ARUC

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
ARUC
Fundação 21 de outubro de 1961 (57 anos)
Escola-madrinha Portela
Cores Azul e Branco
Símbolo Gavião
Bairro Cruzeiro Velho
Presidente Márcio Coutinho
Presidente de honra Manoel Brigadeiro
Enredo Theatro ARUC: 20 anos dos Melhores do riso no Mundo da gargalhada

A Associação Recreativa Cultural Unidos do Cruzeiro ou ARUC é um clube brasileiro, sediado em Cruzeiro, no Distrito Federal, com departamentos de esportes e carnaval. Fundada em 21 de outubro de 1961, é a maior vencedora dos desfiles de escola de samba do Distrito Federal, tendo conquistado 31 títulos, sendo octa-campeã consecutiva entre 1986 e 1993. O clube também mantém equipes de futebol, futsal, handebol e futebol de areia.

Foi fundado com o nome Associação Recreativa Unidos do Cruzeiro, formando a sigla ARUC. A palavra "cultural" foi adicionada ao nome mais tarde, porém o clube continuou utilizando a sigla anterior.

Em 2011 a ARUC completou 50 anos, seu enredo homenageou sua própria história.

Sua direção planejou não só mais um título nesse carnaval, mas um ano inteiro de comemorações, que terão diversas atrações. Como shows, festas e outros eventos tais como o projeto Fabricando Carnaval, que oferece diversas oficinas de capacitação de profissionais para diversas áreas, em especial as áreas mais importantes dentro do carnaval.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Moacyr de Oliveira 2010-2012
Helio dos Santos 2012-2014
Márcio Coutinho 2014-2016

Presidentes de honra[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Manoel Brigadeiro ? - atualidade

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor de harmonia Mestre de bateria Ref.
2011-2012 Abelardo Monteiro cleuber oliveira (Banjo) Brannca
2015 Abelerdo Monterio Cleuber Oliveira (Banjo) Anderson

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2012 Valter e Cristiane
2015 Lucas e Barbara

Corte de bateria[editar | editar código-fonte]

Ano Rainha Madrinha Musa Ref.
2010-2011 Marcia Fernanda
2012 Marcia Fernanda Iris Belchior Louback
2015 Camila Gabriela Luciana Lima

Carnaval[editar | editar código-fonte]

ARUC
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Ref
1962 3°lugar Especial 21 de Abril - Exaltação à Brasília [1]
1963 Vice-Campeão Especial Exaltação a Goiás
1964 Vice-Campeão Especial Exaltação à Bahia
1965 campeão[1] Especial Imprensa Régia
1966 Campeão[1] Especial Homenagem a Santos Dumont
1967 Campeão[1] Especial Homenagem a Bernardo Sayão
1968 Campeão[1] Especial Dona Beija e seus amores
1969 Campeão[1] Especial Rio através dos sonhos
1970 Vice-Campeão[1] Especial Chico Viola
1971 Campeão[1] Especial Brasil Gigante
1972 5ºlugar[1] Especial Noite Inspiradora
1973 3ºlugar[1] Especial Poesia e Artes
1974 desclassificada[desc1974 1] Especial Exaltação aos imortais
1975 Campeão[1] Especial Raízes do Nosso Povo
1976 Campeão[1] Especial Nordeste explode em festa
1977 Campeão[1] Especial Chico Rei, sua História e sua Glória
1978 Campeão[1] Especial Brasília na solidão do azul e branco
1979 Vice-Campeão[1] Especial Yemanjá, um poema de amor
1980 Vice-Campeão[1] Especial Ouro em grão, o café
Em 1981 não houve desfile oficial.
1982 Campeão[1] Especial Da loucura da vida à ilusão do Carnaval
1983 Campeão[1] Especial Da loucura da vida à ilusão do Carnaval
1984 Campeão[1] Especial Festa para o Rei Negro
1985 Vice-Campeão[1] Especial Levanta a cabeça meu povo e olhe pro céu
1986 Campeão[1] Especial ARUC, 25 anos de samba, esporte e cultura
1987 Campeão[1] Especial Vou me embora pra Pasárgada
1988 Campeão[1] Especial Cantos e encantos da Ilha da Assombração
1989 Campeão[1] Especial Samba do crioulo doido, 100 anos de comédia
1990 Campeão[1] Especial Tuxaua Buopé, um guerreiro da Amazônia
1991 Campeão[1] Especial As artes e manhas do Barão de Itararé
1992 Campeão[1] Especial O Rei sou eu
1993 Campeão[1] Especial Portela, de Paulo a Paulinho
De 1994 a 1995 não houve desfile oficial.Em 1996 a escola decidiu não participar por não concordar com as precárias condições de infra-estrutura da Passarela.
1997 Campeão[1] Especial Agoniza, mas não morre
1998 4ºlugar[1] Especial Pacotão, 20 anos na contramão
1999 Vice-Campeão[1] Especial A viagem do Cruzeiro pelos mistérios do Universo
2000 Campeão[1] Especial Do batuque ao samba, 500 anos de sons e ritmos
2001 Campeão[1] Especial Magia, sonho, fantasia e realidade, 50 anos da televisão no Brasil
2002 Campeão[1] Especial ARUC e Fundo de Quintal, uma só paixão
Em 2003 não houve defile oficial.
2004 Campeão[1] Especial Sou negro, forte, destemido, batuqueiro, libertário. Sou Solano Trindade.
2005 3ºlugar[1] Especial Um caldeirão de culturas: de Dilermando Reis a Cássia Eller
2006 Campeão[div2006 1][1] Especial Todos os azuis do azul
2007 Campeão[1] Especial Iguaçu, As cataratas que surgiram do amor
2008 Vice-Campeão[1] Especial Faz-me rir! De Cacareco e Carranquinha a Jajá e Juju, os personagens do humor em Brasília
2009 Campeão[1] Especial O gavião abre as asas para Joãsinho Trinta, o mago do carnaval
2010 Campeão[1] Especial Brasília Mística – Os mistérios da capital dos sonhos[nota 1]
2011 Campeão[1] Especial ARUC Jubileu de Ouro, Uma história de amor em azul e branco

