Djalma Maranhão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Djalma Maranhão
Busto de Djalma Maranhão em frente ao Prédio da Câmara de Vereadores de Natal
Nascimento 27 de novembro de 1915
Natal,  Rio Grande do Norte
Morte 30 de julho de 1971 (55 anos)
Montevidéu, Uruguai
Nacionalidade brasileiro

Djalma Maranhão (Natal, 27 de novembro de 1915Montevidéu, 30 de julho de 1971) foi um político brasileiro.

Foi prefeito de Natal, capital do Rio Grande do Norte e deputado estadual. Foi também professor de educação física e jornalista, fundador e diretor de jornais.[1]

Militou no Partido Comunista Brasileiro até o início da década de 1940. Após, entrou no Partido Trabalhista Nacional (PTN) e, posteriormente, no Partido Socialista Brasileiro (PSB).[1]

Foi eleito deputado estadual em 1954. Assumiu a Câmara Federal de 1959 a 1960, como primeiro suplente. Por duas vezes exerceu o cargo de prefeito de Natal: a primeira, na segunda metade da década de 1950, por nomeação do governador Dinarte Mariz e a segunda, em 1960, na primeira eleição direta para a prefeitura da capital.[1]

Com o golpe de estado de abril de 1964, foi deposto da prefeitura, e teve seu mandato cassado. Ficou preso em quartéis do Exército em Natal, na ilha de Fernando de Noronha e no Recife.[1] Foi libertado por ordem do habeas corpus do Supremo Tribunal Federal, em dezembro de 1964 e asilou-se na Embaixada do Uruguai.[1] Morreu no exílio, aos 56 anos de idade. Seus restos mortais repousam no Cemitério do Alecrim.[1]

Referências

Precedido por
Wilson de Oliveira Miranda
Prefeito de Natal
1956 - 1959
Sucedido por
José Pinto Freire
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.