Batalha de Paso de Mercedes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batalha de Paso de Mercedes
Guerra do Paraguai
Data 11 de agosto de 1865
Local Província de Corrientes, Argentina
Desfecho Vitória brasileira
  • Navios de guerra passaram com êxito
Beligerantes
 Império do Brasil  Paraguai
Comandantes
Império do Brasil Francisco Manuel Barroso da Silva Paraguai José María Bruguez
Forças
12 navios com 60 canhões 3.000 soldados com 34 canhões
Baixas
20 mortos e feridos 2 mortos
8 feridos

A Batalha de Paso de Mercedes foi travada em 11 de agosto de 1865 durante a invasão paraguaia da província argentina de Corrientes. A batalha ocorreu em Bella Vista ao longo do Rio Paraná, a oeste de Mercedes.

Historia[editar | editar código-fonte]

Após a Batalha do Riachuelo, José María Bruguez, comandante paraguaio, mudou seus homens e as baterias do Major Aquino para Punta Mercedes, a cerca de 24 km ao norte de Corrientes, até o quilometro 1157 do Rio Paraná. Na tentativa de cortar a frota da sua base de abastecimento. Ele escolheu essa posição em penhascos de 15 metros, pois afinal as armas estavam bem na frota que passava, da qual ele disparou.[1]:36

A frota da Marinha do Brasil consistiu em navio de fragata de vapor do Amazonas (navio-bandeira), Apa, 6 canhoneiras: Ipiranga, Beberibe, Mearim, Araguary, Ivahy e o Iguatemy; Corvetas: Parnahyba, Belmonte Maje, e o Itajaí navios de vapor. Uma vez passado o desafio, Barroso continuou a mais 9,6 km, onde ele parou para a noite. Bruguez, entretanto, apoiou as baterias e dirigiu-se mais uma vez rio abaixo para Punta Cuevas, a 25 km ao sul da cidade de Bella Vista, onde repetiu sua ação contra a frota na Batalha de Paso de Cuevas.

Referências

  1. Hooker, T.D., 2008, The Paraguayan War, Nottingham: Foundry Books, ISBN 1901543153

Outras leituras[editar | editar código-fonte]

  • Caillet-Bois, Teodoro (1944). Historia Naval Argentina. Buenos Aires: Imprenta López 
  • Beverina, Juan (1973). La Guerra del Paraguay (1865-1870). Buenos Aires: Círculo Militar 
  • Theotonio Meirelles Da Silva, Historia Naval Brazileira, BiblioBazaar, LLC, 2008.
  • Mendonça, Mário F. e Vasconcelos, Alberto, Repositório de Nomes dos Navios da Esquadra Brasileira, Río de Janeiro, 1959
  • Andréa, Júlio, A Marinha Brasileira: florões de glórias e de epopéias memoráveis, Río de Janeiro, SDGM, 1955.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]