Avril Lavigne (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Avril Lavigne
Álbum de estúdio de Avril Lavigne
Lançamento 5 de novembro de 2013 (2013-11-05)
Gravação 2011–2013
Gênero(s) Pop rock, pop punk
Duração 40:34
Idioma(s) Inglês
Formato(s) CD, download digital
Gravadora(s) Epic
Produção L.A. Reid, Avril Lavigne
(produtores executivos)
Chris Baseford, David Hodges, Chad Kroeger, Rickard B Göransson, Martin Johnson, Kyle Moorman, Brandon Paddock, Matt Squire, Peter Svensson
Cronologia de Avril Lavigne
Goodbye Lullaby
(2011)
Singles de Avril Lavigne
  1. "Here's to Never Growing Up"
    Lançamento: 9 de abril de 2013 (2013-04-09)
  2. "Rock N' Roll"
    Lançamento: 27 de agosto de 2013 (2013-08-27)
  3. "Let Me Go"
    Lançamento: 15 de outubro de 2013 (2013-10-15)
  4. "Hello Kitty"
    Lançamento: 15 de abril de 2014 (2014-04-15)
  5. "Give You What You Like"
    Lançamento: 10 de fevereiro de 2015 (2015-02-10)
Capa da edição das lojas Target

Avril Lavigne é o quinto álbum de estúdio e homônimo da cantora canadense Avril Lavigne . O seu lançamento ocorreu em 5 de novembro de 2013, através da Epic Records. Descrito por Lavigne como "mais artístico" do que seus trabalhos anteriores, o produto começou a ser desenvolvido pouco após a distribuição de Goodbye Lullaby em 2011. As suas gravações ocorreram entre novembro daquele ano e estenderam-se até julho de 2013 sob a produção executiva da própria intérprete juntamente com L.A. Reid, presidente da Epic, que contaram com a produção musical de Chris Baseford, David Hodges, Chad Kroeger, Rickard B Göransson, Martin Johnson, Kyle Moorman, Brandon Paddock, Matt Squire e Peter Svensson.

Tanto em aspectos líricos quanto musicais, Avril Lavigne representa um afastamento da produção acústica de Goodbye Lullaby, sendo divido entre canções pop rock alegres, baladas poderosas e ao piano, incorporando também influências de vários outros gêneros, como música industrial, pop punk, rock acústico e punk rock. Contendo participações vocais de Kroeger e do cantor estadunidense Marilyn Manson, o álbum trata de temas como rebelião, a juventude e o amor.

Avril Lavigne obteve análises geralmente positivas de críticos musicais, que elogiaram seu estilo despreocupado e adjetivaram-no de um dos melhores da artista, embora alguns tenham descrito a atitude rebelde presente em algumas canções como "força" e "anormal". Comercialmente, obteve um desempenho moderado, atingindo as trinta primeiras posições em países como Austrália, Canadá, Irlanda, Noruega, Nova Zelândia e Reino Unido. Nos Estados Unidos, debutou na quinta posição da Billboard 200 com 44 mil unidades adquiridas, sendo a pior semana de vendas obtidas por Lavigne e também a posição mais baixa já alcançada por um disco seu. O trabalho obteve um desempenho mais notável em território asiático, culminando na chinesa Sino Chart e sendo certificado com três discos de platina em Taiwan pela Recording Industry of Taiwan (RIT) e como ouro no Japão pela Recording Industry Association of Japan (RIAJ).

Quatro singles foram lançados do disco: "Here's to Never Growing Up", "Rock N' Roll", "Let Me Go" e "Hello Kitty", sendo que o último foi lançado apenas na Ásia e causou controvérsia devido ao seu vídeo musical, que foi rotulado como "racista". "Give You What You Like" serviria como a quinta faixa de trabalho, mas seu lançamento acabou sendo cancelado. Para a divulgação de Avril Lavigne, a vocalista apresentou-se em programas televisivos e festivais e fez a turnê The Avril Lavigne Tour entre dezembro de 2014, além de ter servido como ato de abertura na etapa estadunidense da digressão In a World Like This Tour, da boyband Backstreet Boys.

Precedentes e produção[editar | editar código-fonte]

Chad Kroeger foi responsável por produzir várias canções e a compor a canção "Let Me Go".

Três meses após o lançamento do seu quarto álbum de estúdio, Goodbye Lullaby, Avril confirmou que estava trabalhando num quinto disco. De acordo com a mesma, "Goodbye Lullaby foi mais maduro e o quinto será pop e mais divertido". Na época, revelou também já ter o primeiro single em mente: "Já tenho até uma música que deverá ser a compacta, só preciso regravá-la".[1] Em junho de 2011, após ter sido perguntada pelo fansite AvrilBand-Aids, a cantora disse ter oito novas canções já prontas, e que pretendia lançar um novo álbum "o mais rápido possível".[2]

Em entrevista à rádio The Beat, da cidade de Montreal, no Canadá, Avril confirmou a sua mudança de gravadora para a Epic Records e afirmou que L.A. Reid, novo presidente da editora, esteve presente na produção do álbum. Reid introduziu a cantora na mídia, contratou-a para a Arista Records em 2001 e lançou o primeiro álbum da carreira, Let Go, em 2002. Durante a mudança de gravadora, Avril havia lançado o último single "Wish You Were Here" pela Epic com o objetivo de conseguir aumentar a divulgação da canção nas rádios.[3]

Além de L.A. Reid, Avril também trabalhou em estúdio com o grupo de produtores The Runners.[4] Em entrevista ao canal MTV News, ela afirmou que esteve inspirada novamente em voltar a trabalhar com L.A. Reid e que nunca tinha tido essa ligação com ninguém, e nunca mais a terá. Todas as vezes que Reid e Avril se encontravam juntos, desde a sua separação, ambos sempre almejavam um possível retorno. "Agora que L.A. é presidente da Epic Records, foi mais fácil trabalhar", segundo Lavigne. Agora, ela tem condições de se concentrar melhor nas suas canções. "Também estamos trabalhando numa música para lançamento em 2012", disse a canadense. E finaliza com um desabafo que em 2011, ao lançar o Goodbye Lullaby, Avril estava desanimada com a sua gravadora RCA e que o retorno com o seu antigo produtor estimulou-a a lançar um quinto álbum de estúdio com mais animação e liberdade.[5][6] Em entrevista para o site alavigne.com.br, publicada no site oficial da Avril, afirmou que esse quinto álbum foi mais "divertido" e mostrou mais a voz da cantora.[7]

