Discussão:Região Nordeste do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Erro no PIB[editar código-fonte]

Há um erro no valor do PIB: de acordo com a própria fonte citada, o valor é de R$ 280.504.256.000, e não de apenas R$ 280.504.256, como está citado. Como não tenho permissão de editar a página, peço que algum administrador a corrija. Grato. Daniel Schneider (discussão) 23h06min de 4 de Novembro de 2008 (UTC)

Faltou extrativismo[editar código-fonte]

Há falta do extrativismo, muito importante para universitários que cursam alguma área de Geografia!Peço que algum administrador adicione!o comentário precedente não foi assinado por 201.2.127.191 (discussão • contrib.) Heitor discussão 00h50min de 26 de Novembro de 2008 (UTC)

Faltou o espaço da agroindustria canavieira! peço também que algum administrador coloque! o comentário precedente não foi assinado por 201.90.19.94 (discussão • contrib.)

Leia Wikipedia:Seja audaz. Heitor pois não? 18h08min de 19 de maio de 2009 (UTC)

Imagem[editar código-fonte]

ee, legal, mais uma guerra de edição. Pq vcs não discutem qual é a melhor imagem ao invés de ficar simplesmente revertendo um ao outro ? Daqui a pouco vou pedir a proteção total da página. ⇒ Rjclaudio msg 02h04min de 9 de Dezembro de 2008 (UTC)

A imagem até que é bonitinha, mas o usuário está tentando botar uma imagem de licença irregular, ou melhor, nem licença tem… Łυαη fala! 13h55min de 9 de Dezembro de 2008 (UTC)

Agora entendi o motivo. Mas faltou alguém explicar para o usuário novato sobre a política de imagens da wikipedia. Só isso teria acabado com essa guerra de edições mais rápido e teria explicado ao usuário as nossas políticas. E, claro, se ele continuasse, se procederia ao bloqueio. (Falta comunicação, só revertem …) ⇒ Rjclaudio msg 14h41min de 9 de Dezembro de 2008 (UTC)

realmente. Foi um erro. Vou avisá-lo. Łυαη fala! 17h52min de 9 de Dezembro de 2008 (UTC)

"Imagens demais"[editar código-fonte]

Gostaria de saber do usuário Heitor C. Jorge os motivos que o fizeram reverter minha edição, já que discordo do excesso de imagens e além disso, todas as informações que eu coloquei ali tinha fontes. Além das imagens coloquei outras informações que o usuário também reverteu. Affleck (discussão) 19h14min de 3 de julho de 2009 (UTC)

    • Não tem imagens espremidas uma encima da outra. Não tem imagens amontoadas. Concordaria somente se fosse a última seção, a "Próblemas Sociais", mas isto se pode se resolver colocando a imagem da seca para o lado esquerdo. Affleck (discussão) 19h25min de 3 de julho de 2009 (UTC)
  • sim, e as imagens privilegiam cidades pernambucanas em detrimento dos demais estados..veja por exemplo gravatá e triunfo..uma na zona de etnografia e outra na do clima..fora a foto de recife na secção demografia..

Texto pobre[editar código-fonte]

O texto deste verbete está muito pobre. Fiz alguns cálculos por cima e encontrei os seguintes números para um único termo:

  • destaque - 8
  • destacam-se - 6
  • destaca-se - 2
  • destacando-se - 2
  • destacar - 1
  • se destaca - 1
  • se destacava - 1

Para mim parece haver uma dificuldade geral dos lusófonos de escrever obedecendo ao princípio da imparcialidade… Enfim, se alguém se interessar por procurar sinônimos para "destacar", esteja à vontade para melhorar o verbete. - Jorge Morais (discussão) 19h46min de 12 de agosto de 2009 (UTC)

PIB[editar código-fonte]

porq não dar pra editar?tem um erro no pib,alguem coloco R$ 347.797,041 milhões se o pib fosse esse o salario minimo não chegaria a 10 real

  • O artigo está bloqueado para edições de usuários não registrados (IPs) por ocorrências anteriores de vandalismo recorrente. Quanto ao PIB, é o mesmo valor que consta neste arquivo do IBGE. Qual o erro? Eamaral (discussão) 02h38min de 28 de maio de 2010 (UTC)

Região Nordeste[editar código-fonte]

Na página sobre a Região Nordeste onde está a fonte sobre isso aqui

"Na região do sertão pode ser encontrada vários poços subterrâneos, porém sua água é água salobra. A sua dessalinização ainda é um processo caro e que pode ser um incômodo para os políticos que forem aversos ao desenvolvimento do local, já que libertaria a população da Indústria da seca. Existem grandes açudes em algumas cidades, mas que são mal utilizados. Uma solução para grandes períodos de estiagem é a criação de cisternas. Esse fato constitui-se um dos principais problemas da gestão integrada de recursos hídricos no Brasil".

