Cicada 3301

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:

Cicada 3301 (tradução literal: Cigarra 3301) é um nome dado a uma organização enigmática que em quatro ocasiões postou um conjunto de complexos quebra-cabeças para recrutar "pessoas altamente inteligentes" do público online. O primeiro enigma começou em 5 de janeiro de 2012, e correu por cerca de um mês. A segunda rodada começou um ano depois, em 4 de janeiro de 2013, e uma terceira rodada, a de 2014, não foi resolvida até hoje e a de 2015 já foi lançada.

Propósito[editar | editar código-fonte]

A intenção declarada era recrutar "pessoas inteligentes" apresentando uma série de quebra-cabeças que eram para ser resolvidos, cada um em ordem, para encontrar o próximo. Não há novos quebra-cabeças foram publicadas em 4 de janeiro de 2015. Os quebra-cabeças focam-se fortemente em segurança de dados, criptografia e esteganografia.

Ele foi chamado de "O Maior Mistério da Internet" e é listado como um dos "Top 5 mistérios não resolvidos da Internet" pelo The Washington Post[1], e muita especulação existe sobre sua finalidade. Muitos dizem que é uma ferramenta de recrutamento para a NSA, CIA, MI6, ou um grupo cyber mercenário. Outros afirmaram que é um jogo de realidade alternativa. Já outros afirmaram que ele é executado por um banco que trabalha em criptomoeda.

Resolução[editar | editar código-fonte]

Primeira etapa[editar | editar código-fonte]

Em 5 de Janeiro de 2012, no fórum 4chan, surgiu uma imagem com a seguinte mensagem:

"Olá. Estamos procurando indivíduos altamente inteligentes. Para encontrá-los, nós criamos um teste.

Há uma mensagem oculta dentro desta imagem.

Encontre-a, e ela colocará você no caminho para nos encontrar. Estamos ansiosos para conhecer os poucos que conseguirão chegar ao final.

Boa sorte.

3301"

Claro, isso deixou os frequentadores do fórum curiosos, e aqueles que entendem de criptografia tentaram encontrar a mensagem. Para procurar a mensagem que o arquivo de imagem escondia, abriram o texto correspondente ao código dele (por exemplo, no Bloco de Notas), e no final havia a seguinte mensagem:

"TIBERIVS CLAVDIVS CAESAR says “lxxt>33m2mqkyv2gsq3q=w]O2ntk”


Quem entendia de criptografia lembrou-se que um dos métodos mais clássicos, de codificar mensagens era a Cifra de César, assim chamada porque Júlio César a usava para passar informações confidenciais. Consiste em substituir cada letra (ou, nesse caso, caractere) pela que estivesse um determinado número de posições à frente no alfabeto. Por exemplo, se o número em questão for 3, a letra A é substituída por D, B por E, etc., e “inutilidade” vira “lqxwlolgdgh”. Tiberius Claudius foi o 4º imperador de Roma, e teorizou que o número em questão era 4. As pessoas que tentavam resolver o mistério aplicaram a cifra de César com deslocamento de 4 posições (usando o conjunto estendido de caracteres ao invés do simples alfabeto) e chegou a uma imagem com a seguinte mensagem:


"WOOPS – Somente pistas falsas por aqui. Parece que você não consegue adivinhar como se extrai a mensagem."

As pessoas então resolveram então analisar a imagem através da técnica da esteganografia, que consiste em esconder mensagens secretas dentro de uma imagem através de mudanças imperceptíveis a olho nu. Descobriram assim um link no Reddit, com postagens embaralhadas e uma sequência de pontos e linhas, além de um “código de livro”, do tipo 1:20, 2:3, 3:5 etc., do tipo que você aplica a algum texto pré-estabelecido e retira (nesse caso) a 20ª letra da 1ª linha, a 3ª letra da 2ª linha, a 5ª letra da 3ª linha e assim por diante. Após mais uma rodada de especulação e esteganografia em imagens encontradas no Reddit, descobriram que os símbolos estranhos, que eram numerais maias, decodificavam as linhas embaralhadas, chegando a um texto sobre o Rei Artur, em linguagem antiquada. Aplicando a “cifra de livro” a esse material, foi revelada uma mensagem dizendo para ligar em um determinado número de telefone, o qual atendia com uma mensagem gravada dizendo:

"Muito bem. Você se saiu bem. Há três números primos associados com a imagem original final.jpg. (nota: a primeira imagem, postada lá em cima) 3301 é um deles. Você precisa achar os outros dois. Multiplique todos os três números juntos e adicione um .com para achar o próximo passo. Boa sorte. Adeus."


