Black Star (cosmético)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Black Star
AvrilLavigne-BlackStar.jpg
Fragrância de Avril Lavigne
Descrição Perfume para jovens
Lançamento 7 de março de 2009
Companhia Procter & Gamble Prestige
Slogan publicitário Be Your Own Star
Forbidden Rose
Página oficial

Black Star é uma linha de cosméticos lançado pela canadense Avril Lavigne lançado oficialmente em 7 de março de 2009.[1] Foi criado sob licença da Procter & Gamble Prestige,[2] e é composto de rosa hibisco, ameixa preta e chocolate escuro. Este perfume está disponível em 15, 30, 50 e 100ml. Ele foi lançado em 2009 na cidade de Londres, na Europa e, depois nos Estados Unidos e Canadá.[3][4]

Além desse perfume Avril ainda inclui sua marca em sabonete, sabonete líquido, hidratante, creme pós-barba e óleo de banho.[5] Avril também ofereceu a imprensa uma visualização do seu vestuário linha, Abbey Dawn, atualmente disponível nos EUA e Japão e em expansão para a Europa.[6] E para a divulgação do produto, Lavigne fez um comercial de sua fragrância.[7]

Black Star está indicada na premiação America's Annual FiFi, considerada o "Oscar da perfumaria". Ela está disputando na categoria de Woman's Popular Appeal junto com os artistas Hallle Berry, Mariah Carey e Faith Hill.[8] O evento será realizado pela The Fragrance Foundation, em Nova Iorque em 10 de junho de 2010.[9]

História[editar | editar código-fonte]

Criação[editar | editar código-fonte]

Em uma entrevista para o site Bella Sugar, Avril descreveu como criou a marca, dizendo que demorou aproximadamente dois anos para que pode ter a oportunidade com a Procter e Gamble de colocar em prática sua ideia.[10] Ela e a empresa participou de todos os detalhes do design da caixa, do vidro e do cheiro. A letra da música que toca no comercial foi Lavigne quem o compôs com uma mensagem Be Your Own Star ou por tradução livre "seja sua própria estrela." O modelo do vidro de perfume "Black Star", segundo Avril, veio de seu gosto por estrelas.[10]

Divulgação e lançamento[editar | editar código-fonte]

Demonstração da canção usada para divulgação da fragância.

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

Black Star foi lançado na Cooper Square Hotel, no centro de Nova Iorque. O evento ocorreu na cobertura do hotel.[11] O salão foi decorada com cores favoritas de Avril, rosa e preto em vasos sobre a mesa, enquanto tinha almofadas rosa e sofás branco leitoso. Esta combinação de cor foi o que inspirou a embalagem e o frasco do perfume que Avril trabalhou no desenvolvimento.[11] Na Austrália o perfume foi lançado oficialmente para vendas em outubro de 2009, a loja Myer, localizado em Melbourne.[12] Para a comercialização da marca e a sua estreia no país, a MTV da Austrália fez promoções em sua grade de programação.[12] A canção "Black Star" foi composta especialmente para a marca em prol de divulgação. Foi também usada no quarto álbum de estúdio da cantora. A revista Billboard Brasil disse na resenha do álbum Goodbye Lullaby que essa canção é semelhante ao estilo da banda Coldplay.[13]

Opinião da crítica[editar | editar código-fonte]

Segundo o crítico do site Palacinka especializada em produtos de beleza, disse que o "Black Star" é uma fragrância nunca vista antes, e que antes o julgou como doce, porém disse que o cheiro é ideal para mulheres e adolescentes, e que a Avril descreveu o produto como "nervoso e feminino de uma forma divertida". E encerra que as formas geométricas "são muito divertidas e inovadoras".[14] O site "Beyond Beauty Basics" fez criticas favoráveis aos produtos sobre o cheiro, que é uma fragrância "fresca, sexy e deliciosa".[11]

O site americano "TBO.com" convocou alguns especialistas para uma matéria sobre perfumes de celebridades. Algumas fragrâncias foram analisadas pelos profissionais, incluindo "Black Star", de Avril Lavigne.[15] O critico deu uma nota "B", e disse que ela não imaginava que fosse gostar de um perfume feito por uma jovem canadense. E afirma "Mas esse perfume é exuberante, floral e doce, mas não tão doce.Me faz lembrar de meus tempos de juventude quando o perfume que usava era "Sweet Honesty;", nada fantasioso ou "complicado", apenas feminino e engraçado."[15] E continua: "Este não dura o quanto eu gostaria , mas o padrão das celebridades de hoje é uma barganha entre 29 e 39 dólares. É voltado mais para o público adolescente."[15]