  • Esta matéria não é exclusiva para administradores, o local correto para coloca-la é na página de discussão do artigo. Lembro que qualquer editor pode retirar ou modificar conteúdo que não esteja baseado em fontes verificáveis.-- Jo Lorib ->d 15h45min de 26 de setembro de 2010 (UTC)

Imagens[editar código-fonte]

Gostaria de alertar pra quantidade excessiva de imagens que estão colocando no artigo. Tentei uniformizar e colocar imagens de mais estados nordestinos, não só privilegiar um ou dois. Affleck (discussão) 16h33min de 15 de fevereiro de 2011 (UTC)

Etnia[editar código-fonte]

Imagens e informações bastante discutíveis sobre os grupos étnicos do Nordeste estão sendo colocadas. Em uma imagem, há uma família que é descrita como "descendentes de holandeses, portuguese e ameríndios". De fato, aquela família apareceu no Programa do Faustão, eu assisti no dia. Em nenhum momento mencionaram a ancestralidade daquela família. Judeus nascidos no Nordeste estão sendo colocados como representantes dos judeus que ali chegaram no século XVI. Porém, Arlindo Grund e Mário Schenberg aparentemente são descendentes de judeus asquenazes que chegaram ao Brasil no século XX, pois têm sobrenome "estrangeiro", enquanto que os judeus sefarditas, obviamente, tinham sobrenome português e eu duvido muito que exista algum judeu brasileiro que esteja no Brasil desde o século XVI, pois eles foram todos assimilados no catolicismo. Aliás, colocaram Lenine como judeu, e ele nem ao menos o é.

Colocaram um monte de foto de gente que nem ao menos nasceu no Nordeste como representantes do povo nordestino, como Jô Soares ou Mariana Ximenes, o que é patético. Por fim, estão dando muita ênfase numa possível contribuição holandesa à formação étnica do povo nordestino. Aparentemente, se houve contribuição holandesa no Nordeste, ela foi bastante residual e limitada. Aliás, é um erro associar cabelos loiros e olhos azuis com uma influência holandesa, até porque em Portugal também existem pessoas loiras de olhos azuis e é mais provável que um nordestino com essas características as tenha herdado de antepassados portugueses do que de holandesas. Portanto, as fontes que dizem que só porque tem um grupo perdido de loiros no sertão nordestino é evidência de influência holandesa é apenas HIPOTÉTICA, e não um fato. Essa parte de grupo étnicos precisa de uma revisão urgente. Xuxo (discussão) 01h51min de 27 de julho de 2011 (UTC)

Xuxo, existem fontes no artigo dos estudos genéticos a respeito da influência holandesa na formação do povo nordestino. Muitas prostitutas holandesas vieram ao Recife, bem como homens holandeses desfrutaram de nativas e casaram com filhas de senhores de engenho luso-brasileiros. Creio que não seja necessário fazer um teste de DNA em certas famílias do sertão pernambucano para saber que se tratam de descendentes de holandeses. Há loiros de olhos azuis em Pernambuco como Yane Marques e Otto que não deixam dúvida da ascendência holandesa; e se você for ao interior de Pernambuco, verá que não é muito difícil encontrar pessoas com essas características; o que não vale para outros estados do Nordeste Jô Soares é filho de paraibanos e Mariana Ximenes é filha de cearense. Há fontes a respeito da ascendência jucaida de Jô e da ascendência holandesa de Mariana. Muitos judeus passaram a utilizar sobrenomes portugueses, e um deles é 'Soares'; como também o 'Pimentel' de Lenine. E não foi colocado que Lenine é judeu, e nenhum outro: foi colocado que eles são "descendentes" de judeus. E havia judeus sefarditas de olhos claros. Quanto ao José Wilker e ao Chico Anysio... bom, é comprovado que o povo cearense, no geral, descende de portugueses e ameríndios. O crânio desses dois atores deixa óbvio que eles descendem dos índios cariris; e as demais características, que eles descendem de portugueses.

Essas informações são muito relevantes para a compreensão do processo de formação do povo nordestino, bem como da influência nordestina na formação do povo brasileiro.--Juniorpetjua (discussão) 14h28min de 27 de julho de 2011 (UTC)

Você parece não ter lido com a devida cautela o que eu escrevi. Em primeiro lugar: ter olho azul e cabelo loiro não denota nenhuma ascendência holandesa. Existem pessoas com essas características em Portugal (ver Roberto Leal por exemplo). Portanto, a não ser que seja comprovado geneticamente, é apenas achismo afirmar que isso seja legado de uma suposta permanência holandesa no agreste nordestino.

Segundo: continuo afirmando que é patético colocar fotos de um carioca (Jô Soares) e de uma paulistana (Mariana Ximenes) em um artigo sobre Nordeste. Existem muitos nordestinos famosos que podem ser colocados lá, não é necessário colocar imagem de pessoas que nem ao menos são nordestinas, apenas tem um pai ou uma mãe nascidos lá.

Terceiro: não faça conclusões sem fontes. Essa parte da "cabeça-chata" é absurda, e você está tirando conclusões pessoais sobre o assunto, sem se embasar em fontes.

Quarto: leia novamente o que eu escrevi sobre os judeus. Você simplesmente deu uma resposta que não faz nenhum sentido com aquilo que eu levantei.