Compositores:Dilson Marimba, Diego Nicolau, Thiago Daniel, Mestre Lolo e Diego Tavares. Intérprete:Dilson Marimba (CD gravado por Ito Melodia).

2012 Vice-campeão Especial Portinari, as cores e as caras do Brasil

Intérprete:Dilson Marimba

2013 Vice-campeão Especial O Gavião Apaixonado Apresenta Tres Formas De Amor
2014 Vice-campeão Especial Minha jangada vai sair pro mar pra festejar o centenário de Dorival Caymmi
2015 Especial Theatro ARUC: 20 anos dos Melhores do riso no Mundo da gargalhada

Não houve desfile oficial. O GDF não liberou a subvenção.

2016

Títulos no Carnaval[editar | editar código-fonte]

Futebol[editar | editar código-fonte]

ARUC
Escudo de Futebol do ARUC.png
Nome Associação Recreativa Cultural Unidos do Cruzeiro
Mascote Gavião
Fundação 10 de junho de 1999 (19 anos)
Localização Cruzeiro, DF Brasil Brasil
Competição Distrito Federal (Brasil) Campeonato Brasiliense - 2ª Divisão
editar

O departamento de futebol profissional da ARUC surgiu no dia 10 de junho de 1999, criado pelo secretário de esportes e ex-presidente do Gama, Agrício Braga, juntamente com os sócios Wagner Marques e Paulo Goyaz. O clube mandava seus jogos no estádio Walmir Campelo Bezerra (Bezerrão) e no Mané Garrincha.

Logo em seu primeiro campeonato, a ARUC conseguiu obter o vice-campeonato da Segunda Divisão em 2000, perdendo o título para o Brasiliense, mas conseguindo a vaga para a Primeira Divisão do Campeonato Metropolitano. Em 2003, a ARUC foi destaque nacional por causa de seu goleiro, Serjão, que chegou a pesar 110 quilos.[2]

A equipe se inscreveu para o Campeonato Brasiliense Segunda Divisão de 2017 mas não participou.

Títulos no Futebol[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasiliense Feminino: 1998

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Voa Gavião, a trajetória da ARUC no samba, esporte e cultura, Rafael Fernandes, FAC / Secretaria de Cultura - DF.[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap ARUC. «Escola de Samba». Consultado em 14 de janeiro de 2011 
  2. Terra (9 de fevereiro de 2003). «Gama empata com CFZ e Brasiliense aproveita». Consultado em 16 de janeiro de 2012 

Notas

  1. Dilson Marimba
  1. apresentou número reduzido de componentes.
  1. título dividido com a Águia Imperial