us https://tismoo.us/destaques/cofundador-da-tismoo-envia-minicerebros-para-o-espaco-em-missao-da-nasa-e-spacex/. Consultado em 31 de julho de 2019  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  60. «Cientista brasileiro envia 'minicérebros' para o espaço para desvendar reação das células». G1. Consultado em 31 de julho de 2019 
  61. «Muotri envia 2ª etapa de sua pesquisa com 'minicérebros' humanos para o espaço». Revista Autismo. Revista Autismo. 15 de dezembro de 2020. Consultado em 13 de janeiro de 2021 
  62. «Muotri envia 2ª etapa de sua pesquisa com minicérebros humanos para o espaço». Tismoo. Portal da Tismoo. 27 de novembro de 2020. Consultado em 13 de janeiro de 2021  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  63. «Com minicérebros, Muotri encontra 2 medicamentos candidatos a tratar Síndrome de Rett». Tismoo. Portal da Tismoo. 9 de dezembro de 2020. Consultado em 13 de janeiro de 2021 
  64. «Introvertendo 109- Neurodiversidade: Os Autistas». Introvertendo. Consultado em 16 de outubro de 2020 
  65. «Os quatro reinos autistas». G1. Consultado em 16 de outubro de 2020 
  66. «Alysson Muotri: para ele, a cura é um fato. Basta alcançá-la». Medictando. Consultado em 16 de outubro de 2020 
  67. Muotri, Alysson R. (2014). Simples assim: células tronco. São Paulo: Atheneu. ISBN 9788538804765 
  68. Muotri, Alysson R. (2016). Espiral — Conversas Científicas do Século XXI. São Paulo: Atheneu. ISBN 9788538807667 
  69. «Alysson R. Muotri, Ph.D.». Brain & Behavior Research Foundation (em inglês). 22 de março de 2017 
  70. «RFA-MH-14-214: Exceptional Unconventional Research Enabling Knowledge Acceleration (EUREKA) for Neuroscience and Disorders of the Nervous System (R01)». grants.nih.gov (em inglês). Consultado em 6 de agosto de 2018 
  71. «UC San Diego's Alysson Muotri named 2011 Poptech Science Fellow». UC San Diego School of Medicine (em inglês). Consultado em 6 de agosto de 2018 
  72. generator, metatags. «Project Information - NIH RePORTER - NIH Research Portfolio Online Reporting Tools Expenditures and Results». projectreporter.nih.gov (em inglês). Consultado em 6 de agosto de 2018 
  73. «Alysson Renato Muotri, Ph.D.». www.pewtrusts.org. Consultado em 6 de agosto de 2018 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]