Quarto: não remova o "carece fontes". Apenas coloque a fonte de onde você tirou cada informação. Isso basta. Não é permitido na Wikipédia tirar conclusões pessoais sobre assuntos ou inventar informações. Não estou afirmando que você esteja "inventando" informação, todavia quando fontes não são colocadas chega-se, inevitavelmente, a essa conclusão. Xuxo (discussão) 17h25min de 27 de julho de 2011 (UTC)

Meu caro, já foram postas fontes sobre a existência de indivíduos braquicéfalos (cabeças chatas) no sertão nordestino. ...Perceba que você não pediu fontes sobre a ascendência africana das baianas da foto do artigo. Por que? Porque é óbvio que elas são descendentes de africanos, pela cor delas. Pois bem: José Wilker e Chico Anysio são cearenses e têm a cabeça chata. Não é óbvio, então, que eles são descendentes dos índios cariris tão citados nas fontes? E como eles também têm características europeias, não é óbvio que eles também são descendentes de brancos? ...Ou você irá pedir também uma fonte comprovando que aquelas baianas da foto são afrodescendentes?. Vou colocar fontes a respeito dos índios cariris; a respeito dos sobrenomes usados pelos "cristão novos", como o "Soares" do Jô e o "Macedo e Pimentel" do Lenine (além da fonte já existente da afirmação do próprio Jô como sendo descendente de judeus); e a fonte da pesquisa genética recente feita por um laboratório brasileiro que descobriu que 19% dos nordestinos brancos têm alguma ancestralidade holandesa, estando a maior parte desses no estado de Pernambuco. ...Eu passei por algumas cidades do interior de Pernambuco e encontrei certas pessoas (poucas, claro) loiras com cabelos quase brancos de tão claros, e olhos azuis; mas isso não vem ao caso: deve ser levada em consideração a publicação "Retrato Molecular do Brasil" do Instituto Ciência Hoje, que diz (página 6): "Uma pista surge da comparação das regiões do Brasil: a maior proporção do haplogrupo 2 ocorre no Sul (28%), onde foi importante a imigração de alemães e outros europeus, e a segunda no Nordeste (19%), palco da invasão holandesa." Confira o trecho no material publicado (fonte): [1] ...Bom, e só porque Roberto Leal nasceu em Portugal ele tem obrigatoriamente sangue latino? Ninguém do Norte da Europa se transferiu para Portugal no passado? E vale ressaltar que Jô é carioca, mas o pai e a mãe dele são nordestinos. Não entendo o porquê dessa insistência em ignorar a influência holandesa na formação do povo nordestino. Os holandeses passaram 24 anos em Pernambuco, e 24 anos não são 24 dias.--Juniorpetjua (discussão) 18h47min de 27 de julho de 2011 (UTC)
Novamente, não remova o "carece fontes", pois isso é vandalismo. Onde está a fonte para dizer que José Wilker e Chico Anysio são "cearenses de cabeça-chata" e que são descendentes de índios e portugueses? Você está colocando fontes que nem ao menos citam os nomes dessas duas pessoas. Não estamos interessados em suas conclusões pessoais, queremos fontes, só isso. Apresente-as.

Também, as suas experiências de viagens não contam em nada. Se contassem, eu poderia usar como argumento que eu já fui para a Holanda e eu também já morei no Nordeste, portanto pude constatar que nunca vi nenhum nordestino que se assemelhasse com os holandeses. Aliás, poucos brasileiros se passariam por holandeses, eles têm um perfil típico do Norte da Europa que poucos brasileiros têm, mesmo no Sul, quanto mais no Nordeste. Mas as minhas experiências pessoais não são fonte, tampouco as suas. Portanto, limite-se a trazer fontes ao invés de discutir pontos de vista pessoais.

Quanto às mulheres negras das fotos, se você julga necessário que se coloque alguma fonte comprovando que elas são de origem africana, sinta-se a vontade em colocar um "carece fontes" lá, ninguém o está impedindo de fazê-lo.

Quanto aos sobrenomes judaicos, por favor, não insista no erro. Na Península Ibérica, judeus e cristãos usavam os mesmos sobrenomes. Não existia sobrenome só para judeus e sobrenome só para cristãos. Portanto, ter um certo sobrenome não indica nenhuma ancestralidade judaica. A fonte que você postou diz "Vale lembrar que os judeus, por ocasião da conversão forçada, tiveram que adotar sobrenomes de cristãos-velhos. Assim o fato de um sobrenome estar na lista não nos garante dizer que todas as pessoas que o carregam são descendentes dos cristãos-novos". Isso já derruba a sua própria teoria.

Quanto à sua alegação de "sangue latino", gostaria que você esclarecesse isso. Pois não existe "sangue latino". Ser latino é falar uma língua neo-latina, só isso. Não tem nenhuma ligação com tipo sanguíneo. Por favor, atenha-se ao fatos e evite levantar teses infundadas. Xuxo (discussão) 19h06min de 27 de julho de 2011 (UTC)

Quanto à influência holandesa, não creio que alguém a esteja negando. Para mim, não faz nenhuma diferença prática se o Nordeste brasileiro tem ou não influência holandesa. Apenas acho estranho dar tanta importância a um povo cuja contribuição no Nordeste, se é que houve, foi no mínimo bastante limitada. Xuxo (discussão) 19h08min de 27 de julho de 2011 (UTC)


E para evitar maior estresse, eu abri um pedido de mediação Xuxo (discussão) 19h41min de 27 de julho de 2011 (UTC)

