Daryl Hall

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Daryl Hall
Informação geral
Nome completo Daryl Franklin Hohl
Nascimento 11 de outubro de 1946 (68 anos)
Local de nascimento Pottstown, Pensilvânia
 Estados Unidos
Gênero(s) Blue eyed soul
Pop rock
R&B
Instrumento(s) Vocais, guitarra, teclado
Período em atividade 1967 - presente
Gravadora(s) RCA Records
Epic Records
Arista Records
U-Watch Records
Afiliação(ões) Carly Simon, Hall & Oates
Página oficial Hallandoates

Daryl Franklin Hohl, mais conhecido como Daryl Hall (Pottstown, 11 de Outubro de 1946) é um cantor de rock americano, teclista, guitarrista, compositor e produtor, conhecido como o fundador e metade do duo Hall & Oates, com o parceiro John Oates, que também actuou como vocalista.[1]

Hall escreveu e co-escreveu onze canções que atingiram o topo da Billboard, como "She's Gone" (com John Oates interpretada posteriormente pela banda Tavares), "Rich Girl", "Kiss On My List" (com Janna Allen), "Private Eyes" (com Sara Allen, Janna Allen e Warren Pash), "I Can't Go for That (No Can Do)" (com John Oates e Sara Allen), "Say It Isn't So", "Maneater" (com John Oates e Sara Allen), "Out of Touch" (com John Oates), "Everytime You Go Away" (com John Oates - grande sucesso na voz do cantor Paul Young) e "Do It For Love" (com John Oates).

Hall também cantou e co-escreveu seis canções populares na Billboard, que chegaram ao top 10 tais como: "Adult Education" (com John Oates e Sara Allen), "Method of Modern Love" (com Janna Allen), "You Make My Dreams" (com John Oates e Sara Allen), "Everything Your Heart Desires", "One on One" e "Did It in a Minute" (com Sara Allen e Allen Janna). Além disso, também participou com vocais em "Family Man", uma canção que foi escrita por Mike Oldfield, um ano antes do seu lançamento.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Início de vida e carreira[editar | editar código-fonte]

Iniciando sua carreira como um adolescente nas ruas da Filadélfia, Hall rapidamente formou afiliações criativas com artistas como Smokey Robinson, os Temptations e muitos outros cantores de soul do início da década de 1960. Começou a sua carreira gravando com Kenny Gamble e Leon Huff, e ainda trabalhando como músico de sessão. Isso foi durante e após ter assistido Owen J. Roberts High School, em Pottstown, onde se graduou em 1964, e entrou em Temple University, especializando-se na música, enquanto trabalhava como músico de sessão.

Em 1967, ele conheceu John Oates, um estudante universitário de Temple, e embarcou numa jornada criativa de 30 anos. Segundo Daryl Hall, eles conheceram-se "no meio de uma briga num salto recorde". Hall já era um sénior, enquanto Oates foi um calouro, e ambos tinham tocado para fora temporariamente, até Oates ter sido transferido para outra escola, com apenas 19 anos. Daryl não desanimou e trabalhou numa curta banda de rock, Gulliver. Em 1969, apenas um ano após o seu abandono da faculdade, Hall voltou a concentrar-se na gravação de outros artistas, que o levou a assinar o seu primeiro contrato de gravação, no início de 1972.

Hall & Oates[editar | editar código-fonte]

Assinou contrato com a Atlantic Records por Ahmet Ertegun e gerenciada por Tommy Mottola no início de 1970, Hall & Oates venderam mais álbuns do que qualquer outro duo na história da música. Seu segundo álbum, Abandoned Luncheonette", produzido por Arif Mardin e lançado em 1973, rendeu a música, "She's Gone", que foi um grande sucesso da época. A dupla gravou mais um álbum com a Atlantic, War Babies (produzido por Todd Rundgren), antes de serem descartados e imediatamente assinar contrato com a RCA. Durante o tempo na RCA a dupla obteve seu estrelato internacional.

A partir dos anos 70 a meados dos anos 80, Hall & Oates atingiu grandes sucessos incluindo " Rich Girl","Kiss on My List", " Private Eyes", "I Can't Go for That (No Can Do)", " Maneater" e "Out of Touch" de seus seis discos de platina - Bigger Than Both of Us, Voices , Private Eyes , H2O , Rock 'n Soul Part 1 e "Big Bam Boom". Também produziram um adicional de seis músicas Top 10, "Sara Smile", " One on One", " Family Man", "You Make My Dreams"," Say It Isn't So "e "Method of Modern Love".