Então, percebendo que a largura e altura da imagem (509 e 503, respectivamente) são números primos, multiplicaram os dois junto com 3301 e chegaram a 845145127. No endereço indicado, encontraram a imagem de uma cigarra (Cicadaem inglês, o que foi adotado como nome da organização/conspiração/aliens/etc. por trás do enigma), bem como um cronômetro em contagem regressiva. Aplicando esteganografia na cigarra, havia só uma mensagem dizendo que “a paciência é uma virtude” (aliás, frase muito repetida pela Cicada 3301). Ao chegar o momento indicado pelo cronômetro, apareceram uma série de coordenadas, conforme visto nesse backup da página. E é aqui que a coisa começa a ficar assustadora. As coordenadas levavam a 14 lugares completamente distintos, espalhados pelo globo: Varsóvia, Paris, Seattle, Seul, Arizona, Califórnia, Nova Orleães, Miami, Havaí e Sydney, entre outros. Nos locais indicados, foram achados papéis pregados em postes.

Até então, muita gente especulava que “3301” poderia ser simplesmente uma pessoa fazendo uma brincadeira, mas nada sério, apesar de bastante dedicado e talentoso. Mas, ao atuar ao mesmo tempo em 14 localidades tão distantes como Polônia, Austrália e Havaí, isso só poderia ser algum tipo de organização poderosa, ou ao menos algum grupo com diversos membros e certa dose de recursos.

Enfim, juntando as informações de todos os 14 lugares (o que necessitou de colaboração de gente do mundo todo), chegaram eventualmente em 2 mensagens, cada uma com um código de livro e uma referência obscura dando dica de a qual livro se referiam, bem como um aviso: “Você já compartilhou demais até aqui. Nós queremos os melhores, não os seguidores. Portanto, os poucos primeiros que chegarem receberão o prêmio.”

Os livros em questão eram o Mabinogion, um manuscrito celta da Idade Média, e Agrippa, um poema de William Gibson (autor de Neuromancer e criador do movimento cyberpunk), que foi distribuído em um disquete feito para ser inutilizado após ser lido uma única vez. Para encurtar a história, os códigos desses livros foram resolvidos, e levaram a um endereço da Darknet.

O endereço conseguido aplicando-se um código a um livro de 1992 que sumia assim que era lido levava justamente a uma sequência de caracteres com .onion no final. O próximo passo era óbvio: Por o endereço no Tor e ver a onde iria levar. Entretanto, aqui é onde terminam as certezas nessa história. Como dito nas últimas mensagens do 3301, eles estavam procurando apenas os melhores. Portanto, após um determinado número de acessos, o site da Darknet simplesmente saiu do ar e nunca mais voltou. Algumas pessoas que dizem ter chegado a tempo afirmam ter recebido um e-mail solicitando que desenvolvessem um programa de criptografia com determinadas características, provavelmente como um teste final; o que aconteceu após isso é um completo mistério, pois os poucos que passaram disso nunca mais deram notícias.

Segunda etapa[editar | editar código-fonte]

No final de janeiro de 2012, foi postada no Reddit uma mensagem final do 3301, avisando que haviam encontrado as pessoas que procuravam, e dizendo que haveria oportunidades futuras. Todos ficaram intrigados, procurando por uma resposta para o enigma, porém sem meios para encontrá-la. Os meses foram passando, e no dia 5 de janeiro de 2013, exatamente um ano após a convocação, surgiu outra bem parecida, também no 4chan. A Cicada estava de volta.

Seguiu-se então outra “caça ao tesouro”, bem mais complicada que a primeira. Ela envolveu um livro do ocultista Aleister Crowley, um “Disco de Boot” de um sistema operacional próprio da Cicada, uma música, um twitter que postava números misteriosos, um código cabalístico de runas, sites da Darknet, mensagens compostas exclusivamente de espaços e tabulações que tinham que ser convertidas em binário, mais mensagens em postes em vários lugares do mundo (Japão, Rússia, Texas, entre outros), etc. Até chegar ao teste final.