Sim, mas por que você próprio não colocou o "carece fontes" na foto das baianas? Por favor, não fuja do assunto. Uma coisa é óbvia: se você questiona a ascendência indígena e portuguesa de José Wilker e Chico Anysio e a ascendência holandesa, portuguesa e ameríndia da família de agricultores, você também teria que questionar a ascendência africana das baianas ...bom, mas você não o fez. O Nordeste não é um só estado. Se você morou no Maranhão, certamente não viu descendentes de holandeses por lá. Mas é um fato, comprovado por estudo genético sério, que 19%¨da população nordestina tem alguma ancestralidade holandesa, e isso não pode ser ignorado, tampouco questionado por uma pessoa como você, que evidentemente se baseia nos próprios achismos. Eu não fiz teste de DNA, mas tenho certeza que sou descendente de portugueses, porque sei que os portugueses colonizaram o país e sei que estudos genéticos a respeito da população nordestina comprovaram essa influência.

E por tudo o que há de mais sagrado, exclua esse pedido de mediação. Não tenho tempo a perder discutindo com um monte de administradores. Prometo que não mais editarei a página.

Abraço--Juniorpetjua (discussão) 19h54min de 27 de julho de 2011 (UTC)

Eu acabei de remover todas as informações que você julgou incoerentes e assinalou com o "carece fontes". Por favor, dê a discussão por encerrada! Estou apenas preocupado com a estética do artigo. Não curto conflitos.--Juniorpetjua (discussão) 21h25min de 27 de julho de 2011 (UTC)
Ok, mas ainda acho que seria mais sensato remover as imagem de pessoas que não nasceram no Nordeste e substituí-las por nordestinos de verdade. Xuxo (discussão) 00h44min de 28 de julho de 2011 (UTC)
Fiz uma última alteração. Confira e, caso esteja de acordo, suspenda por favor o tal do pedido de mediação, está bem?. Não quero confusão. Um grande abraço! --Juniorpetjua (discussão) 22h07min de 30 de julho de 2011 (UTC)