Características e repercussão[editar | editar código-fonte]

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

A marca contém embalagens como um frasco de perfume de 100 e 15ml, desodorante de 100 e 150 ml um conjunto com o perfume e o desodorante. Há loção corporal de 200 e 50 ml.[16] Verde pêra, flor de hibisco rosa, ameixa preta e chocolate são alguns dos aromas apresentados nas embalagens do Black Star.[12]

Prêmios e desempenho nas vendas[editar | editar código-fonte]

Black Star recebeu uma indicação na premiação America's Annual FiFi, considerada pela mídia o "Oscar da perfumaria". A fragrância está disputando na categoria de Woman's Popular Appeal junto com outros artistas como:Hallle Berry, Mariah Carey e Faith Hill.[17] O evento foi realizado pela The Fragrance Foundation, em Nova Iorque em 10 de junho de 2010.[9] A Cosmetic Executive Women (CEW), uma fundação criado em 1954, que promove a contribuição industrial de cosméticos femininos, também premiou Black Star na categoria de Women's Scent Mass, e a CEW disse que a garrafa da fragrância assume uma forma de estrela única e marcante, e foi projetado para capturar o estilo característico de Lavigne. O frasco é coberto com uma tampa negra, ajudando a trazer a visão de Avril.[18]

Em 2009, a revista Vogue, fez um ranking dos perfumes mais vendidos no Reino Unido na qual "Black Star", com aproximadamente um ano do seu lançamento, ficou na 8ª posição no país.[19]

Notas e referências

  1. Lavigne, Avril (7 de março de 2009). «Avril announces latest project.......!». Avril Lavigne (em inglês). Consultado em 7 de outubro de 2009 
  2. «Criação da Black Star» (em inglês). Fragrantica.com. Consultado em 24 de Abril de 2009 
  3. «Black Star lançamento». Tecontei.com.br. Consultado em 24 de Abril de 2009 
  4. «Avril Lavigne lança sua primeira fragrância de perfume». EGO. 25 de março de 2009. Consultado em 4 de setembro de 2009 
  5. «Além do Black Star». Famaofera.com.br. Consultado em 24 de Abril de 2009 
  6. «Black Star e divulgação da Abbey Dawn» (em inglês). Talkingmakeup. Consultado em 24 de Abril de 2009 
  7. «Avril Lavigne lança fragrância. Assista ao comercial!». EGO. Globo. 28 de julho de 2009. Consultado em 20 de setembro de 2009 
  8. «Top Five FiFi® Finalists Announced». fragrance (em inglês). 23 de abril de 2010. Consultado em 27 de abril de 2010 
  9. a b «Mariah Carey - Stars Battle It Our For Top Perfume Honour». contactmusic (em inglês). 27 de abril de 2010. Consultado em 27 de abril de 2010 
  10. a b «Avril Lavigne Wants You to Be Your Own Star». bellasugar (em inglês). 27 de agosto de 2009. Consultado em 26 de dezembro de 2009 
  11. a b c Monahan, Kate. «A Delicious New Scent: Avril Lavigne Introduces Black Star». beyondbeautybasics (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2010 
  12. a b c «MTV News | Avril Lavigne 'Black Star' Makes your Rock Star Dreams Come True». MTV Austrália (em inglês). MTV Networks. 11 de outubro de 2009. Consultado em 12 de outubro de 2009 
  13. Ortega, Rodrigo (Março de 2011). «Uma P... Maluca». Billboard Brasil. Brasil: BBP 
  14. Beauty, Palacinka. «Impulse Buy of the Week - Avril Lavigne Black Star Perfume». Palacinka (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  15. a b c «Beauty Board: Celebrity-inspired scents». 2.tbo (em inglês). The Tampa Tribune. 28 de julho de 2010. Consultado em 28 de julho de 2010 
  16. «Avril Lavigne Black Star». nl.douglas-shop (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2010 
  17. Harper, Kate. «Avril Lavigne's Perfume Up For Award». chartattack (em inglês). Consultado em 5 de maio de 2010 
  18. «SCENT: Women's Scent Mass» (aspx). cew.org (em inglês). Consultado em 26 de maio de 2010 
  19. «All Star Perfumes» (aspx). vogue (em inglês). Condé Nast Digital UK 2009. 10 de janeiro de 2010. Consultado em 15 de janeiro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]