Antônio Dino da Costa Bueno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Antônio Dino da Costa Bueno
Nascimento 15 de dezembro de 1854
Pindamonhangaba
Morte 27 de fevereiro de 1931 (76 anos)
São Paulo
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Advogado, juiz e político

Antônio Dino da Costa Bueno (Pindamonhangaba, 15 de dezembro de 1854São Paulo, 27 de fevereiro de 1931) foi um advogado, juiz, professor e político brasileiro.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1896 foi nomeado secretário do Interior do estado de São Paulo, durante a presidência de Campos Sales.[1] Foi diretor da Faculdade de Direito de São Paulo de 1908 a 1912.[1]

No Senado do Congresso Legislativo do Estado de São Paulo, foi presidente de 17 de julho de 1924 a 24 de outubro de 1930, sucedendo a Jorge Tibiriçá Piratininga.[1]

Retrato realizado por Adrien Henri Vital van Emelen.

Como presidente do Senado Estadual de São Paulo, foi proclamado presidente interino do Estado de São Paulo após a morte do titular do cargo, Carlos de Campos, cargo que exerceu de 27 de abril a 14 de julho de 1927, quando entregou o governo ao presidente eleito do estado Júlio Prestes.[1]

Referências

  1. a b c d e «Antônio Dino da Costa Bueno». USP. Consultado em 18 de fevereiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Carlos de Campos
Presidente de São Paulo
1927 (interino)
Sucedido por
Júlio Prestes
Precedido por
Gustavo de Oliveira Godoy
Presidente do Senado de São Paulo
1924 — 1930
Sucedido por
(dissolução)
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.