Numa outra entrevista para o canal MTV News, Avril afirmou que é difícil trabalhar com pessoas novas, e completa que "quando você não conhece alguém e começam a escrever juntos e logo após fazem a gravação, você nunca sabe se isso sairá bem." A escolha do grupo The Runners foi uma "escolha de sorte", segundo a cantora. O som desse álbum está se mesclando com os gêneros de um rock and roll agressivo com outras canções mais suaves. "Ter um bom tempo para produzir um disco novo é um fator importante", completa a artista.[8]

O roqueiro Marilyn Manson fez uma participação com Avril na canção "Bad Girl".

Em 22 de janeiro de 2012, o diretor executivo da Epic Records, L.A. Reid, publicou no Twitter que as canções do disco já haviam sido aprovadas: "Avril Lavigne está deixando a gente feliz com a sua nova música. Não vejo a hora de todos ouvirem", disse Reid.[9][10]

O produtor David Hodges, antigo integrante do conjunto Evanescence, afirmou em seu Twitter que foram finalizados os trabalhos com a cantora e com o vocalista e guitarrista da banda canadense Nickelback, Chad Kroeger, no estúdio em 5 de março de 2012.[11] Algumas semanas mais tarde, DJ Nasty anunciou que a cantora havia finalizado seu novo trabalho.[12] Em 17 de agosto foi publicado pelo Twitter que o quinto álbum já se encontrava em sua terceira semana consecutiva de ajustes e estava passando pelo processo de mixagem.[13]

Durante a criação da conta pessoal da cantora no Instagram no dia 8 de agosto de 2013, ela divulgou a capa do álbum de estúdio.[14] A ilustração destaca os olhos da artista, que usa uma maquiagem escura e o cabelo preso em coque.[15] Segundo o site Much Music, Avril está no estilo do filme "Cisne Negro".[16] O portal AltSounds.com fez uma resenha sobre a capa do quinto disco, elogiando a ilustração e afirmando que foi uma boa escolha por mostrar uma imagem forte. O site ainda comenta que o olhar marcante e a predominância da cor preta refletem uma pessoa madura e mais "sombria" em comparação aos álbuns anteriores. A reportagem finaliza dizendo que a capa deixa todos com mentes abertas e com grandes expectativas para o restante das canções.[17]

O álbum foi produzido nos estúdios Henson Studios em Los Angeles, Estados Unidos.[18]

Segundo o site da MTV, Avril Lavigne disse que seu quinto álbum de estúdio é mais light e teve um tom mais pop e divertido.[19] A cantora afirmou numa rádio australiana que seu trabalho foi diversificado, tem um dueto com o Chad, tem uma canção com o roqueiro Marilyn Manson e uma outra que ela compôs nomeada de "Hello Kitty". "Tem muitos hinos de pop/rock, tipo o primeiro single" disse a canadense.[20] "O álbum é muito mesclado", disse Avril à Billboard. "Basicamente, este trabalho tem canções emocionais, baladas sinceras, e algumas outras mais otimistas".[21]

Composição e temas[editar | editar código-fonte]

"Temos músicas pop-rock, e, em seguida, canções de baladas de piano com orquestras. Eu tenho uma música mais pesada que é a de Marilyn Manson, chamada "Bad Girl", e também tenho uma nomeada de "Hello Kitty", que soa algo único que eu fiz antes. "Here's To Never Growing Up" é uma das músicas de rock. - Lavigne sobre a diversidade do álbum.[22]

Em uma entrevista para o site Nylon, Lavigne afirmou que o álbum foi "mais artístico" do que seus trabalhos anteriores, destacando: "Desta vez, não se trata apenas de músicas sobre relacionamentos e rapazes. Eu só queria escrever canções um pouco mais artísticas. Eu queria ir por esse caminho, não estava tentando escrever um disco magnífico".[23] Ao discutir o estilo do álbum para o portal Entertainmentwise, Lavigne opinou: "O álbum tem de tudo um pouco. Há músicas de piano que utilizam apenas esse instrumento e a voz e outras mais emocionais."[24] Quanto ao significado lírico do álbum, ela comentou: "A composição me empurrou para falar sobre diferentes assuntos que eu não nunca falei antes. Eu não queria ser muito simples. Eu tentei realmente me expressar e ir mais a fundo.[23] Há várias canções alegres seguidas de um par de músicas nostálgicas, sobre olhar para trás, a exemplo de "17". Eu não queria que ela parecesse isso, mas é uma boa canção".[24]

Ao falar sobre as canções do álbum, Lavigne disse: "Estou animada com a música "Hello Kitty", que eu escrevi sobre a Hello Kitty, na qual sou obcecada, e é muito divertida e diferente", continuando: "Parece com nada do que fiz anteriormente, e eu até mesmo cantei um pouco de japonês nela".[25] Em maio de 2013, ela também descreveu o single "Rock N' Roll", que estava em sua fase final de produção, como "LOUD e impressionante" e afirmou que ele "representa várias outras coisas além de uma música".[26] A canadense também considerou sua parceria com Marilyn Manson como mais "pesada" e "rock"[22] e disse que suas canções favoritas são "Give You What You Like", "Hush Hush" e "Bad Girl".[24]

Lançamento e promoção[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: The Avril Lavigne Tour
Avril se apresentando em Brasília em 4 de maio de 2014.