Você "esperou a poeira baixar" e voltou a fazer o mesmo tipo de edições no artigo. Por isso, reabri a mediação. Xuxo (discussão) 19h53min de 14 de agosto de 2011 (UTC)
As edições estão referenciadas. Não vejo motivo para tamanho incômodo da parte do usuário "Xuxo". Creio que a nossa principal missão é enriquecer os artigos, e não remover o trabalho dos outros sem buscar fontes fiáveis para justificá-lo ou não consultar as fontes existentes. Sugiro mais respeito com o trabalho dos outros. Aliás, há claras manifestações de preconceito nas edições do usuário em questão, como nos trechos: "Apenas o pai de Piquet era do Nordeste, a mãe não. Substituindo-o por Tiririca, o deputado mais votado do Brasil, e nordestino"; e "A origem de Piquet não é importante. Tiririca é muito mais representativo. Ele se vende como nordestino e todo mundo sabe disso". ...Lembrando que a mãe de Piquet também era pernambucana, apesar de isso pouco importar. No artigo há imagens de pessoas de várias origens étnicas ...não há interesse em se provar que a população nordestina é majoritariamente branca; mas o preconceito do usuário Xuxo é claro. Grato,--Juniorpetjua (discussão) 20h07min de 20 de agosto de 2011 (UTC)
"Enriquecer" com informações claramente tendenciosas é sinônimo de "emporcar". Por que quer provar que existem brancos no Nordeste? Qual a vantagem disso? Xuxo (discussão) 20h39min de 20 de agosto de 2011 (UTC)
Aliás, você enxerga "perseguição" em tudo. Você está claramente com uma latente mania de perseguição. Precisa de ajuda. Xuxo (discussão) 20h40min de 20 de agosto de 2011 (UTC)
Você constantemente me chama de "preconceituoso". Gostaria de saber o porquê de você afirmar isso. Aliás, você deveria ser bloqueado por suscitar tal acusação. Xuxo (discussão) 20h49min de 20 de agosto de 2011 (UTC)
O usuário Xuxo foi advertido por um administrador. Espero que a guerra de edições cesse. Grato, --Juniorpetjua (discussão) 21h14min de 20 de agosto de 2011 (UTC)
Também espero pelo fim de colocação ou retirada de informações que são contestadas sem antes consenso aqui mesmo. Pcmsg 21h17min de 20 de agosto de 2011 (UTC)
  • E só pra saber: Por que foi retirado o {{artigo longo}} de lá? Só não coloco, pois pode dar pau no PC (justamente por ser um artigo longo) e acabar com o artigo, como aconteceu umas duas vezes que eu editei. Pcmsg 21h32min de 20 de agosto de 2011 (UTC)
  • Concordo com o Xuxo. Especulações flamengas na "etnia" nordestina é o cúmulo da forçação de barra! Se houve, é tão ínfima e irrelevante que nenhuma enciclopédia séria consideraria. Como nordestino, nascido e criado na terra natal do Waldick Soriano, do Anísio Teixeira e de Cezar Zama, não tenho a menor "necessidade" de buscar outros valores que não os da minha terra, da minha gente - quer tenham ancestrais lusos, negros, índios ou o escambau. Ah, sim, sou neto de alemão - isto me torna membro de "outra etnia"? Qual a vantagem disso? André Koehne (discussão) 05h45min de 21 de agosto de 2011 (UTC)
Fico aliviado ao ver pessoas sensantas por aqui. Mais uma opinião contra essas tentativas grotescas de distorcer a real composição étnica do povo brasileiro, tentando "branqueá-lo" até não poder mais. Infelizmente, a Internet abre espaço para esse tipo de pessoa despejar suas frustrações pessoias por aqui, e ainda bancar de vítima e de bom samaritano que "apenas que contribuir". Xuxo (discussão) 06h06min de 21 de agosto de 2011 (UTC)
Ataques pessoais não facilitam a discussão. Acho que a situação já está complicada o bastante. ThiagoRuiz msg 06h26min de 21 de agosto de 2011 (UTC)
  • As fontes são fidedignas. Hoje em dia constatou-se o que a genealogia já indicava. Houve alguma contribuição holandesa. É pequena? É sim. Mas se nas outras regiões do país é permitido falar de cada uma das contribuições que por lá houveram, por qual motivo isso não seria possível no Nordeste? Há fontes, estudos, pesquisas que indicam isso. Ninguém está inventando nada. Brasileiro1500 (discussão) 12h27min de 21 de agosto de 2011 (UTC)
André Koehne, a contribuição holandesa NÃO é ínfima, e a opinião pessoal de pessoas leigas não importa, mas sim os estudos genéticos sérios realizados, que COMPROVAM influência saxônica em quase 1/4 da população nordestina... claro, quase nada na Bahia. E para quem não se importa com a ascendência alemã, você tem muito orgulho, tanto que está utilizando apenas o sobrenome alemão do seu avô. Vale lembrar que o usuário "Xuxo" está promovendo vandalismo embasado em preconceitos, removendo informações referenciadas as mais diversas, não apenas as sobre a contribuição holandesa, mas MUITAS outras. Vale lembrar também que precisamos de opiniões imparciais: o usuário Pedroca cerebral (Pc), de apenas 14 anos, que tanto opinou e removeu informações nesse artigo, apóia o movimento "O Sul é o meu país".--Juniorpetjua (discussão) 16h39min de 21 de agosto de 2011 (UTC)
  • Junior, concordo com grande parte do que disse. Só gostaria de ressaltar que de acordo com a pesquisa a linhagem paterna da Holanda é que responde por 1/4 das linhagens paternas nordestinas. Isso quer dizer que se se voltar na linhagem de pai para pai de boa parte dos nordestinos, lá atrás vai ser encontrado um holandês. Do ponto de vista da contribuição genética total para a população atual, é difícil saber já que não foram feitos estudos autossômicos a esse respeito até o momento. Uma pessoa pode ter uma linhagem paterna do norte da Europa, mas a maior parte dos antepassados dela (que é o que revela o DNA autossômico) vir de outro lugar, como no caso do Djavan. Como o tempo de permanência dos holandeses foi pequeno, e há muito tempo, no séc. XVII, não acredito em contribuição significativa, e sim pequena. Embora possam ter havido "founding effects" aí. O que não quer dizer que não seja válido colocar o texto na wikipedia. Quanto às outras regiões, ínfimas contribuições são colocadas. Por que não quanto à contribuição holandesa à população nordestina? Há pesquisas científicas sobre o assunto, e os geneticistas expressamente abordaram a contribuição holandesa ao se referir à população nordestina. Ninguém está inventando nada, como disse. E há relevância, sim, na medida em que os próprios geneticistas abordam a questão. Por outro lado, quanto às outras regiões outras etnias são apresentadas, sendo que, em muitos casos, a contribuição não é tão alta quanto a holandesa no Nordeste. Saudações fraternas Brasileiro1500 (discussão) 17h07min de 21 de agosto de 2011 (UTC)
  • Não tenho fontes, mas acho que o nome disso é piada, ou pseudociência... Mas tenho certeza de uma coisa: 3/4 dos nordestinos odiariam que os holandeses fizessem aqui o que fizeram (com a "grande competência" deles) aqui. Se serviram para algo, foi para - expulsando-os - criarem pela primeira vez uma noção nativista, e mostraram à matriz que a Colônia tinha condições de lidar com seus problemas, mesmo que o problema fossem holandeses tentando - e fracassando, felizmente - tomar parte de nosso território. André Koehne (discussão) 10h42min de 22 de agosto de 2011 (UTC)
  • Eu acho que não é bem o caso de se fazer juízos de valor. Isso é um assunto a ser debatido. Pessoalmente, não sou fã da colonização holandesa, como não sou fã de nenhuma colonização. Eu gosto é do Brasil independente e ponto final. Mas quando se trata de escrever a história e contar a composição do nosso povo, o melhor é colocar o pingo em todos os is por assim dizer.Brasileiro1500 (discussão) 11h52min de 22 de agosto de 2011 (UTC)
  • Como assim "3/4 dos nordestinos odiariam que os holandeses fizessem aqui o que fizeram",essa discussão é mesmo sem cabimento,é fato a presença holandesa no noredeste, culturalmente e etnicamente,como já foi citado a cima,alguns famosos com sobrenomes holandeses como "Zé Wilker",Gilberto Freyre,Mariana Ximenes...,Enfim é de fato que teve certa imigração holandesa na região (Pernambuco,Fortaleza),acredito que isso é rixa das pessoas do sudeste(são Paulo) com os nordestinos,isso rídiculo,haha,até porque o que me parece o pessoal que comentou lá em cima nem deve mesmo ter conhecido pernambuco direito para estar julgando a cor de pele das pessoas,se parecem ou não parecem holandeses emfim,não quer dizer que o cara tem que necessáriamente ter olhos claros e cabelos claros para ser holandês,Pessoas!Todos nós sabemos que a Antiga Holanda era unificada entre A Holanda,Bélgica,um pedaço da França e Luxemburgo,mais a etnia frísia,então concluímos que a Holanda era bem variada étnicamente.Também queria complementar sobre colônia do suriname em comparação com a "nossa",é rídiculo comparar isso Suriname foi outra época outras circunstâncias ,os Holandeses queriam fazer uma Colônia "bem feita",devemos comparar a colônia de Recife com a de Nova Iórque , foram colônias planejadas pela as mesmas companhias só que por um governador diferente.o comentário precedente deveria ter sido assinado por 189.61.8.195 (discussão • contrib) Eamaral (discussão) 04h30min de 23 de outubro de 2011 (UTC)
  • há muito despeito contra o ne e muitos erros de ambos os lados; os nordestinos exageram no impacto holandes e os outros tentam diminuir o impacto; então nunca se chegará desse jeito a realidade..chamar celtíberos de povos "latinos"..desde quando eles são do lazio italiano antigo?..quanto ao autossomico do ne pelos testes parece que tem mais linhagens brancas e mongoloides que a zona cafeeira que tem um menos linhagens mongoloides e caucasoides e mais linhagens negroides; o curioso é que no fenotipo nem sempre o dna se reflecte..mas isso por que a formação das regiões foram distintas..no ne houve primeiro grande formação de população mameluca do ariano com a nativa; ja no sudeste os bandeirantes dizimaram os nativos antes do tempo e por isso o dna da zona mineradora e cafeeira devem ter predominado sobre o mongoloide numa proporção bem maior..sp tinha forte componente mameluco como o ne até meados do xix pre-café, mas a sua demografia mesmo no primeiro censo na altura da imigração italiana ainda era inferior a de pernambuco e pouco maior que a do ceará..mas sp nem é a media do se, apesar de ter metade da população regional sozinho..minas, rio e es (excepto nas ilhotas de imigração na serra) parecem ter maior componente da zona/era-epoca cafeeira e portanto alteram a media regional; sp no vale do pb, co e cia ibidem (ate o tardio xix-ii o cso de sp eram guaranis em estado selvagem tipo sc no mesmo periodo)..e pra ja nem falar nas migrações, o que explica o se ter a maior população sub-mongoloide do brasil o que tambem se reflecte na media do seu dna; de qualquer forma é uma região bem heterogenea por que ao mesmo tempo que possui o estado com mais brancos oficialmente que é sp é a região que mais possui sub-eurasianos em numeros absoluctos..