A dupla lançou um álbum de Natal em outubro de 2006 intitulado Home for Christmas .

A dupla foi introduzida no Rock and Roll Hall of Fame em 2014.[2]

Projetos Solo[editar | editar código-fonte]

Além de seu trabalho com Oates, Hall tem feito música como artista solo. Em 1977 Robert Fripp produziu e tocou no álbum de estréia solo de Hall, o tão aclamado 'Sacred Songs'. Este álbum foi lançado em 1980.

Em 1984, ele co-escreveu e produziu, com Arthur Baker, a música " Swept Away" para Diana Ross.

Em 1985, Hall apresentou duas músicas no primeiro Farm Aid concerto em Champaign, Illinois[3] Hall participou do We Are the World, bem como fechando o Live Aid, show na Filadélfia. Ele também fez um álbum com Dave Stewart desse ano, Three Hearts in the Happy Ending Machine". Ele tem gravado tantos trabalhos solos, como Soul Alone em 1993 e Can't Stop Dreaming em 1996, sendo que ambos foram bem recebidos internacionalmente. Em 1994 compôs "Gloryland" que foi a trilha sonora original da Copa do Mundo de 1994.

Em 2007, Hall estrelou na HBO séries "Flight of the Conchords".

Em 12 de março de 2008, Hall tocou com sua banda no South by Southwest festival em Austin, Texas.[4]

Hall estava programado para cantar o Hino Nacional dos Estados Unidos antes do 5° Jogo da "World Series" na Filadélfia Citizens Bank Park, em 2008, mas, devido a uma doença, não pode aparecer, tendo Oates cantando em seu lugar.[5]

Em 2009, Hall estrelou no Independent Film Channel séries, Z-Rock (como ele mesmo).

Em 2010, Hall foi de volta ao estúdio trabalhando em um disco solo com o baixista e diretor musical, T-Bone Wolk. Wolk morreu de um ataque cardíaco em 28 de fevereiro de 2010, horas depois de completar uma sessão com Hall. Hall divulgou um comunicado sobre a morte de seu baixista de quase 30 anos: "Não é se eu vou continuar, mas como? T-Bone foi um dos seres humanos mais sensíveis e bons que eu já conheci."[6]

Em 11 de junho de 2010, Hall dividiu o palco com duo eletrônico Chromeo para uma noite especial no Bonnaroo Music and Arts Festival. Sua lista de músicas consistia em uma mistura de faixas de ambas as bandas, Hall & Oates e Chromeo.

Em 27 de setembro de 2011 ele lançou o álbum Laughing Down Crying em Verve Records.

Em 12 de agosto de 2011, Reino Unido, o Eletrônico duo Nero lançou seu álbum de estréia, "Welcome Reality", que apresenta vocais por Hall na faixa "Reaching Out", que também tem amostras de sucessos de Hall & Oates, com o hit da década de 80, Out of Touch. "Reaching Out" foi lançado como o sexto single em 6 de Dezembro de 2011.

Restauração de Casas[editar | editar código-fonte]

Hall restaura e preserva casas históricas, tanto nos Estados Unidos como na Inglaterra. Em 2008, ele comprou do século 18, a Bray House, no Kittery Point, Maine[7] e está em processo de restaurá-la.[8] Ele também restaurou uma casa Londres, Inglaterra, construído pela primeira vez em 1740, com acesso direto à beira-mar rio Tamisa. Ele comprou duas casas localizadas perto Hartford, Connecticut - uma construída em 1771, outro em 1780 - e eles tinham se mudado para a mesma propriedade em Nova York 's Dutchess County onde eles estavam combinado e restaurado.[9] Depois de ter mudado as casas, ele descobriu que ambas as casas, por coincidência, foram conectadas a uma mesma família.[9]

Hall estrelou em 2014 um programa de televisão Daryl's Restoration Over-Hall no DIY rede, que mostrou ele e uma equipe trabalhando na restauração de uma de suas casas em Connecticut.[10]

Live from Daryl's House[editar | editar código-fonte]

A partir de 2007, Daryl Hall lançou o web show Live from Daryl's House, que apresenta diversos artistas convidados ao vivo em um podcast /videocast de sua casa em Millerton, Nova Iorque.