O álbum Avril Lavigne foi lançado inicialmente sob uma pré-venda no seu site oficial em duas edições distintas: uma premium e outra deluxe, vendidas nas versões censurada e explícita. A versão premium teve um pôster com seu nome incluso e um "tubarurso" de pelúcia, enquanto que a versão deluxe contém apenas o pôster. Ambas foram entregues somente após o dia 5 de novembro, sendo que a pelúcia foi entregue apenas depois do dia 15 do mesmo mês.[27] Só era possível reservar o disco a partir de 24 de setembro de 2013 pelo site do iTunes.[28]

Em 5 de novembro de 2013, foi realizada uma pequena apresentação de inauguração que ficou por conta da equipe EMM Group. Avril recebeu boas críticas de sua apresentação e a setlist do evento foi composta por "Here's to Never Growing Up", "Let Me Go", "Rock N' Roll", "17", "I’m With You" e pequenos trechos de "Hello Kitty" e "Hello Heartache".[29]

Durante toda a semana de lançamento do quinto álbum de estúdio, a cantora esteve em Nova Iorque a fim de divulgá-lo. O primeiro evento que Avril participou foi no programa Good Morning America, da rede ABC, onde ela apresentou "Let Me Go", seguido pela festa de lançamento do álbum e também do show privado no Up Close & Personal.[30] Avril também participou da programação da rádio norte-americana 95.5 WPLJ e fez uma performance acústica de "Here's to Never Growing Up", o primeiro single do quinto álbum.[31]

A cantora fez uma propaganda comercial para divulgar um concerto que ocorreu no dia 3 de dezembro em Highline Ballroom, Nova Iorque. O show foi transmitido ao vivo pelo site "2vLive.com", mas para ver online foi preciso pagar uma taxa estipulada pelo site. A canção usada no comercial foi "Rock N' Roll". A cantora interpretou uma motoqueira e no final do vídeo foi possível ouvir o som de câmeras fotográficas.[32]

Após o lançamento do álbum, Avril foi ao Japão para a divulgação de seu trabalho e se apresentou em três programas de televisão japoneses. A primeira apresentação foi em 15 de novembro, no Music Station, ao cantar "Rock N' Roll".[33] Logo após, a canadense marcou presença no Mezamashi e realizou um show acústico de "Rock N' Roll".[34] Para finalizar a divulgação nos programas, a cantora foi ao Sukkiri e concedeu uma entrevista, além de cantar "Girlfriend" e "Rock N' Roll" no dia 19 de novembro.[35]

Em seguida, a cantora apresentou a The Avril Lavigne Tour, que foi a turnê de suporte de seu quinto álbum autointitulado. Teve início na Ásia em 2014 com apresentações na China, Japão, Coreia do Sul, Malásia, entre outros países. Teve cinco apresentações no Brasil, sendo duas em São Paulo e uma no Rio de Janeiro, em Brasília e Belo Horizonte; uma em Santiago no Chile; e uma em Buenos Aires na Argentina. Ela também passou no México e nos Estados Unidos.[36]

Durante os shows da Avril Lavigne no Brasil, a cantora fez um Meet & Greet nas cidades de São Paulo e no Rio de Janeiro, mas sua produção proibiu as pessoas de tocarem nela. O site Gawker comentou sobre o caso, e destaca o preço do encontro com a artista de maneira irônica, chamando-o de "privilégio de ficar parado ao lado de Avril". O encontro custou certa de 800 reais.[37]

Repercussão[editar | editar código-fonte]

Análise da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Pontuações agregadas
Fonte Avaliação
Metacritic (65/100)[38]
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 3.5 de 5 estrelas.[39]
Billboard 82/100[40]
Entertainment Weekly B+[41]
Digital Spy 3 de 5 estrelas.[42]
The Guardian 3 de 5 estrelas.[43]
Rolling Stone 3.5 de 5 estrelas.[44]
Folha de S. Paulo (positiva)[45]

O site metacritic deu uma nota de 65 numa escala de 100, cuja marca mostrou a média das críticas de outras fontes musicais.[38] O portal Allmusic disse que "o disco segue um padrão de gênero e que foi fortemente influenciado pelo marido de Avril, Chad Kroeger." Chad co-escreveu mais da metade do álbum de 13 faixas, incluindo o single "Let Me Go". A canção "Bad Girl" — onde Marilyn Manson é o pai do bebê de Avril — foi considerada "uma parceira arrepiante" por Stephen Thomas, crítico do site. Esse trabalho contou com a presença de Kroeger como co-roteirista e produtor. Também é ressaltado que "Rock N' Roll" e "Here's to Never Growing Up" são as que mais se assemelham às canções antigas da cantora.[39]

Jason Lipshutz, do site da revista Billboard, disse que o álbum Avril Lavigne chega a ser um trabalho "repleto de letras bonitas mas também enjoativas". A seu ver, Lavigne sempre lançou canções de gênero pop que desafiam a "dissecação". "A artista ficou parada no seu estilo musical, manteve a sua imagem e integridade intacta. Para alguém que muitas vezes se concentra nas irresponsabilidades dos jovens, Lavigne provou-se como uma das personalidades mais confiáveis ​​da música mainstream, seu compromisso de conceder-nos com sons insolentes é quase diligente", afirma. Para Lipshutz, "Here's To Never Growing Up" foi considerado um single "espetacular", assim como a canção "Bad Girl", e "Falling Fast" deveria "ser usada como trilha sonora de bailes de primaveras". "Apesar do tema, a composição nunca foi mais acentuada, e ao contrário de "Goodbye Lullaby", que contou com momentos em que Lavigne soou insegura de si mesma, a cantora está totalmente no controle neste álbum", finalizou o crítico.[46]

O site fez ainda uma avaliação de cada faixa do disco. Segundo os críticos, "Rock N' Roll" é tão boa quanto qualquer outra canção além de ser bombástica. "Here's to Never Growing Up" é o único "fantasticamente malcriado". "17" tem uma harmonia muito bem feita, mantendo um ritmo constante com dedilhados acústicos longos e latindo vocais que refratam o brilho travesso da juventude. "Bitchin' Summer" revela a rebeldia inofensiva da cantora. "Let Me Go" não mistura os vocais e o dueto é forte o suficiente para não se mostrar forçado ou remendado. "Give You What You Like" lembra o single "I'm With You". "Bad Girl" foi gravada em parceira com o cantor Marilyn Manson e é lasciva e desleixada. "Hello Kitty" soa um som fora do padrão da canadense.[46]

