C'era una volta il West

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: "Once Upon a Time in the West" redireciona para este artigo. Para o álbum musical, veja Once Upon a Time in the West (álbum).
Spiel mir das Lied vom Tod Logo.png
Aconteceu no Oeste[1] (PT)
Era uma Vez no Oeste[2] (BR)
 Itália
 Estados Unidos
Flag of Spain.svg Espanha

1968 •  cor •  165 min 
Direção Sergio Leone
Produção Bino Cicogna
Fulvio Morsella
Roteiro Sergio Donati
Sergio Leone
História Dario Argento
Bernardo Bertolucci
Sergio Leone
Elenco Claudia Cardinale
Henry Fonda
Jason Robards
Charles Bronson
Gabriele Ferzetti
Gênero bangue-bangue
Música Ennio Morricone
Figurino Carlo Simi
Antonella Pompei
Cinematografia Tonino Delli Colli
Edição Nino Baragli
Companhia(s) produtora(s) Rafran Cinematografica
Finanzia San Marco
Paramount Pictures
Distribuição Itália Euro International Film
Estados Unidos Paramount Pictures
Lançamento Itália 21 de dezembro de 1968
Idioma língua italiana
língua inglesa
Orçamento US$ 5 milhões
Receita US$ 5,321,508 (EUA)[3]
14.873.804 admissões (França)[4]
Página no IMDb (em inglês)

C'era una volta il West (em inglês: Once Upon a Time in the West) é um filme ítalo-hispano-estadunidense de 1968, gêneros bangue-bangue e épico, coescrito e dirigido por Sergio Leone. É estrelado por Henry Fonda, como o vilão,[5] Charles Bronson como seu nêmesis, Claudia Cardinale. O roteiro foi escrito por Sergio Donati e Leone, pela história escrita por Dario Argento, Bernardo Bertolucci and Leone. A cinematográfica widescreen é de Tonino Delli Colli e a aclamada partitura do filme foi por Ennio Morricone.

Depois de dirigir Três Homens em Conflito, Leone decidiu se aposentar dos westerns e desejava produzir seu filme baseado em The Hoods, que eventualmente se tornou Era uma Vez na América. No entanto, Leone aceitou uma oferta da Paramount Pictures para fornecer acesso a Henry Fonda e usar um orçamento para produzir outro filme western. Ele recrutou Bertolucci e Argento para planejar o enredo do filme em 1966, pesquisando outros filmes ocidentais no processo. Depois que Clint Eastwood recusou uma oferta para interpretar o protagonista do filme, Bronson recebeu o papel. Durante a produção, Leone recrutou Donati para reescrever o roteiro devido a preocupações com limitações de tempo.

A versão original do diretor foi de 166 minutos (2 horas e 46 minutos) quando foi lançado pela primeira vez em 21 de dezembro de 1968. Esta era a versão que deveria ser exibida nos cinemas europeus e era um sucesso na bilheteria. Para a versão dos EUA em 28 de maio de 1969, Era uma vez no Oeste, foi editada para 145 minutos (2 horas e 25 minutos) pela Paramount e foi um fracasso financeiro. O filme é considerado por alguns como a primeira parcela da Trilogia Once Upon a Time, seguida por Duck, You Sucker !, chamado Once Upon a Time... the Revolution em partes da Europa, e Era uma Vez na América, embora os filmes não compartilhem personagens em comum.

O filme agora é geralmente reconhecido como uma obra-prima e um dos maiores filmes já realizados.[6] Em 2009, o filme foi selecionado para preservação no Registro Nacional de Filmes dos Estados Unidos pela Biblioteca do Congresso como "cultural, historicamente ou esteticamente significativo".[7]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Era uma Vez no Oeste é centrado em quatro protagonistas: a ex-prostituta Jill McBain (Claudia Cardinale), o bandido Cheyenne (Jason Robards), o pistoleiro de aluguel Frank (Henry Fonda) e um homem misterioso, chamado de "Harmonica" (Charles Bronson), que sempre traz consigo uma gaita. Os quatro acabam se cruzando quando Morton (Gabrielle Ferzetti), um barão ferroviário, contrata Frank para afugentar Brett McBain (Frank Wolff), dono de terras que iriam valorizar consideravelmente com a chegada da ferrovia, e seus filhos. Porém, o pistoleiro decide massacrar a família e depois planta evidências incriminando Cheyenne.

Nesse meio-tempo, Jill chega à cidade, vinda de Nova Orleães, e revela que se casara com Brett McBain e que portanto as terras ainda tinham dono. O homem com a gaita, Harmonica, aparece e junto com Cheyenne ajudam a mulher a manter sua propriedade. Harmonica tem contas a acertar com Frank e no final do filme o motivo da vingança é revelado num duelo entre os dois.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Com a morte de Gabriele Ferzetti em 2015,[8] Claudia Cardinale é a única sobrevivente do elenco principal do filme.

Produção[editar | editar código-fonte]

As filmagens externas foram realizadas em Monument Valley, Arizona, nos Estados Unidos, locação costumeira de John Ford, em Utah e na Andaluzia e no deserto de Almeria, na Espanha. Já as filmagens internas foram feitas nos estúdios da Cinecittà, em Roma.[9]

Recepção e crítica[editar | editar código-fonte]

Considerado lento pela crítica e pelo público, Era uma vez no oeste foi um fracasso de bilheteria. O filme só foi reconhecido mais tarde, e hoje é aclamado como um dos melhores filmes de todos os tempos.[10] É considerado também o melhor western já produzido. O filme tem uma pontuação quase perfeita de 98% no site Rotten Tomatoes.[11]

Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. Aconteceu no Oeste no SapoMag (Portugal)
  2. uma Vez no Oeste/ Era uma Vez no Oeste (em português) no AdoroCinema (Brasil)
  3. Box Office Information for Once Upon a Time in the West. The Numbers. Consultado em 12 de Setembro de 2013.
  4. Box office information for film no Box Office Story
  5. Corliss, Richard (25 de Abril de 2007). «Top 25 Greatest Villains - Henry Fonda as Frank». Time. Time Inc. Consultado em 8 de Abril de 2016. 
  6. Cale, Matt (29 de Maio de 2004). «Open Range». film.thedigitalfix.com. Consultado em 12 de junho de 2011.. Cópia arquivada em 18 de abril de 2012 
  7. «25 new titles added to National Film Registry». Yahoo. Associated Press. 30 de dezembro de 2009. Consultado em 30 de dezembro de 2009.. Arquivado do original em 22 de Julho de 2012 
  8. La Repubblica. «Addio a Gabriele Ferzetti, il seduttore introverso del nostro cinema.». Consultado em 2 de Dezembro de 2015. 
  9. «Era Uma Vez no Oeste - IMDB: Locações» (em inglês). IMDb.com. Consultado em 2 de outubro de 2012. 
  10. «Time Magazine: All-TIME 100 Movies» (em inglês). TIME.com. Consultado em 2 de outubro de 2012. 
  11. «Once Upon a Time in the West (C'era una volta il West) (1968)» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 2 de outubro de 2012. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme de faroeste é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.