Difração de Bragg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Difração de Bragg (também referida como formulação de Bragg da difração de raios X) foi primeiro proposta por William Lawrence Bragg e William Henry Bragg em 1913 em resposta a sua descoberta que sólidos cristalinos produzirem surpreendentes padrões ao refletirem raios X (em contraste com, digamos, um líquido).

Eles descobriram que esses cristais, em certos comprimentos de onda específicos e ângulos de incidência, produziam picos intensos de radiação refletida (conhecidos como picos de Bragg). O conceito de difração de Bragg aplica-se igualmente a processos de difração de nêutron e difração de elétron.[1]


Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido de «Bragg diffraction» na Wikipédia em inglês. Ajude e colabore com a tradução.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. John M. Cowley (1975) Diffraction physics (North-Holland, Amsterdam) ISBN 0 444 10791 6.