Marcos César Formiga Ramos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Marcos César Formiga Ramos (Sousa, 17 de agosto de 1941) é um economista e político brasileiro que foi prefeito de Natal.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Zenóbio de Almeida Ramos e Nair Formiga Ramos. Formado em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte em 1965 com pós-graduação em Economia pelo ISVE em Roma e Nápoles em 1968 e pós-graduação em Planejamento Econômico pela CEPAL em Santiago no mesmo ano. Filiado à ARENA foi Secretário de Planejamento do Rio Grande do Norte durante os governos de Cortez Pereira e Tarcísio Maia (1971-1979) foi nomeado diretor da Empresa Brasileira de Transportes Urbanos (EBTU) em 1980 ocupando o cargo por dois anos. Nomeado prefeito de Natal dentre os quadros do PDS pelo governador José Agripino Maia (1983-1986) foi o último alcaide biônico da capital potiguar. Nas eleições municipais de 1988, disputou o comando da Prefeitura de Natal pelo PL, tendo o jornalista Felinto Rodrigues Neto, do PTB, como candidato a vice-prefeito, entretanto obtiveram o quarto lugar, perdendo a disputa para Wilma Maia(PDT), Henrique Eduardo Alves(PMDB) e Waldson Pinheiro(PDT).

Foi eleito suplente de deputado federal pelo PFL em 1986 e efetivado após a eleição de Wilma de Faria para a prefeitura de Natal em 1988,[1] figurou de novo como suplente pelo PL em 1990, exercendo o mandato no período em que Aluizio Alves foi Ministro da Integração Regional[2] no governo Itamar Franco.[3]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. Eleita sob o nome de “Wilma Maia” em virtude de seu casamento com o senador Lavoisier Maia, Wilma fora derrotada por Garibaldi Alves Filho em 1985.
  2. Sucessor do antigo Ministério do Interior e da Secretaria de Desenvolvimento Regional da Presidência da República, é o antecessor do atual Ministério da Integração Nacional.
  3. Entre 2 de abril de 1994 e 1º de janeiro de 1995.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]