Bordão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo cabo de madeira utilizado para apoio ou por romeiros, veja cajado.

Bordão é uma expressão comumente repetida por alguém, ou algo, sempre em uma determinada situação.[1] É uma palavra ou locução esvaziada de sentido e sem função morfossintáctica, que se usa ou repete no discurso, geralmente de forma inconsciente ou automática, por vezes como forma de apoio em momentos de hesitação, esquecimento ou reformulação do pensamento.[2] Na música, bordão refere-se a determinado tema musical, marcado por notas graves, recorrente em determinada melodia.[3]

O termo também pode se referir as cordas vibrantes da sanfona que emitem continuamente a mesma nota ou o apoia ombral utilizado pelos gaiteiros, também conhecido por ronco.[4]

Bordões[editar | editar código-fonte]

O bordão é utilizado para facilitar a identificação de diversos artistas ou personagens. Veja a seguir alguns bordões populares.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Minilua
  2. «Bordão». Dicionário Priberam. 14 de novembro de 2021 
  3. Rees, Nigel (2001). Oops, Pardon, Mrs Arden! An Embarrassment of Domestic Catchphrases. Londres: Robson Books. ISBN 1-86105-440-8 
  4. Chris Turner (2004). Planet Simpson: How a Cartoon Masterpiece Documented an Era and Defined a Generation 1 ed. Toronto: Random House Canada. ISBN 978-0-679-31318-2. OCLC 55682258 
Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.