Economia[editar código-fonte]

  • Outro ponto a ser destacado, do ponto de vista econômico, é que o Nordeste foi a região mais rica do país até o séc XVIII quando o ouro foi descoberto em Minas Gerais (mas vila rica teve se auge no meio do xviii e decadencia nas ultimas decadas do mesmo; então mesmo no conjunto do século xviii o ne deve ter exportado mais que minas por que a sacarose se renova e o ouro extraido não volta mais no pos-auge da mineração e produção pos-emboaba; alem disso a maior parte era extraviada pelo sf enquanto a sacarose estava na economia formal ha seculos e bem mais sólida sendo grande fonte de impostos e renda). No séc. XIX, era a região mais rica junto com o Sudeste. Assim, em 5 séculos de história, o Nordeste foi mais rico do que o Sul e várias outras regiões (como o Norte e centro-oeste, por exemplo), durante 4 séculos dos 5 de nossa existência. Por outro lado, a região ainda possui uma economia muito expressiva (obvio, pois só perdeu a liderança demografica no segundo censo, continuando a segunda maior e a com menor nivel de saturação economica e potencial de expansão do mercado), apesar de todos os reveses, contando com muitas empresas locais que possuem projeção nacional e mundial: as Pernambucanas, o grupo Odebrecht, etc.Brasileiro1500 (discussão) 17h39min de 22 de agosto de 2011 (UTC)
    • Pode colocar. Só coloca as fontes, para garantir que a informação não seja contestada. Pcmsg 00h16min de 5 de setembro de 2011 (UTC)
    • Symbol comment vote.svg Comentário Só depois de terminar a proteção da segunda GE(!) que pode colocar. Pcmsg 01h19min de 5 de setembro de 2011 (UTC)

O Nordeste foi também o centro financeiro do Brasil até meados do século XVIII, uma vez que a Capitania de Pernambuco foi o principal centro produtivo da colônia e Recife a cidade de maior importância econômica.