"You Ain't Seen Nothin' Yet" seria mais ideal ser lançada no álbum The Best Damn Thing. É alegre e vale a pena ouvir por conta própria, segundo o crítico. "Sippin' on Sunshine" segue um gênero de rádio voltado para o público adulto. "Hello Heartache" é simples mas não é menos impactante. "Falling Fast" é semelhante ao gênero country-pop e serviria como um dos álbuns de estúdios de Taylor Swift. "Hush Hush" transmite uma onda de sentimentos — tristeza, raiva, desespero, vergonha e, finalmente, leve esperança — e descompactá-los ordenadamente apresenta Lavigne como uma artista do mundo pop que ainda se pode confiar para fazer um bom trabalho.[46]

O site Entertainment Weekly disse que o álbum todo é fortemente influenciado por Chad Kroeger e o single "Here's to Never Growing Up" é a melhor canção do disco. ""Let Me Go" é um dueto "monstro" e é estranho, pois fala sobre separação, sendo que Chad e Avril eram recém-casados e soa mais como uma canção do Nickelback."[41]

Robert Copsey, do portal Digital Spy, afirma que dada a sua idade e seu casamento com Chad Kroeger, é possível que o álbum possa representar uma "fase madura" da carreira de Avril, apesar de algumas faixas remeterem a um estilo jovem, a exemplo de Here's to Never Growing Up, e da cantora se sentir "satisfeita" com esse gênero.[42]

O site do jornal Folha de S. Paulo publicou uma matéria sobre a canção "Bad Girl" com a participação do cantor Marilyn Manson, classificando-a como "rock pesado". ""Bad Girl" é um rock pesado em que Marilyn disse para a "menina malvada" que ela deve "deitar a cabeça nos braços do papai". Manson funciona, na maior parte do tempo, como um backing vocal para a canadense." A matéria ainda revela surpresa com as participações que esse álbum tem.[45]

O site Rolling Stone, dos Estados Unidos, disse que Avril "opta por baladas encharcadas, e às vezes parece utilizar vagamente um estilo gótico ou R&B, e tenta, em vão, manter-se como a Taylor Swift."[44] A revista Capricho intitulou a matéria de crítica do disco de "Som ousado". Nela, afirma que a cantora "continua no mesmo gênero de quando ela começou a sua carreira." Classificou como bons os singles "Here's to Never Growing Up" e "Rock N' Roll", porém não "se encantou". Em relação ao restante do álbum, foi "uma surpresa, Lavigne foi ousada e "Bad Girl" é um rock pesado e que lembra Taylor Momsen. "Give You What You Like" tem um som "sexy". "Bitchin' Summer" é agitada e foi o melhor avaliado e finaliza que é possível crescer sem perder a sua essência."[47]

Avril foi indicada ao Europe Music Awards em 2014 na categoria Best Canada Act.[48]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Ao lançar o clipe do single promocional "Hello Kitty" no You Tube, Avril recebeu críticas, considerando o trabalho como "racista". O crítico da revista Billboard, o jornalista Jason Lipshutz, acusou a cantora de racismo contra a cultura japonesa. "Durante a maior parte do clipe, a canadense se encontra desfilando com quatro mulheres asiáticas iguais em sua aparência, sem apresentar qualquer expressão, fazendo movimentos de dança tediosamente genéricos". Jason também fez boas críticas do quinto álbum de estúdio de Avril e ele espera que o próximo clipe seja melhor.[49]

Avril explicou em seu Twitter que teve seus fãs japoneses em mente para a produção do video, e que procurou profissionais nativos para sua produção. O video foi gravado em Tóquio, dirigido, coreografado e estrelado por profissionais japoneses.[49]

Singles[editar | editar código-fonte]

"Here's to Never Growing Up" foi o primeiro single do quinto álbum de estúdio da cantora. Sua produção ficou por conta do vocalista da banda Boys Like Girls, Martin Johnson.[50][51] O compacto foi lançado pela Epic Records em 9 de abril de 2013.[52][53][54] A capa mostra a cantora segurando um ursinho de pelúcia em seu corpo nu.[55] Após o seu lançamento, a canção alcançou várias paradas musicais do mundo, conquistando a 20ª posição na Billboard Hot 100 e a 7ª na Digital Songs. No Japão ela alcançou a 8ª colocação. O compacto foi bem recebido pela crítica, dizendo que a canção é "suave e juvenil, e mostra que Avril não está preocupada em crescer." No videoclipe, Avril aparece vestida com uma roupa semelhante à do vídeo musical de "Complicated" de 2002.[56][57][58]

"Rock N' Roll" foi o segundo single do disco. Foi gravado em 2013 e escrito pela cantora e teve a participação David Hodges, Chad Kroeger, Bertil Göransson, Jacob Kasher e Peter Svensson. Max Martin foi o responsável pela produção.[59][60] A canção foi lançada oficialmente em 27 de agosto de 2013.[61]

O videoclipe foi lançado em 20 de agosto e conta com referências a histórias em quadrinhos, uma cena do clipe de "November Rain", dos Guns N' Roses — onde Slash toca guitarra em frente a uma igreja —, a aparição do ator americano Billy Zane e do DJ Sid Wilson da banda Slipknot e um beijo lésbico entre Avril e atriz Danica McKellar.[61] A canção atingiu a 71ª colocação na Japan Hot 100, a 91ª posição na Billboard Hot 100 e a 37ª na Canadian Hot 100,[62][63] além de posicionar-se em várias paradas da Coreia do Sul.[64] "Rock N' Roll" foi considerado como o mesmo gênero pop rock de "Here's to Never Growing Up".[65]