Dessa vez, o teste final (essa informação não pode ser confirmada) foi bem diferente do primeiro. Tratava-se de um questionário versando sobre temas altamente filosóficos, com questões de “Verdadeiro ou falso”, Como: “Não existe verdade”, “A observação muda a coisa sendo observada”, e: “Eu sou a voz dentro de minha cabeça”, e outras dissertativas como “A operação matemática conhecida como adição é modelada em quê?”, e: “aponte semelhanças entre o conceito de realidade e a news feed do Facebook”. Logo em seguida, houve (supostamente) outro teste de programação; novamente, o que veio depois disso é desconhecido, pois as pessoas que passaram em todos os testes sumiram completamente da internet.

Terceira etapa[editar | editar código-fonte]

Como era de se esperar, em 5 de janeiro de 2014, a Cicada voltou à ativa. Aliás, tanto esperavam por isso surgiram vários "Trolls" postando mensagens falsas, que logo foram desconsideradas por não ter a assinatura digital do 3301, entre outras características. Já estavam quase desistindo quando, entorno de 11 da noite, o twitter usado pelo misterioso grupo no desafio anterior postou um novo convite, semelhante aos anteriores, mas com um tom mais místico:

"Olá.

A epifania está próxima de você. Sua peregrinação começou. A iluminação está à espera.

Boa sorte.

3301"

Conforme o quebra-cabeça desse ano foi progredindo, a temática mística tem se mostrado cada vez mais presente. Seguindo a tendência, o desafio desse ano é ainda mais complicado que o do ano anterior, e apesar de haver muito mais gente empenhada em resolvê-lo, até hoje ninguém conseguiu resolver o enigma. O desafio começou com mais um código de livro, dessa vez baseado em um livro de Ralph Waldo Emerson sobre auto-suficiência e transcendência, a qual levou uma colagem de três quadros do artista e poeta inglês William Blake, de cerca de 1795: Nabucodonosor, Newton e O Ancião dos Dias, mas com duas modificações bem significativas: uma cigarra (a mesma que apareceu várias vezes nos outros desafios), bem escura e quase invisível na parte preta do lado de baixo, e alguma coisa escrita na linha onde o dedo está apontando bem no meio da imagem. Até hoje, ninguém foi capaz de decifrar o que está escrito ali, pois é alguma coisa minúscula, distorcida pela compressão da imagem, e cortada pela linha. Muito se especulou sobre o significado da imagem. Apontaram semelhanças entre ela e o Hexagrama Unicursal, símbolo da Thelema, tradição mágica de Aleister Crowley, conectando-se portanto com o desafio de 2013; outros enxergaram o símbolo da Maçonaria, o que é reforçado pelo uso de compassos, sugerindo que esta ordem esteja por trás do 3301. No código-fonte da página onde a imagem foi encontrada, havia a frase “Pois tudo o que vive é sagrado”, ressaltando mais ainda o misticismo da figura.

Sem entender direito o que a imagem significa, as pessoas então esteganografia, a qual (novamente através de vários sites na Darknet, além de puzzles de criptografia, mais runas cabalísticas, e diversas páginas que mostravam códigos crescendo pouco a pouco e desaparecendo logo após se completar) foi eventualmente revelando algumas páginas de um estranho livro, intitulado Liber Primus e escrito em runas. Traduzido, o livro, dirigindo-se ao leitor como “peregrino”, fala em uma “jornada para o fim de todas as coisas”, através da qual você encontrará um fim para o sofrimento, a inocência, as ilusões, as certezas, a realidade, e até o fim de si próprio. “Você é um ser por si só”, diz o livro; “Você é uma lei por si só. Cada inteligência é sagrada. Pois tudo o que vive é sagrado.” Diz também que os números primos (essenciais para a criptografia) são sagrados, e tudo deve ser criptografado. A última página revelada até o momento fecha com um “quadrado mágico”, cheio de números cuja soma de todas as linhas, colunas e diagonais dá 1033 (3301 ao contrário), cujo significado também não foi descoberto até agora. E é aqui que termina o que conseguiram desvendar até o momento.

