Marcos César Formiga Ramos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marcos César Formiga Ramos
Deputado federal do Rio Grande do Norte
Período 09 de março de 1994
até 02 de janeiro de 1995
Secretário de Áreas Metropolitanas do Ministério da Integração Regional
Período 1992
até 1994
Presidente Itamar Franco
Deputado federal do Rio Grande do Norte
Período 24 de novembro de 1988
até 31 de janeiro de 1991
34° Prefeito de  Natal
Período 1983
até 1986
Antecessor Manoel Pereira dos Santos
Sucessor Garibaldi Alves Filho
Diretor da Empresa Brasileira de Transportes Urbanos
Período 1980
até 1982
Presidente João Figueiredo
Secretário de Planejamento e Coordenador-Geral do Governo do Rio Grande do Norte
Período 1973
Governador José Cortez Pereira de Araújo
Dados pessoais
Nascimento 17 de setembro de 1941 (77 anos)
Sousa, Paraíba, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Nair Formiga Ramos
Pai: Zenóbio de Almeida Ramos
Alma mater Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Profissão Economia

Marcos César Formiga Ramos (Sousa, 17 de agosto de 1941) é um economista e político brasileiro que foi prefeito de Natal.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Zenóbio de Almeida Ramos e Nair Formiga Ramos. Formado em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte em 1965 com pós-graduação em Economia pelo ISVE em Roma e Nápoles em 1968 e pós-graduação em Planejamento Econômico pela CEPAL em Santiago no mesmo ano. Filiado à ARENA foi Secretário de Planejamento do Rio Grande do Norte durante os governos de Cortez Pereira e Tarcísio Maia (1971-1979) foi nomeado diretor da Empresa Brasileira de Transportes Urbanos (EBTU) em 1980 ocupando o cargo por dois anos. Nomeado prefeito de Natal dentre os quadros do PDS pelo governador José Agripino Maia (1983-1986) foi o último alcaide biônico da capital potiguar. Nas eleições municipais de 1988, disputou o comando da Prefeitura de Natal pelo PL, tendo o jornalista Felinto Rodrigues Neto, do PTB, como candidato a vice-prefeito, entretanto obtiveram o quarto lugar, perdendo a disputa para Wilma Maia(PDT), Henrique Eduardo Alves(PMDB) e Waldson Pinheiro(PDT).

Foi eleito suplente de deputado federal pelo PFL em 1986 e efetivado após a eleição de Wilma de Faria para a prefeitura de Natal em 1988,[1] figurou de novo como suplente pelo PL em 1990, exercendo o mandato no período em que Aluizio Alves foi Ministro da Integração Regional[2] no governo Itamar Franco.[3]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. Eleita sob o nome de “Wilma Maia” em virtude de seu casamento com o senador Lavoisier Maia, Wilma fora derrotada por Garibaldi Alves Filho em 1985.
  2. Sucessor do antigo Ministério do Interior e da Secretaria de Desenvolvimento Regional da Presidência da República, é o antecessor do atual Ministério da Integração Nacional.
  3. Entre 2 de abril de 1994 e 1º de janeiro de 1995.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]