  • discordo desta afirmação por que nem todos os ne´s captavam moeda externa tal como a zona de exportação de sacarose que durante a nova holanda por exemplo se concentrava entre friederickstaadt e mauristaadt antes da transferencia de mão de obra no xix pra zona cafeeira; alem disso olinda era a sede de pe até o xix e portanto recife não tinha o peso geopolitico de pe na altura..é total anacronismo dizer que recife ja era o pólo geopolitico mor de pe se olinda bem mais tradicional ainda tinha a sede..quanto ao mito de que vila rica tirou a supremacia do ne é falso..o ne até os anos 1820s no século xix foi o principal centro exportador do país..sem falar que o ma na divisa do xviii e xix pos-vila rica com o auge do boom maranhense pos-cia de comercio do grão pa e ma respondia sozinho por quase metade das exportações do brasil na altura e junto com a zona sacarítica do ne oriental eram a principal zona de riqueza do país; não a toa nas guerras de independencia em 1823 portugal concentrou suas tropas entre o pa-ma-pi (batalha do jenipapo) e salvador alem do ne oriental..

Etnografia[editar código-fonte]

  • Dizer que Pernambuco é o estado mais europeu do Nordeste é coisa pra quem nunca foi em Recife, uma das cidades mais subsaarianizadas do país..até o ce é menos subsaariano..

Ancestralidade e Holanda[editar código-fonte]

A seção "Composição étnica" tem a seguinte frase: Citação: Pesquisas genéticas recentes feitas por um laboratório brasileiro descobriram que em torno de 1/5 dos nordestinos (19%) possuem haplogrupo paterno (linhagem paterna) que vem da Holanda , o que colocaria o Nordeste do Brasil na segunda posição como região de maior população com influência genética de europeus não latinos (sobretudo saxões) do Brasil (após a Região Sul, com 28% de descendentes de europeus saxões e eslavos).[19]. Mais abaixo, a subseção "Estudos genéticos" tem a seguinte frase: Citação: ...em torno de 1/4 dos nordestinos (19%) tem genes holandeses vindos de um antepassado masculino, o que põe o Nordeste do Brasil na segunda posição como região de maior população com influência genética de europeus não latinos (sobretudo saxões) do Brasil (após a Região Sul, com 28% de descendentes de europeus saxões e eslavos).[41]. Bem, a fonte citada, da revista Ciência Hoje, não diz que esse haplogrupo paterno comum a 19% dos nordestinos (o haplogrupo 2) "venha da Holanda". De fato, segundo a própria fonte citada, o haplogrupo 2 é comum na Europa inteira e 13% dos portugueses possuem esse haplogrupo. Ou seja, a outra parte da frase, que afirma que o Nordeste tem a "maior população com influência genética de europeus não latinos (sobretudo saxões) do Brasil após a Região Sul..." é totalmente inválida. De fato, a fonte diz (pág. 32): Citação: Esse haplogrupo (haplogrupo 2), por exemplo, é comum em portugueses (13%), e Portugal é o país de origem da maioria dos imigrantes europeus para o Brasil..., e depois o autor continua Citação: Mas de onde veio o excesso de haplogrupo 2, já que a proporção entre brasileiros é maior que entre portugueses? (...) Uma pista surge da comparação das regiões do Brasil: a maior proporção do haplogrupo 2 ocorre no Sul (28%), onde foi importante a imigração de alemães e outros europeus, e a segunda no Nordeste (19%), palco da invasão holandesa. Ou seja, a única coisa que diz o artigo é que o excesso do haplogrupo 2, que é mais comum no Brasil (19%) que em Portugal (13%), poderia ser explicado pela imigração de gente de regiões europeias onde esse haplogrupo seja mais abundante, inclusive, como hipótese, pela presença de holandeses no Nordeste durante 24 anos. Ou seja, o artigo da Wiki é totalmente enganador, dando a entender que no Nordeste 19% das pessoas são terminantemente descendentes de holandeses por parte de pai. Sem falar de onde tiraram a referência à influência de povos "saxões" (?!?). --Fulviusbsas (discussão) 14h44min de 27 de fevereiro de 2012 (UTC)

  • o sergio pena confirmou esses dados dos holandeses, mas acho esse assunto baboseira por que do que adianta y holandes se o autossomico e mit são majoritariamente não-holandeses?..alem disso os holandeses usavam funcionarios alemães como nassau, mercenarios irlandeses, comandantes militares do reino polaco-lituano..não eram todos holandeses..alem disso o centro de portugal possui muita contribuição genica de flandres no periodo habsburgo e cia, só que se esses marcadores fossem de flandres pra portugal teriam a mesma proporção nos outros brasis, o que não é o caso - alem disso 1/4 de seculo parece pouco, mas temos de lembrar que no xvii o holandeses usaram milhares de mercenarios pra invadir cidades como friederickstaadt que tinham população de poucos milhares na altura, então o impacto genetico deve ter sido grande pois estes cruzamentos não foram expulsos a exemplo dos colonos holandeses pra ny e cia e se replicaram por séculos e nas cidades pequenas primos adoram procriar com primos fazendo com que a concentração desses gens aumentem via dupla via na descendencia..

Imagens[editar código-fonte]

O artigo mais parece uma propaganda de Pernambuco. E da Bahia também. A maioria das fotos só esses dois estados. O Piauí, Alagoas, Sergipe e outros estados nadica de nada...