O terceiro compacto lançado pela cantora foi "Let Me Go", que chegou às rádios em 15 de outubro.[66] Foi gravado em 2013 pela Avril e escrito pela própria com participação de David Hodges e Chad Kroeger,[67] apresentando uma parceira entre Lavigne e seu marido Chad.[68] Na Billboard Hot 100, o single estreou na 78ª colocação e na 12ª no Canadá.[69] O clipe de "Let Me Go" foi apresentado pela primeira vez em 15 de outubro de 2013, mesmo dia de seu lançamento no Itunes, com estreia primeiramente no programa Good Morning America às 8h30min am nos Estados Unidos. O vídeo foi dirigido por Christopher Sims, o qual já fez trabalhos para Keane e Stone Temple Pilots, e foi filmado no sul da Califórnia a menos de duas semanas do lançamento.[70] Após a estreia, o vídeo foi visto por milhões de vezes no You Tube.[71]

"Bad Girl", interpretada por Avril Lavigne com participação de Marilyn Manson, não foi lançada como um single oficialmente, porém ela entrou na parada da Canadian Hot 100 na posição 88ª na 47ª semana de 2013, onde permaneceu por uma semana no ranking.[72]

"Hello Kitty" foi lançada como uma canção promocional do álbum e teve seu clipe publicado em 23 de abril de 2014.[49] Na Coreia do Sul o compacto vendeu mais de 4 mil cópias em sua primeira semana, enquanto que nos Estados Unidos foram mais de 5 mil, mesmo não sendo oficialmente lançado neste país, onde apareceu na posição 75º da Billboard Hot 100 devido ao número elevado de visualizações do clipe no You Tube, segundo a Nielsen SoundScan.[73] Conforme já citado, o clipe foi considerado como "racista", devido aos elementos "repetitivos e genéricos", ao ver do jornalista Jason Lipshutz.[49] O vídeo foi indicado ao prêmio da MTV Europe Music Awards em 2014 na categoria Best Canadian Act.[74]

O quarto single do álbum é "Give You What You Like" e foi lançado no filme "Babysitters BlackBook", no canal Lifetime, em 21 de fevereiro de 2015. O clipe foi gravado no início de 2014 e sua gravação ficou a cargo de Joseph Kahn, sendo liberado por Avril em seu canal da VEVO em 2 de fevereiro de 2015. Lavigne publicou em sua conta oficial no Twitter para ajudar divulgar o vídeo: "Vocês pediram, então eu vou dar o que vocês querem".[75] Em 2013, o single alcançou a parada de sucesso da Coreia do Sul.[76]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

A lista de faixas do disco contém treze canções ao todo. Este trabalho conta com participações dos cantores Marilyn Manson e do atual marido da cantora e vocalista da banda Nickelback, Chad Kroeger, no single "Let Me Go".[77] Uma versão deluxe do álbum foi distribuída exclusivamente na rede de lojas de varejo dos Estados Unidos Target Corporation. A capa é basicamente a mesma, com mudanças na cor da palavra Avril Lavigne em vermelho e uma imagem azul com brilhantes ao fundo.[78] A versão exclusiva do Japão contou com as faixas "Bad Reputation" e "How You Remind Me", além de "Rock N' Roll" em versão acústica.[79]

Avril Lavigne
N.º Título Compositor(es) Produtor(es) Duração
1. "Rock N' Roll"   Avril Lavigne, David Hodges, Chad Kroeger, Jacob Kasher, Peter Svensson, Rickard B. Göransson Svensson, Göranson, Martin Johnson, Kyle Moorman[A], Brandon Paddock[A] 3:26
2. "Here's to Never Growing Up"   Lavigne, Hodges, Kroeger, Kasher, Johnson Johnson, Moorman[A], Paddock[A] 3:34
3. "17"   Lavigne, Kasher, Johnson Johnson, Moorman[A], Paddock[A] 3:24
4. "Bitchin' Summer"   Lavigne, Hodges, Kroeger, Johnson, Matt Squire Kroeger, Squire 3:31
5. "Let Me Go" (com Chad Kroeger) Lavigne, Hodges, Kroeger Kroeger, Hodges 4:27
6. "Give You What You Like"   Lavigne, Hodges, Kroeger Kroeger, Hodges 3:45
7. "Bad Girl" (com Marilyn Manson) Lavigne, Hodges, Kroeger Kroeger, Hodges 2:56
8. "Hello Kitty"   Lavigne, Hodges, Kroeger, Johnson Johnson, Moorman[A], Paddock[A], Kroeger[B], Hodges[B] 3:17
9. "You Ain't Seen Nothin' Yet"   Lavigne Chris Baseford, Kroeger 3:14
10. "Sippin' On Sunshine"   Lavigne, Hodges, Kroeger, Kasher, Johnson Johnson, Moorman[A], Paddock[A] 3:30
11. "Hello Heartache"   Lavigne, Hodges Hodges 3:49
12. "Falling Fast"   Lavigne Kroeger 3:13
13. "Hush Hush"   Lavigne, Hodges Hodges 4:01
Duração total:
40:34
Notas
A - denota produtores adicionais
B - denota produtores vocais

Desempenho do álbum[editar | editar código-fonte]

Na primeira semana de vendas nos Estados Unidos, Avril Lavigne teve mais de 44 mil cópias vendidas, de acordo com a Nielsen SoundScan.[80] No Japão o álbum ficou na 3ª posição na parada da Oricon em sua semana de lançamento.[81] Na Austrália o álbum estreou na 7ª posição na tabela da ARIA Charts com 2 829 cópias comercializadas.[82][83] O álbum permaneceu por 20 semanas em 17 paradas diferentes. A sua primeira aparição foi na 45ª semana do ano de 2013 na Itália, Irlanda, Países Baixos, Bélgica e Finlândia e a última aparição foi na 47ª semana de 2013 da Polônia.[84]

No Canadá, foram vendidas mais de 8 500 cópias no país na semana de seu lançamento.[85] No Japão, foram vendidas cerca de 119 mil cópias até o final de 2013, segundo ranking da Oricon.[86] No Reino Unido, o álbum estreou na 14ª posição e deixou as paradas após uma semana, sendo o primeiro de Avril a estar fora do top 10 no país.[87]

