CasaPound

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

CasaPound é um partido político italiano, associação e movimento neofascista[1][2], fundado, a princípio com caráter de okupa, em 2003, por Gianluca Iannone.

História[editar | editar código-fonte]

O nome, homenagem ao poeta estadunidense Ezra Pound, faz referência aos seus Cantos contra a usura, às suas posições econômicas de crítica tanto ao capitalismo quanto ao marxismo e à sua adesão à República Social Italiana[3]. As referências políticas da associação são mais precisamente ligadas à ideologia fascista, com particular atenção à Carta de Verona, à Carta do Trabalho e à legislação social do próprio Facismo.

A primeira ocupação feita utilizando-se o nome CasaPound, foi em 26 de dezembro de 2003 em Roma por parte de jovens, criando assim um centro social. O prédio, um ex-palácio governamental no nº 8 da via Napoleone III, se tornou, em seguida, a sede nacional do movimento e da associação CasaPound Itália e serviu, contemporaneamente, como moradia para mais de 23 famílias e 83 pessoas.[4]

Causam polêmica pois, ao proporem a sua interpretação do Fascismo, rejeitam a ideia da dicotomia política entre esquerda e direita e prestam reverências a personalidades que na política contemporânea são associadas à esquerda, tais como Che Guevara[5][6], Hugo Chavez[7], Peppino Impastato, Rino Gaetano[8], Bobby Sands[9] e Carmelo Bene[10].

Actividades[editar | editar código-fonte]

Por intermédio do Projecto Mutuo Sociale[11] exercem pressão, tanto a nível local como a nível nacional, para fazer aprovar novas leis de direito à habitação condigna. Outra campanha política sobre a iniciativa "Hora de ser mães"[12], um projecto de lei relativo às mães no trabalho. Blocco Studentesco[13] é o movimento estudantil que a CasaPound organizou nas escolas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre CasaPound