Em uma entrevista em junho de 2008, para a revista Blues & Soul, Hall declarou: "Para mim, era uma espécie de uma coisa óbvia. Eu estive em turnê toda a minha vida adulta, realmente, e, você sabe, você não pode estar em toda parte! Nem quero estar em toda parte neste momento! Eu só gostaria de gastar tanto tempo por ano na estrada. Então eu pensei "Por que não posso apenas fazer algo, onde quem quer me ver em qualquer lugar do mundo pode?! E, em vez de fazer a coisa artista tocando / público, eu queria desconstruir isso e fazer o público mais de uma "mosca na parede", um tipo de observador ... Eu quero dizer, o que eu sempre fiz no palco é muito natural. Eu falo com o público, então eu apenas pensei que eu iria, basicamente, trazer isso para a web."[11]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Hall foi casado com Bryna Lublin de 1969 a 1972. Ele se converteu à religião de Lublin, Judaísmo, a fim de se casar com ela. Ele não tem participado ativamente na religião desde então, mas disse que ele sente mais de uma conexão com o judaísmo do que a sua filiação original, Metodismo.[12]

Hall teve um relacionamento de 30 anos com a compositora Sara Allen (a inspiração para a canção "Sara Smile", e uma colaboradora frequente com Hall & Oates), que terminou em 2001, por motivos não revelados. Eles nunca foram casados.

Hall tem um filho biológico chamado Darren Hall (nascido 1985) com Andrea Zabloski de Duluth, Minnesota.[13]

Em julho de 2005, Hall foi diagnosticado com doença de Lyme, o fazendo cancelar a maioria da turnê de verão de Hall & Oates

Ele agora está casado com Amanda Aspinall e vive com ela e seus dois enteados, March e Orson. March participou como backing vocal nas canções "Save Me", "Message To Ya" e "Eyes For You" em 2011 no álbum de Daryl, Laughing Down Crying.[14]

Sucessos[editar | editar código-fonte]

Hall escreveu e co-escreveu 11 Billboard músicas número 1, "She's Gone" (com John Oates pela Tavares), "Rich Girl", "Kiss On My List" (com Janna Allen), "Private Eyes" (com Sara Allen, Janna Allen & Warren Pash), "I Can't Go for That (No Can Do)" (com John Oates & Sara Allen), "Say It Isn't So", "Maneater" (com John Oates & Sara Allen), "Out of Touch" (com John Oates), "Everytime You Go Away" (que atingiu o #1 quando gravado por Paul Young) e"Do It For Love" (com John Oates).

Hall, também cantou vocais e tem escrito ou co-escrito oito músicas mais populares pela Billboard, que também fizeram o Top 10, como: "Adult Education" (com John Oates & Sara Allen), "Sara Smile" (com John Oates - uma canção que se refere a ex-namorada de Hall), "Method of Modern Love" (com Janna Allen), "You Make My Dreams" (com John Oates & Sara Allen), "Everything Your Heart Desires", "One on One", "So Close" (com Jon Bon Jovi & Danny Kortchmar) e "Did It in a Minute" (com Sara Allen & Janna Allen). Ele também teve sucessos como vocalista em, The Righteous Brothers' "You've Lost That Loving Feeling," e "Family Man," escrito por Mike Oldfield.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Year Album details Peak chart positions
US
[15]
CAN
[16]
GER
[17]
NL
[18]
SWE
[19]
UK
[20]
1980 Sacred Songs
  • Released: March 1980
  • Recorded 1977
  • Label: RCA
58 93
1986 Three Hearts in the Happy Ending Machine
  • Released: 1986
  • Label: RCA
29 30 43 42 12 26
The Classic Ballads
  • Released: 1986 (US - Promo)
  • Label: RCA
1993 Soul Alone
  • Released: September 7, 1993
  • Label: Epic
177 55
1996 Can't Stop Dreaming
  • Released: 1996 (Japan)/
    June 10, 2003 (USA) / August 18, 2003 (Europe)
  • Label: BMG / Liquid 8 / CNR
2004 Live in Philadelphia · 2004
  • Released: 2004
  • Label: AAC
2011 Laughing Down Crying 142
"—" denotes the album failed to chart or not released to that country

Canções[editar | editar código-fonte]

