Cruzeiro (Distrito Federal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Região Administrativa do Cruzeiro
Bandeira do Cruzeiro
Bandeira
Hino
Região Administrativa XI
Fundação: 30 de novembro de 1959 (57 anos)
Lei de criação:

Mapa do Cruzeiro

Limites: SIA, Brasília e Sudoeste/Octogonal
Distância de Brasília: km
Administrador(a): Hélio dos Santos
Área  
 - Total 8,9 km²
População  
 - Total 31.230[1] habitantes '
IDH 0,928 muito elevado SEPLAN/2000[2]
Site governamental www.cruzeiro.df.gov.br

Cruzeiro é uma região administrativa do Distrito Federal brasileiro.

A região administrativa é dividida em Cruzeiro Novo, composto por edifícios de 4 pavimentos; e Cruzeiro Velho, formado por edificações residenciais unifamiliares.

A cidade foi formada por pioneiros da capital federal, Brasília, principalmente famílias de funcionário públicos vindas do Rio de Janeiro. As primeiras construções, conjuntos de casas geminadas no Cruzeiro Velho, se iniciaram em 1958. Na década de 1970, a cidade foi expandida com a construção do Cruzeiro Novo, formado por prédios de 4 pavimentos.

Nela está situada o clube-escola de samba a ARUC, maior campeã do carnaval candango, com 28 títulos desde o início dos desfiles em 1962.

É um dos lugares mais tranquilos do Distrito Federal devido à qualidade de vida da população e também pela proximidade do Parque da Cidade Sarah Kubitschek, em Brasília.

Conforme o site governamental http://www.cruzeiro.df.gov.br/sobre-a-ra-xi/conheca-cruzeiro-ra-xi.html "A Região Administrativa do Cruzeiro encontra-se dentro da Poligonal de tombamento do Plano Piloto. Desde 1992 a RA-XI é considerada Patrimônio Histórico e Artístico da Humanidade, conforme prevê o Decreto-Lei nº 25 de 30/11/37, e a Portaria nº 314 de 08/10/92, do atual Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN, do Ministério da Cultura."

"Segundo o decreto 10 829/87, os limites do Plano Piloto são definidos pelo lago Paranoá, a leste; pelo córrego Vicente Pires, ao sul; pela Estrada Parque Indústria e Abastecimento (EPIA), ao oeste; e pelo córrego Bananal, ao norte. Dessa forma, abrange áreas das regiões administrativas do Cruzeiro, do Sudoeste/Octogonal e da Candangolândia."

Centro Cultural Rubem Valentim[editar | editar código-fonte]

O espaço, inaugurado em 27 de setembro de 1998 e reformado em maio de 2008, tem auditório com capacidade para 130 lugares, salão de múltiplas funções e galeria para exposições. Abriga também a Casa da Memória do Cruzeiro, destinado a preservar a história local com acervo fotográfico e documental sobre a região administrativa.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios - 2010/2011» (PDF). Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan). Agosto de 2012. Consultado em 25 de agosto de 2012 
  2. «Ranking decrescente do IDH-M das Regiões Administrativas do Distrito Federal». Secretaria de Planejamento e Orçamento do Governo do Distrito Federal (Seplan). 2000. Consultado em 22 de julho de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cruzeiro (Distrito Federal)