Douglass North

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outros resultados, veja Douglass.
Douglass North Medalha Nobel
Economia
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Nascimento 5 de novembro de 1920
Local Cambridge, Massachusetts
Morte 23 de novembro de 2015 (95 anos)
Local Benzonia, Michigan
Atividade
Campo(s) Economia
Instituições Universidade Washington em St. Louis
Universidade Stanford
Universidade de Washington
Universidade de Cambridge
Alma mater Universidade da Califórnia em Berkeley
Influenciado(s) Melvin Knight
Prêmio(s) Nobel prize medal.svg Nobel de Economia (1993)

Douglass Cecil North (Cambridge, 5 de novembro de 1920Benzonia, 23 de novembro de 2015[1] ) foi um economista estadunidense.

North era considerado, juntamente com Ronald Coase, um dos fundadores da nova economia institutional. Foi laureado com o Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel de 1993. Há alguns estudos introdutórios no Brasil sobre North. [2]

Pensamento[editar | editar código-fonte]

Ligado ao institucionalismo, para North as instituições - que ele definiu como sendo « restrições humanamente concebidas que estruturam as interações políticas, econômicas e sociais » - são essenciais ao crescimento econômico. Correspondem ao conjunto de regras e organizações responsáveis pelo cumprimento dessas regras. Segundo North, ao garantir os direitos de propriedade, as instituições permitem uma redução dos custos de transação (Ronald Coase) e, em consequência, um aumento do crescimento[3] . Para North, um custo de produção não é composto apenas dos custos de transformação; há também os custos de transações (coleta de informações e contratação).

Embora ligado ao pensamento liberal neoclássico, North rejeitou um dos seus principais postulados - a racionalidade dos agentes econômicos - destacando o papel da ideologia na economia.[3] .

Principais publicações[editar | editar código-fonte]

  • (em inglês) Institutional Change and American Economic Growth, Cambridge University Press, 1971 (com Lance Davis).
  • (em inglês) The Rise of the Western World: A New Economic History, 1973 (com Robert Thomas).
  • (em inglês) Growth and Welfare in the American Past, Prentice-Hall, 1974.
  • (em inglês) Structure and Change in Economic History, Norton, 1981.
  • (em inglês) Institutions, Institutional Change and Economic Performance, Cambridge University Press, 1990.
  • (em inglês) Institutions, 1991.
  • (em inglês) Empirical Studies in Institutional Change, Cambridge University Press, 1996 (com Lee Alston e Thrainn Eggertsson).
  • (em inglês) Understanding the Process of Economic Change, Princeton University Press, 2004.
  • (em inglês) Violence and social orders, com John Joseph Wallis e Barry R. Weingast, Gallimard, 2010.

Referências

  1. Douglass North, a pioneer in institutional economics, has died. The Economist, 25 de novembro de 2015.
  2. Sete Enigmas do Desenvolvimento em Douglass North. Por Bruno Meyerhof Salama. Economic Analysis of Law Review, vol. 2, nº 2 (2011).
  3. a b Benoît Prévost, Douglass North : hétérodoxie néo-institutionnelle versus néolibéralisme ? Revue de la régulation, 7, 1er semestre / Spring 2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Gary Stanley Becker
Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel
1993
com Robert Fogel
Sucedido por
Reinhard Selten, John Forbes Nash e John Harsanyi


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) economista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.