Paradas de vendas[editar | editar código-fonte]

Certificações[editar | editar código-fonte]

Paradas anuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Corner, Lewis (20 de junho de 2011). «Avril Lavigne: 'I've started work on new pop album'». digitalspy.co.uk (em inglês). Consultado em 20 de novembro de 2011. Cópia arquivada em 2011 
  2. «Avril Lavigne afirma que já começou a trabalhar em novo álbum». virgula.uol.com.br (em inglês). 20 de junho de 2011. Consultado em 20 de novembro de 2011. Cópia arquivada em 2011 
  3. Pambid, Diadem. «Move Confirmed: Avril Lavigne is L.A. Reid's Epic Records' Talent». au.ibtimes.com (em inglês). Consultado em 20 de novembro de 2011. Cópia arquivada em 2011 
  4. «@AvrilLavigne». twitter.com (em inglês). Consultado em 20 de novembro de 2011 
  5. Vena, Jocelyn (30 de novembro de 2011). «Avril Lavigne 'Re-Inspired' By 'X Factor' Mentor L.A. Reid». MTV News (em inglês). Consultado em 30 de novembro de 2011. Cópia arquivada em 2011 
  6. «Thanks for your questions Brazil!». avrillavigne.com (em inglês). 6 de dezembro de 2011. Consultado em 7 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 2011 
  7. «Avril Lavigne lança novo álbum em 2012». bemparana.com.br. Consultado em 12 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 2011 
  8. Kearney, Lauren (27 de dezembro de 2011). «Avril Lavigne Wants To Work With New People». newsroom.mtv.com (em inglês). MTV Networks. Consultado em 28 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 2011 
  9. «Avril Lavigne 're-inspired' by L.A. Reid reunion». ctv.ca (em inglês). 22 de janeiro de 2012. Consultado em 22 de janeiro de 2012. Cópia arquivada em 2012 
  10. «Gravadora aprova novas músicas de Avril Lavigne: L.A. Reid diz no Twitter que não vê a hora do mundo ouvir». popline.mtv.uol.com.br. MTV Brasil. 22 de janeiro de 2012. Consultado em 22 de janeiro de 2012. Cópia arquivada em 2012 
  11. «David Hodges ‏ @hodgesmusic Follow». twitter.com (em inglês). Consultado em 5 de março de 2012 
  12. Torres, Leonardo. «Avril Lavigne anuncia fim da gravação do seu quinto álbum». popline.mtv.uol.com.br. Consultado em 21 de abril de 2012. Cópia arquivada em 2012 
  13. Faia, Amanda (17 de agosto de 2012). «Quase pronto: novo álbum da Avril Lavigne entra em processo de mixagem». popline.mtv.uol.com.br. Consultado em 17 de agosto de 2012. Cópia arquivada em 2012 
  14. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome Bruno_Dias
  15. «Avril Lavigne divulga capa de seu novo disco em rede social». g1.globo.com. Consultado em 9 de agosto de 2013 
  16. «AVRIL LAVIGNE CHANNELS HER INNER BLACK SWAN ON HER ALBUM COVER». blog.muchmusic.com (em inglês). Consultado em 10 de agosto de 2013 
  17. Dodd, Jemma; Jack Stovin. «Avril Lavigne Releases Cover Art for Upcoming Self Titled Album». hangout.altsounds.com (em inglês). Consultado em 14 de agosto de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  18. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome Henson_Studios
  19. Warner, Kara (21 de agosto de 2012). «Avril Lavigne And Nickelback's Chad Kroeger Engaged People reports the pair began dating after working together on Lavigne's next album.». mtv.com (em inglês). Consultado em 23 de agosto de 2012. Cópia arquivada em 2012 
  20. «Avril Lavigne's Message To Her Little Black Stars». 2dayfm.com.au (em inglês). Consultado em 16 de abril de 2013 
  21. Greenwald, David (8 de agosto de 2013). «Avril Lavigne Reveals New Album Title, Cover Art». billboard.com (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  22. a b Lipshutz, Jason (10 de abril de 2013). «Avril Lavigne: New Album Is 'All Over The Place'». billboard.com (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  23. a b Daniels, Colin (3 de junho de 2013). «Avril Lavigne: 'My new album is more artistic'». digitalspy.co.uk (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  24. a b c Miller, Adam. «INTERVIEW: Avril Lavigne Talks New Album, Working With Husband Chad Kroeger, Sexing Up Pop & More». entertainmentwise.com/ (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  25. Wightman, Catriona (11 de abril de 2013). «Avril Lavigne 'still working on album'». digitalspy.co.uk (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  26. «Avril Lavigne dishes on MarilynManson, Chad Kroeger and a secretfemale collab». 4music.com (em inglês). 10 de maio de 2015. Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  27. «Avril Lavigne Bearshark Pre-Order». myplaydirect.com. Consultado em 6 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  28. «Avril Lavigne anuncia data de lançamento de seu 5° disco em estúdio». musica.terra.com.br. 13 de setembro de 2013. Consultado em 6 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  29. «OMG THANKU». twitter.com (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  30. «WATCH: Avril Lavigne Performs 'Let Me Go' on Good Morning America». heavy.com. 13 de setembro de 2013. Consultado em 9 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  31. «Performance: Avril Lavigne - 11/08/2013». plj.com. 13 de setembro de 2013. Consultado em 9 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  32. «THE AVRIL LAVIGNE EXPERIENCE December 3 8:00PM (EST)». 2vlive.com (em inglês). Consultado em 24 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  33. «MUSIC STATION 2013.11.15». aramatheydidnt.livejournal.com. Consultado em 28 de novembro de 2013 
  34. «Avril Lavigne performs Rock N Roll Acoustic - Mezamashi TV». rutube.ru. Consultado em 28 de novembro de 2013 