Quarta etapa[editar | editar código-fonte]

Em 29 de janeiro de 2015, após mais de duas semanas sem novidades, o último site encontrado até então, que estava offline, voltou à atividade com um arquivo "zipado" (em formato de texto contendo código hexadecimal, como o 3301 costuma fazer), do qual podiam ser extraídos acessando o seu código, onde encontraram as imagens com o seguinte texto:

"Um Koan

Um homem decidiu ir estudar com um mestre. Ele dirigiu-se à porta deste mestre. “Quem é você, que pretende estudar aqui?” perguntou o mestre. O estudante disse ao mestre seu nome. “Isso não é quem você é, apenas como você é chamado. Quem é você, que pretende estudar aqui?” ele perguntou novamente. O homem pensou por um momento, e respondeu: “Eu sou um professor.” “Isso é o que você faz, não quem você é”, replicou o mestre. “Quem é você, que pretende estudar aqui?” Confuso, o homem pensou um pouco mais. Finalmente, ele respondeu: “Eu sou um ser humano.” “Isso é somente sua espécie, não quem você é. Quem é você, que pretende estudar aqui?” perguntou o mestre de novo. Após um momento de reflexão, o professor respondeu: “Eu sou uma consciência habitando um corpo arbitrário.” “Isso é meramente O QUE você é, não QUEM você é. Quem é você, que pretende estudar aqui?” O homem estava ficando irritado. “Eu sou…” ele começou a dizer, mas não conseguia pensar em mais nada para falar, então se dispersou. Após uma longa pausa, o mestre respondeu “Então você é bem-vindo aos estudos."

Usando esteganografia nas imagens, extraíram a mensagem “Acreditar na verdade é destruir as possibilidades” e um endereço, que continha informações binárias uma imagem, cujo espaço escuro foi tratado logo em seguida para mostrar outras imagens imperceptíveis a olho nu.

Havia um homem no canto que era Grigori Rasputin. O significado disso, e dos números, ainda não foi descoberto.

Paralelamente, foi decodificada a informação binária, que correspondia a um trecho de música clássica e duas imagens.

Havia, em uma imagem, uma equação faz parte do Teorema da Incompletude de Gödel, o olho é uma pintura de M. C. Escher, e a música é um trecho da Trio Sonata em Sol Maior (BWV 1039), de J. S. Bach. Não é difícil deduzir que isso se conecta com um livro chamado Gödel, Escher, Bach, de Douglas Hofstadter, que era a chave para um código de livro contido também nos dados binários. O endereço conseguido a partir dessa pista levou a mais quatro páginas do “livro” que estava sendo pouco a pouco divulgado pela Cicadacom a seguinte mensagem

1. Nós não temos o suficiente, ou não existe o suficiente;

2. Nós temos o que temos agora por sorte, e não seremos fortes o bastante mais tarde para obtermos o que precisamos.

A maioria das coisas não são dignas de consumo.

Preservação: Nós preservamos as coisas porque acreditamos que somos fracos. Se as perdermos, não seremos fortes o bastante para ganhá-las novamente. Este é o engodo.

A maioria das coisas não são dignas de preservação.

Aderência: Nós seguimos o dogma para que possamos pertencer ao grupo e estar certos. Ou, nós seguimos a razão para que possamos pertencer ao grupo e estar certos.

Não há nada sobre o que estar certo. Pertencer ao grupo é a morte.

São os comportamentos de consumo, preservação e aderência que nos fazem perder nossa primalidade e, portanto, nossa divindade.

Alguma sabedoria: Junte grandes riquezas. Nunca fique apegado ao que você possui. Esteja preparado para destruir tudo o que você possui.

Uma instrução: Programe sua mente. Programe a realidade."

Ocultas nas imagens estava um conjunto de instruções para algo que parece ser um teste final, semelhante aos anos anteriores, que envolvia a criação de “quadrados mágicos” (cuja soma de todas as linhas ou colunas é a mesma), bem como a criação de um serviço online na Darknet que permitisse a comunicação. Ao fornecer as informações solicitadas, o usuário era direcionado a uma página com um agradecimento, com mais imagens com a seguinte mensagem:

"Um koan: Durante uma lição, o mestre explicou o eu: “O eu é a voz da circunferência,” ele disse. Ao ser questionado por um estudante sobre o que isso queria dizer, o mestre disse: “É uma voz dentro da sua cabeça.” “Eu não tenho uma voz dentro da minha cabeça,” pensou o estudante, e ele ergueu a mão para falar ao mestre. O mestre interrompeu o estudante e disse: “A voz que acabou de dizer que você não tem uma voz em sua cabeça, isso é o eu.” E os estudantes foram iluminados.