  • sim, é tão patético que tem mais fotos do interior de pe que de capitais do resto do ne..na seção cultura tem duas seguidas de frevo..praticamente a mesma foto..os pernambacas com seu fanatismo destroem qualquer possibilidade de nordestinidade pois querem impor a pernambucanidade como nordestinidade..recifail chupa
  • exacto..pernambuco está superepresentado no artigo e principalmente quando se compara o pedaço que ocupa na região..há estados superepresentados e outros sub-representados..
  • O Nordeste foi também o centro financeiro do Brasil até meados do século XVIII, uma vez que a Capitania de Pernambuco foi o principal centro produtivo da colônia e Recife a cidade de maior importância econômica.

o ne foi a principal região exportadora até os anos 1820s do século xix pre-auge do café..então a afirmação acima é incompleta..recife só começou a emergir em 1710 com a guerra dos mascates (e no breve periodo holandes) e só se tornou capital de pe no xix, então olinda foi a principal cidade do ne oriental exportador mor de sacarose e por mera consequencia da colonia..

  • quanto ao sector das etnias acho que está errado..in loco se percebe que o ce é menos subsaariano que pe, mas no artigo se diz o inverso..o leste de pe foi uma zona de exportação de sacarose em larga escala, enquanto a pecuaria do ce nunca utilizou grande contingente de mão de obra justamente por estar numa zona menos úmida..
  • além do mais o ne foi o maior mercado interno durante a maior parte do império/xix, vide o primeiro censo em que ainda era a maior região/maior mercado..na divisa xix-xx o n-ne ainda estavam em empate técnico com a zona cafeeira..o jogo só foi definido nos golpismos do xx das ditaduras e cia..veja que até mesmo certos avanços técnicos chegaram antes na zona borracheira que na zona cafeeira..

Música[editar código-fonte]

Na área de Música, ficou marcante o "bairrismo" de algum cearense que escreveu este texto. Citou-se, muito justamente, Alberto Nepomuceno e Liduíno Pitombeira, mas citou-se Paurilo Barroso, que teve importância ínfima (essencialmente, apenas os cearenses sabem de sua existência...). Faltaram nomes de peso como o potiguar Oriano de Almeida, o paraibano José Siqueira (fundador da Orquestra Sinfônica Brasileira), o pernambucano Marlos Nobre, os compositores da chamada Escola Baiana (Ernst Widmer, Lindembergue Cardoso, Jamary Oliveira, etc), entre muitos outros.

Diga não à pernambucofilia publicitária[editar código-fonte]

Olá, pessoal. Vim informar que fiz/estou fazendo algumas modificações um pouco maiores que o costume. Aviso assim para não pensarem de imediato que é vandalismo ou algo do tipo. O intuito é basicamente livrar o artigo um pouco da pernambucofilia. Quero deixá-lo um pouquinho mais homogêneo, tentando dar uma cara maior de Nordeste, sem tanta separação gentílica e exaltações meio publicitárias desnecessárias.--Nakinn (discussão) 02h22min de 14 de setembro de 2014 (UTC)

Se quiser, insira o aviso {{em construção}}. Luan fala! 02h35min de 14 de setembro de 2014 (UTC)

A Wikipedia é apartidária, politicamente neutra, e não tolera calunias.

Peço por favor que se retirem os comentários contra a reeleita presidente da republica, senhora Dilma Vana Rousseff publicados no dia 26/10/2014.

Aeroporto Internacional de Recife[editar código-fonte]

"O Aeroporto Internacional do Recife é o maior e mais moderno aeroporto do Norte-Nordeste do Brasil e um dos cinco melhores do mundo." Um dos cinco melhores do mundo? Ele é o quinto do Brasil: [1]comentário não assinado de 191.185.236.234 (discussão • contrib) (data/hora não informada)

Corrigido! Chronus (discussão) 13h36min de 3 de novembro de 2014 (UTC)

Trasporte e Esporte[editar código-fonte]

O VLT de Sobral(CE) já funciona a seis meses e vocês colocam o do Cariri que mal saiu do papel,e porque o Guarany de Sobral que teve o melhor desempenho da Copa do Nordeste,vice-campeão do campeonato do cearense e o único do estado conquistador de um brasileirão,não está entre os principais do times do Ceará? comentário não assinado de Rikiregino (discussão • contrib) (data/hora não informada)

  • sobre a composição étnica acho que as zonas onde há menor componente eurasiano inclusive por testes de dna é salvador, são luís e recife; então não se pode colocar toda a bahia como tendo o mesmo perfil de salvador visto que os poucos hispânicos e ocidentais que existem em salvador são oriundos de migrantes do interior a exemplo do que ocorre em Pernambuco da migração do centro-oeste para a sede e outras zonas; centro-sul do ma foi colonizado tardiamente por sertanejos e agora minorias gaúchas etc; então também não parece ter o mesmo perfil de são luís; comentário não assinado de 187.64.10.156 (discussão • contrib) -- Chronus (discussão) 19h07min de 18 de agosto de 2015 (UTC) (UTC)

Etnografia[editar código-fonte]

Quanto aos termos utilizados na questão cor ou raça, há um erro. O termo negro é classificação social, arbitrária e política para englobar os termos oficiais, utilizados pelo IBGE: preto e pardo. [2] comentário não assinado de Dorival Moreira da Cruz (discussão • contrib) -- Chronus (discussão) 00h20min de 11 de fevereiro de 2017 (UTC)

  1. http://noticias.uol.com.br/album/2014/02/05/os-melhores-e-os-piores-aeroportos-para-a-copa-do-mundo.htm#fotoNav=5