  35. «Avril Lavigne performs Girlfriend & Rock N Roll @ Sukkiri TV + Interview». Consultado em 9 de maio de 2014 
  36. «Avril Lavigne's Events». avrillavigne.com (em inglês). Consultado em 20 de março de 2014. Cópia arquivada em 2014 
  37. «Most awkward meet and greet photos EVER? These Avril Lavigne fans should probably demand their money back…». metro.co.uk (em inglês). Consultado em 4 de maio de 2014 
  38. a b «Avril Lavigne - Avril Lavigne». metacritic.com (em inglês). Consultado em 10 de novembro de 2013 
  39. a b Thomas Erlewine, Stephen. «Avril Lavigne Avril Lavigne». allmusic.com. Consultado em 5 de novembro de 2013 
  40. Lipshutz, Jason. «Avril Lavigne, 'Avril Lavigne': Track-By-Track Review». billboard.com (em inglês). Consultado em 5 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  41. a b Catucci, Nick (29 de outubro de 2013). «Avril Lavigne's new self-titled album, streaming today: Read EW's review». music-mix.ew.com (em inglês). Consultado em 5 de novembro de 2013 
  42. a b Copsey, Robert. «Avril Lavigne: 'Avril Lavigne' album review - Here's to never growing up?». digitalspy.co.uk (em inglês). Consultado em 5 de novembro de 2013 
  43. Sullivan, Caroline (23 de setembro de 2013). «Avril Lavigne – review». theguardian.com (em inglês). Consultado em 5 de novembro de 2013 
  44. a b «Avril Lavigne». rollingstone.com (em inglês). Consultado em 19 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  45. a b «Avril Lavigne faz dueto com o roqueiro Marilyn Manson em 'Bad Girl'; ouça». folha.uol.com.br. Consultado em 26 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  46. a b c d «Canadian Albums Chart». billboard.com (em inglês). Consultado em 15 de novembro de 2013 
  47. Zocchi, Gabriela (14 de novembro de 2013). «Som ousado». Capricho. São Paulo: Abril. ISSN 0008-5944 
  48. «MEET 4 OF YOUR 5 MTV EMA Canadian». news.mtv.ca (em inglês). Consultado em 17 de janeiro de 2015 
  49. a b c d «Avril Lavigne rebate críticas sobre racismo do seu novo clipe "Hello Kitty"». purebreak.com.br. Consultado em 26 de abril de 2014 
  50. Corner, Lewis. «Avril Lavigne announces new single 'Here's To Never Growing Up'». digitalspy.com (em inglês). Consultado em 8 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  51. Corner, Lewis. «Avril Lavigne announces new single 'Here's To Never Growing Up'». digitalspy.com (em inglês). Consultado em 8 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  52. «Avril Lavigne's "Here's to Never Growing Up" will be released April 15th». josepvinaixa.com (em inglês). Consultado em 21 de março de 2013 
  53. Vena, Jocelyn. «Avril Lavigne Pledges She's 'Never Growing Up' On New Single». mtv.com (em inglês). Consultado em 27 de março de 2013. Cópia arquivada em 2016 
  54. Anderson, Kyle. «Avril Lavigne releases new single 'Here's to Never Growing Up': Hear it here!». music-mix.ew.com (em inglês). Consultado em 12 de abril de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  55. Maga, Carly. «Avril Lavigne poses nude for new single 'Here's to Never Growing Up'». ca.omg.yahoo.com/ (em inglês). Consultado em 7 de abril de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  56. «Avril Lavigne». billboard.com (em inglês). Consultado em 18 de abril de 2013 
  57. «Billboard Japan Hot 100». billboard-japan.com (em japonês). Consultado em 3 de maio de 2013 
  58. «Billboard Canadian Hot 100». billboard.com (em inglês). Consultado em 18 de abril de 2013 
  59. «ROCK & ROLL». ascap.com (em inglês). Consultado em 19 de julho de 2013 
  60. «Avril Lavigne tamanho do texto A- A+ 18/07/2013 21h08 - ATUALIZADA EM: 18/07/2013 21h25 - POR POPQUEM Avril Lavigne libera 'Rock & Roll',ouça». revistaquem.globo.com. Consultado em 19 de julho de 2013 
  61. a b «Novo clipe de Avril Lavigne tem DJ do Slipknot, atriz de 'Anos Incríveis' e ator de 'Titanic'! Assista». rocknoize.com.br. Consultado em 17 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  62. «The Hot 100». billboard.com (em inglês). Consultado em 20 de outubro de 2013 
  63. «Billboard Canadian Hot 100». billboard.com (em inglês). Consultado em 7 de setembro de 2013 
  64. «Streaming». gaonchart.co.kr. Consultado em 7 de setembro de 2013 
  65. «Listen: Avril Lavigne Premieres New Single "Rock And Roll" [Review]». directlyrics.com (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  66. «"Let Me Go" will be available to download on iTunes on Oct 15th!!». twitter.com (em inglês). Consultado em 7 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  67. «Let Me Go». ascap.com (em inglês). Consultado em 19 de julho de 2013 
  68. «Avril Lavigne lança música em parceria com o marido, o vocalista do Nickelback». oglobo.globo.com. Consultado em 8 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  69. «Avril Lavigne and Chad Kroeger - Let Me Go». acharts.us (em inglês). Consultado em 16 de novembro de 2013 
  70. Harr, Dan. «Avril Lavigne #1 Most-Added Hot AC Single "Let Me Go" Set for Performance Debut on Stern». musicnewsnashville.com (em inglês). Consultado em 20 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  71. «4.7 million views of Let Me Go!! My Little Black Stars rock!! #LetMeGoVideo». twitter.com (em inglês). Consultado em 20 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  72. «Avril Lavigne and Marilyn Manson - Bad Girl». acharts.us. Consultado em 16 de novembro de 2013 