Uma instrução: Questione todas as coisas; Descubra a verdade dentro de você; Siga a sua verdade; Não imponha nada aos outros.

Saiba disto: (sequência de números)"

Tudo leva a crer que a etapa final levou a um contato direto com a 3301, assim como nos anos anteriores; seja como for, se alguém conseguiu passar para esse estágio, ninguém mandou notícias até o momento. Ainda há muitos de mistérios e pistas não explicadas no quebra-cabeça de 2015.

Esses últimos passos têm deixado bem claro o lado filosófico e ideológico da organização. O Liber Primus, nome dado ao livro que surgiu ao longo deste desafio, tem um conteúdo bastante místico, remetendo tanto ao zen-budismo quanto à ideia de questionar tudo e buscar sua própria verdade.

01101101 01101111 01110100 01101000 01100101 01110010 00100000 01100001 01101110 01100100 00100000 01110011 01101111 01101110 00100000 01110011 01101000 01101111 01110101 01101100 01100100 00100000 01101110 01101111 01110100 00100000 01110010 01100101 01100001 01100100 00100000 01101001 01110100 00100000 00100111 01100011 01100001 01110101 01110011 01100101 00100000 01111001 01101111 01110101 00100000 01100111 01110101 01111001 01110011 00100000 01100100 01101111 00100000 01110100 01101000 01100001 01110100 00100000 01110111 01100001 01110011 00100000 01110111 01110010 01101111 01101110 01100111

Em ASCII code é "mother and son should not read it 'cause you guys do that was wrong" em tradução livre para o português fica "mãe e filho não devem lê-lo porque vocês fazem o que estava errado".

Resultado[editar | editar código-fonte]

O resultado final de todas as quatro rodadas de recrutamento Cicada 3301 ainda é um mistério. Os quebra-cabeças finais conhecidos tornaram-se altamente complexos e individualizados à medida que o tempo passava. Indivíduos anônimos alegam terem "vencido", mas a verificação da organização nunca foi feita e os indivíduos que fazem a alegação de não ter sido próximo com informações.

Um e-mail teria sido enviado para alguns indivíduos que completaram o quebra-cabeça de 2012, revelando que aqueles que conseguiram resolver os quebra-cabeças foram dados uma avaliação de personalidade. Aqueles que passaram esta fase foram admitidos na organização, embora nada mais se sabe.

Atualmente, Cicada 3301 é uma organização que procura indivíduos altamente inteligentes, foi publicado em vários fórum da famosa Deep Web mas foram removidas logo depois, procuram pessoas com a inteligência maior que a das outras pessoas das rodas anteriores, o recrutamento será refeito e deixaram um link para um site que é o site da Cicada 3301 que e o link: cicada3301.org[2]

Dizem que o verdadeiro site da cicada está na 4º camada da Deep Web.

Foram encontradas duas mensagens em código binário, que foram as seguintes:

00110001 00110011 00100000 01100011 01101000 01101001 01101100 01100100 00100000 01101101 01101111 01110100 01101000 01100101 01110010 00100000 01110000 01100001 01110101 01101100 01100001

01110101 01101101 00100000 01100011 01101000 01100001 01101101 01100001 00101101 01110011 01100101 00100000 01110000 01100101 01100100 01110010 01101111 00001101 00001010 00001101 00001010 01101111 00100000 01101111 01110101 01110100 01110010 01101111 00100000 01110011 01100101 01110010 11100001 00100000 01101111 00100000 01101000 01100101 01110010 11110011 01101001 O primeiro código decodificado diz: "13 child mother paula" em tradução livre para o português fica "13 crianças mãe paula".

O segundo código decodificado diz: "One called pedro, the other will be the hero" em tradução livre para o português fica: "Um chama-se pedro, o outro será o herói."

2012:3

2013:3

2014:0

2015:1

#I-D

Referências

  1. The Washington Post. «Five of the Internet's eeriest, unsolved mysteries». 2 de Maio de 2014 
  2. «Cicadian». cicada3301.org. Consultado em 5 de dezembro de 2015 

Ver também[editar | editar código-fonte]