Year Single Peak chart positions Album
US
[21]
US AC
[22]
US Dance
[23]
US R&B
[24]
AUS
[25]
GER
[26]
NL
[18]
NZ
[27]
SWI
[28]
UK
[29]
1980 "Something in 4/4 Time" Sacred Songs
1986 "Dreamtime" 5 24 36 28 53 30 28 Three Hearts in the
Happy Ending Machine
"Foolish Pride" 33 21 91 25
"I Wasn't Born Yesterday" 93
"Someone like You" 57 11
1993 "I'm in a Philly Mood" 82 71 39 59 Soul Alone
"Stop Loving Me, Stop Loving You" 51 30
"Wildfire"
1994 "I'm in a Philly Mood" [re-release] 52
"Love Revelation"
"Help Me Find a Way to Your Heart" 70
"Send Me"
"Gloryland" (with Sounds of Blackness) 37 36 Non-album songs
1995 "Wherever Would I Be" (with Dusty Springfield) 73 44
1996 "Ghetto Smile" (B-Legit feat Daryl Hall) 159
"Justify" / "She's Gone" Can't Stop Dreaming
1997 "Can't Stop Dreaming"
"What's in Your World"
2003 "Cab Driver" 21
2004 "She's Gone"
"What's in Your World" [US release] 27
2011 "Talking to You (Is like Talking to Myself)" 16 Laughing Down Crying
"Eyes for You" 29
"—" denotes releases that did not chart

Referências

  1. "Daryl Hall » Overview" (em inglês) AllMusic. Visitado em 27 de Dezembro de 2009.
  2. Daryl Hall and John Oates Rock and Roll Hall of Fame (2013). Visitado em 2013-12-21.
  3. Farm Aid: Around the Kitchen Table: Farm Aid Music Monday, Starring Daryl Hall Blog.farmaid.org (2011-06-06). Visitado em 2014-04-24.
  4. Hall and no oates - The Howard Stern Show Howardstern.com (2007-11-14). Visitado em 2011-11-25.
  5. Catlin, Roger (October 27, 2008). Game 5: No End Or Hall, But Oates The Hartford Courant Tribune Company. Visitado em 2010-02-05.
  6. Tom ‘T-Bone’ Wolk, longtime bass player for Hall & Oates, dies of heart attack at 58 Blog.taragana.com (2010-03-01). Visitado em 2011-11-25.
  7. Cicco, Nancy. "Daryl Hall is... at home in Kittery", SeacoastOnline, June 24, 2007. Página visitada em April 25, 2012.
  8. Forrest, Rachel. "Rocker restores historic Kittery, Maine home", The Portsmouth Herald, February 27, 2008. Página visitada em April 25, 2012.
  9. a b Jackson, Candace. "Daryl Hall's New Work Hits Historic Notes", The Wall Street Journal, May 25, 2010. Página visitada em April 25, 2012.
  10. Daryl's Restoration Over-Hall homepage
  11. Daryl Hall interview by Pete Lewis, 'Blues & Soul' July 2008 Bluesandsoul.com. Visitado em 2014-04-24.
  12. Daryl Hall: Music Legend and Blond Jew Finally Gets His Due Heeb Magazine (January 15, 2010).
  13. http://popdust.com/2014/04/01/daryl-hall-deadbeat-dad-son-darren-relationship-music/
  14. Ragogna, Mike (Sep 14, 2011). Laughing Down Crying: A Conversation with Daryl Hall, Plus "Raw African-American Gospel" and Chadwick Stokes Exclusives Huffington Post. Visitado em April 25, 2012.
  15. Daryl Hall - Billboard 200 Chart History
  16. Daryl Hall in Canadian Albums Chart
  17. charts.de - Album - Daryl Hall charts.de. Visitado em 2011-08-25.
  18. a b dutchcharts.nl - Dutch charts portal - Daryl Hall dutchcharts.nl. Visitado em 2011-08-25.
  19. swedishcharts.com - Swedish charts portal - Daryl Hall swedishcharts.com. Visitado em 2011-08-25.
  20. Chart Stats - Daryl Hall ChartStats.com. Visitado em 2011-08-25.
  21. Daryl Hall Album & Song Chart History - Hot 100 Billboard. Visitado em 2011-08-25.
  22. Daryl Hall Album & Song Chart History - Adult Contemporary Billboard. Visitado em 2011-08-25.
  23. Daryl Hall Album & Song Chart History - Dance/Club Play Songs Billboard. Visitado em 2011-08-25.
  24. Daryl Hall Album & Song Chart History - R&B/Hip-Hop Songs Billboard. Visitado em 2011-08-25.
  25. Kent, David. Australian Chart Book 1970–1992. [S.l.]: Australian Chart Book, St Ives, N.S.W, 1993. ISBN 0-646-11917-6 Página visitada em 2011-08-25.
  26. charts.de - Singles - Daryl Hall charts.de. Visitado em 2011-08-25.
  27. charts.org.nz - New Zealand charts portal - Daryl Hall charts.org.nz. Visitado em 2011-08-25.
  28. hitparade.ch - Daryl Hall - Gloryland hitparade.ch. Visitado em 2011-08-25.
  29. UK Singles Chart - Daryl Hall
Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.