Eliana Pittman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Eliana Pittman
Eliana Pittman carnaval 2013.png
Biografia
Nascimento
Nome nativo
Eliana Leite da Silva
Cidadania
Atividades
Padrastro
Outras informações
Instrumento
voz (d)
Géneros artísticos

Eliana Leite da Silva, mais conhecida como Eliana Pittman (Rio de Janeiro, 14 de agosto de 1945), é uma cantora e atriz brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Eliana Pittman e Geraldo Azevedo, na época seu violonista em 1966

Iniciou sua carreira em 1961 ao lado do saxofonista norte-americano Booker Pittman, seu padrasto, cantando standards do jazz e da bossa nova em boates no Rio de Janeiro. O avô de seu padrasto foi Booker T. Washington, fundador da conceituada Tuskegee Institute, a primeira universidade para negros nos Estados Unidos.

Fez shows no Brasil e no exterior e na década de 1970 emplacou vários sucessos, como Das Duzentas para Lá, Abandono (canção lançada por Eliana em 1974 e que Roberto Carlos regravaria em 1979), Sinhá Pureza e Mistura de Carimbó. Pelo sucesso das últimas duas canções, recebeu o título de "Rainha do Carimbó".

No final dos anos 60, Geraldo Azevedo veio do Nordeste para o Rio a convite de Eliana, para acompanhá-la no show "Positivamente Eliana", e logo se tornou um dos maiores nomes da música brasileira.

Dona de um grande ecletismo musical e um notório virtuosismo vocal, Eliana se apresentou em muitos países do mundo (França, Alemanha, Suécia, Espanha, Itália, Portugal, Venezuela, México e Estados Unidos), tendo se apresentado, por exemplo, na lendária casa de shows Olympia em Paris e no programa do comediante Jerry Lewis. Também se apresentou ao lado do lendário showman Sammy Davis Jr.

Além de cantora, é professora de música uma escola do Rio de Janeiro.

Em 2007, Eliana foi convidada por Charles Möeller e Claudio Botelho para atuar no musical "7", com texto de Möeller e trilha original de Botelho e Ed Motta. Ela dividia a cena com Alessandra Maestrini, Ida Gomes, Rogéria e Zezé Motta. O espetáculo estreou em 1º de setembro de 2007, no Teatro João Caetano (RJ) e foi um dos grandes vencedores do Prêmio Shell e do Prêmio APTR. O enorme sucesso da temporada fez o espetáculo reestrear em 27 setembro de 2008 no Teatro Carlos Gomes, também no Rio. Em 17 de abril de 2009, o espetáculo estreou em São Paulo, no Teatro Sérgio Cardoso, também com grande sucesso.

Após um hiato de 17 anos longe dos estúdios, foi anunciado em março 2019 que Eliana gravaria um novo disco, chamado "Hoje, Ontem e Sempre", produzido por Thiago Marques Luiz. O disco contém canções como Preciso Me Encontrar (Candeia), Drão (Gilberto Gil) e Onde Estará o Meu Amor (Chico César), todas inéditas na voz de Eliana e tem previsão de lançamento para maio.

Em 2020, é lançado o disco "As Divas do Sambalanço", dedicado exclusivamente ao gênero, em que Eliana divide as interpretações com Claudette Soares e Doris Monteiro.

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Televisão e Streaming
Ano Título Personagem Notas
2022 Sob Pressão Muriel Episódio 8
A Sogra que te Pariu Mãe de Alice
2020 Coisa mais linda Elza Ferreira 4 episódios
2013 Sangue Bom Francisca Fiapo "Chica"[1]
2010 Tempos Modernos Miranda
2009 Preamar Da Guia Episódio: "O Mergulho"
2005 América Rainha do Forró
1995 Malhação Begaiane
Filmes
Ano Título Personagem
1987 Jubiabá
1977 A Menor Violentada Lena
1971 Die Lester-Wilson-Show
The Sandpit Generals Dalvah
1970 Der Goldene Schuß Cantora

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de Estúdio:
Álbum Ano Gravadora
Eliana e Booker Pittman 1962 Mocambo
News from Brazil Bossa Nova 1963 Polydor
É Preciso Cantar 1966 Copacabana
Estrela é Lua Nova 1969 RGE
Eliana Pittman 1971 Odeon
Eliana Pittman 1972 Odeon
Tô Chegando, Já Cheguei 1974 RCA Victor
Pra Sempre 1976 RCA Victor
Quem Vai Querer 1977 RCA Victor
Minha Melhor Melodia 1978 RCA Victor
Sentimento do Brasil 1992 Line Records
Minhas Novas Influências 2002 Independente
Hoje, Ontem e Sempre 2019 Nova Estação
As Canções de Elizeth 2021 Nova Estação
Álbuns Ao Vivo
Álbum Ano Gravadora
Eliana Ao Vivo 1968 Copacabana
Positivamente Eliana 1968 Rozenblit
Ao Vivo na Boate 73 2018* Discobertas
As Divas do Sambalanço* 2020 Discobertas

* Gravação feita em 1966.

* Gravado com Claudette Soares e Doris Monteiro.

Shows[editar | editar código-fonte]

2022
Show Data Local
Participação no Musical Vozes Negras 19/05 Teatro Prudential (Rio de Janeiro)
As Divas do Sambalanço (com Claudette Soares e Doris Monteiro) 28/06 Teatro Riachuelo Rio (Rio de Janeiro)
Do Samba Ao Carimbó 02/07 Teatro Flávio Império (São Paulo)
Do Samba Ao Carimbó 21/07 Casa de Cultura Tremembé (São Paulo)
Participação no Musical Vozes Negras 30/07 Teatro Sérgio Cardoso (São Paulo)
Do Samba Ao Carimbó 06/08 Casa de Cultura São Miguel (São Paulo)
As Divas do Sambalanço (com Claudette Soares e Doris Monteiro) 10/08 Sesc Pompeia (São Paulo)
As Divas do Sambalanço (com Claudette Soares e Doris Monteiro) 11/08 Sesc Pompeia (São Paulo)
Do Samba Ao Carimbó 19/08 Casa de Cultura Julio Guerra (São Paulo)
Do Samba Ao Carimbó 23/08 Club Athletico Paulistano (São Paulo)
Mulheres Centenárias (com Ayrton Montarroyos, Claudette Soares, Cida Moreira, Graça Braga, Altemar Dutra Jr., Markinhos Moura e Márcio Gomes) 01/09 Sala Pascoal Carlos Magno - Teatro Sérgio Cardoso (São Paulo)
Mulheres Centenárias (com Ayrton Montarroyos, Claudette Soares, Cida Moreira, Graça Braga, Altemar Dutra Jr., Markinhos Moura e Márcio Gomes) 02/09 Sala Pascoal Carlos Magno - Teatro Sérgio Cardoso (São Paulo)
Do Samba Ao Carimbó 28/10 Sesc Sorocaba (Sorocaba)
Eliana Pittman & Victor Biglione 10/11 Teatro Brigitte Blair (Rio de Janeiro)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]