Campina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Campina (desambiguação).

Campina é um tipo de bioma terrestre formado por campos limpos, completamente despidos de árvores. A campina pode ocorrer tanto em condições naturais, como artificiais, provocadas pelo Homem. [1] Distingue-se da savana por ser completamente desarborizada.[2]

Considera-se ainda a existência da campinarana, bioma intermédio entre campina e savana.[1] Em linguagem popular, ambos os termos, campina e campinarana, significam campo falso. Em linguagem técnica, a definição de ambos varia. Para o IBGE (2012), a campina é considerada um tipo de campinarana.[3]

Referências

  1. a b Glossário em Dasonomia. [S.l.]: Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Coordenadoria da Pesquisa de Recursos Naturais, Instituto Florestal. 1977. p. 12 
  2. Tipos e aspectos do Brasil: excertos da Revista brasileira de geografia. [S.l.]: Secretaria de Planejamento da Presidência da República, Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Directoria Técnica, Departamento de Documentação e Divulgação Geográfica e Cartográfica. 1975. p. 16 
  3. IBGE (2012). Manual Técnico da Vegetação Brasileira. 2a ed. Rio de Janeiro: IBGE. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/geociencias/recursosnaturais/vegetacao/manual_vegetacao.shtm>.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Guimarães, F. S., & Bueno, G. T. (2016). As campinas e campinaranas amazônicas/The amazonian campinas and campinaranas. Caderno de Geografia, 26(45): 113-133, [1].
Ícone de esboço Este artigo sobre ambiente é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.