  73. Gruger, William (1 de maio de 2014). «Avril Lavigne's 'Hello Kitty' Claws Onto Hot 100 Chart». billboard.com (em inglês). Consultado em 26 de outubro de 2014 
  74. «Avril Lavigne». tv.mtvema.com (em inglês). Consultado em 15 de outubro de 2014 
  75. «Avril Lavigne anuncia novo CD e mostra trecho da música "Give You What You Like"!». purebreak.com.br. 3 de fevereiro de 2015. Consultado em 8 de fevereiro de 2015 
  76. «2013년 46주차 Digital Chart». gaonchart.co.kr (em inglês). Consultado em 8 de fevereiro de 2015 
  77. Lindner, Emilee (5 de setembro de 2013). «Avril Lavigne To Duet With Hubby Chad Kroeger On November Release». mtv.com (em inglês). Consultado em 6 de setembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  78. «Avril Lavigne - Avril Lavigne (Autographed) - Only at Target». target.com (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  79. «アヴリル・ラヴィーン [Limited Edition]». amazon.com. Consultado em 5 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  80. «News: Eminem Destined For No. 1, "Marshall Mathers LP 2" First-Week Sales Projections Revealed». sohh.com (em inglês). Consultado em 9 de novembro de 2013 
  81. «2013年11月05日のCDアルバムデイリーランキング(2013年11月05日付)». oricon.co.jp (em japonês). Consultado em 9 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  82. Cashmere, Paul. «Eminem A Clear Sales Winner Over Arcade Fire». noise11.com (em inglês). Consultado em 26 de outubro de 2014 
  83. a b «2013 Avril Lavigne - ARIA Charts» (em inglês). Consultado em 9 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  84. «Avril Lavigne - Avril Lavigne». acharts.us/ (em inglês). Consultado em 16 de novembro de 2013 
  85. «CELINE DION SCORES 13TH NUMBER ONE ALBUM» (PDF). dl.dropboxusercontent.com (em inglês). Consultado em 20 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  86. a b «top 100». oricon.co.jp. Consultado em 16 de janeiro de 2014. Cópia arquivada em 2014 
  87. «AVRIL LAVIGNE». officialcharts.com (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2015 
  88. «Avril Lavigne - Media Control». mediacontrol (em inglês). Consultado em 13 de novembro de 2013 
  89. «AVRIL LAVIGNE - AVRIL LAVIGNE (ALBUM)». austriancharts.at. Consultado em 14 de novembro de 2013 
  90. a b «Avril Lavigne - Avril Lavigne». ultratop.be. Consultado em 14 de novembro de 2013 
  91. «Avril Lavigne». billboard.com (em inglês). Consultado em 2 de novembro de 2014 
  92. «GAON ALBUM CHART». gaonchart.co.kr. Consultado em 16 de novembro de 2013 
  93. a b c d «AVRIL LAVIGNE - AVRIL LAVIGNE (ALBUM)». danishcharts.com. Consultado em 16 de novembro de 2013 
  94. «SCOTTISH ALBUMS TOP 40 - 19th March 2011». theofficialcharts.com (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2013 
  95. «top 50» (PDF). promusicae.es (em espanhol). Consultado em 8 de julho de 2011. Cópia arquivada (PDF) em 2011 
  96. «Avril Lavigne». billboard.com (em inglês). Consultado em 4 de novembro de 2014 
  97. «Billboard 200». billboard.com (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2013 
  98. «AVRIL LAVIGNE - AVRIL LAVIGNE (ALBUM)». Consultado em 14 de novembro de 2013 
  99. «hmv Top 40 CDs Chart». hmv.com.hk. Consultado em 16 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  100. «Top 40 Albums- és válogatáslemez- lista». mahasz.hu. Consultado em 14 de novembro de 2011 
  101. «TOP 75 ARTIST ALBUM, WEEK ENDING 10 March 2011». chart-track.co.u (em inglês). Consultado em 11 de março de 2011 
  102. «classifiche_album» (em italiano). Consultado em 16 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  103. «Avril Lavigne - Oricon». oricon (em japonês). Consultado em 13 de novembro de 2013 
  104. «Amprofon». twitter.com (em espanhol). Consultado em 8 de dezembro de 2013 
  105. «top40». nztop40.co.nz (em inglês). Consultado em 10 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  106. «AVRIL LAVIGNE - AVRIL LAVIGNE (ALBUM)». dutchcharts.nl. Consultado em 14 de novembro de 2013 
  107. «Top Albuns». billboard-japan.com (em japonês). Consultado em 29 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  108. «Official Cyta-IFPI Charts Top-75 Albums Sales Chart». ifpi.gr. Consultado em 29 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  109. «MUZYKA FILMOWA - VIOLETTA: HOY SOMOS MAS». olis.onyx.pl. Consultado em 16 de novembro de 2013 
  110. «2013-11-16 Top 40 Official UK Albums Archive | Official Charts». theofficialchartscompany (em inglês). Consultado em 13 de novembro de 2013 
  111. «Avril Lavigne - Avril Lavigne». hitparade.ch. Consultado em 14 de novembro de 2013 
  112. «International Chart». g-music.com.tw. Consultado em 10 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  113. «Gold Platinum Database». musiccanada.com. Consultado em 15 de dezembro de 2013 
  114. «A @AvrilLavigne ganhou o Certificado de Ouro pelo álbum "Avril Lavigne" (2013) \o/». twitter.com. Consultado em 25 de janeiro de 2014. Cópia arquivada em 2014 
  115. «Avril Lavigne - Sony Music China acessodata=29/01/2014» 
  116. «艾薇兒台灣空降七榜冠軍 2013西洋最強銷售佔比». Sony Music Entertainment. Consultado em 2 de dezembro de 2013 
  117. «ゴールドディスク認定作品一覧 2013年11月». riaj.or.jp (em japonês). Consultado em 26 de janeiro de 2014 
  118. «AAvril Lavigne". Sony Music Korea.». Consultado em 1 de março de 2014 
  119. «El álbum más vendido durante 2013 en Argentina: "Violetta – Hoy somos más"». capif.org.ar/ (em espanhol). Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 2014 
  120. «GAON ALBUM CHART». gaonchart.co.kr. Consultado em 26 de janeiro de 2014. Cópia arquivada em 2014