Zezé Motta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde junho de 2017) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Zezé Motta
Zezé Motta em 2011.
Nome completo Maria José Motta de Oliveira
Nascimento 27 de junho de 1944 (73 anos)
Campos dos Goytacazes, RJ
Nacionalidade Brasileira
Ocupação Atriz e cantora
Atividade 1967-presente
IMDb: (inglês)

Maria José Motta de Oliveira, conhecida como Zezé Motta (Campos dos Goytacazes, 27 de junho de 1944) é uma atriz e cantora brasileira.[1][2][3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Mudou-se com a família para o Rio de Janeiro quando tinha dois anos de idade. Frequentou a escola do teatro Tablado. Começou a carreira de atriz em 1967, estrelando a peça Roda-viva, de Chico Buarque. Em 1969, atuou em Fígaro, fígaro, Arena canta Zumbi e A vida escrachada de Joana Martini e Baby Stompanato. Em 1974, atuou em Godspell, e em 1999, participou de Orfeu (filme).

A carreira de cantora teve início em 1971, em casas noturnas paulistas. De 1975 a 1979, lançou três LPs. Nos anos 1980, lançou mais três discos.

É mãe de três meninas e um menino : Luciana, Carla, Cíntia e Robson . Ela é avó de Luíz Antônio, filho de Nadine, de Heron e Loma, filhos de Sirlene, e de Isadora, filha de Luciana. Foi casada algumas vezes.

Foi homenageada na Sapucaí nos carnavais de 1989 e 2017, pelas escolas Arrastão de Cascadura[4] e Acadêmicos do Sossego respectivamente[5]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Filmes[editar | editar código-fonte]

Participou de filmes como Vai trabalhar, vagabundo (1973), Ouro Sangrento, Anjos da Noite, Tieta do Agreste, Xica da Silva (1976) e que a consagrou internacionalmente, e Orfeu. Atuou na telenovela Xica da Silva em 1996, vinte anos depois de protagonizar o filme, e onde fez a mãe de Xica, no início, e Xica na maturidade,

Televisão[editar | editar código-fonte]

Na televisão, participou também das telenovelas Corpo a Corpo e A Próxima Vítima, Porto dos Milagres, Renascer, Xica da Silva, nas minisséries Memorial de Maria Moura e Chiquinha Gonzaga, ambas na Rede Globo. É considerada uma das mais importantes atrizes do Brasil. Em 2007 fez a telenovela Luz do Sol na Rede Record e recentemente atuou na telenovela Rebelde como Dadá.

Outras Participações[editar | editar código-fonte]

Desde a década de 1960, quando surgiram os especiais do Festival de Música Popular Brasileira (TV Record), até o fim da década de 1980, a televisão brasileira foi marcada pelo sucesso dos espetáculos transmitidos que apresentavam os novos talentos, registrando índices recordes de audiência. O especial Mulher 80 (Rede Globo), foi um destes marcantes momentos da televisão; o programa exibiu uma série de entrevistas e musicais cujo tema era a mulher e a discussão do papel feminino na sociedade de então abordando esta temática no contexto da música nacional e a inegável preponderância das vozes femininas, com Elis Regina, Maria Bethânia, Fafá de Belém, Marina Lima, Simone, Rita Lee, Joanna, Zezé Motta, Gal Costa e as participações especiais das atrizes Regina Duarte e Narjara Turetta, que protagonizaram o seriado Malu Mulher. Também fez parte do elenco do Telecurso 2000, programa educativo da Rede Globo. Além disso, participa esporadicamente de discussões sobre o papel dos negros na teledramaturgia. Dublou a bruxa Úrsula no filme A Pequena Sereia, clássico da Disney de 1989.[6]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Ana Martinelli ao publicar uma crítica negativa para o elenco do filme Xuxa em O Mistério de Feiurinha destacou que a "única exceção fica por conta de Zezé Motta, que é uma atriz de tanto talento que mesmo no pequeno papel de assistente do escritor, consegue iluminar, em cena, até este pobre filme."[7]

Discografia[editar | editar código-fonte]

  1. Gerson Conrad & Zezé Motta (1975) LP/CD
  2. Zezé Motta (Prazer, Zezé) (1978) LP/CD
  3. Negritude (1979) LP/CD
  4. Anunciação / Negritude (1980) Compacto
  5. Dengo (1980) LP/CD
  6. O Nosso Amor / Três Travestis (1982) Compacto
  7. Frágil Força (1984) LP
  8. Quarteto Negro (Com Paulo Moura, Djalma Correia e Jorge Degas) (1987) LP/CD
  9. La Femme Enchantée (1987) DVD
  10. A Chave dos Segredos (1995) CD
  11. Divina Saudade (2000) CD
  12. E-Collection 'Sucessos + Raridades' (2001) 2 CDS
  13. Negra Melodia (2011) CD

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Trabalhos na televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Emissora
2017 O Outro Lado do Paraíso Otacília Formiga (Mãe do Quilombo/Grande Mãe)[8] Rede Globo
Sob Pressão Dona Apolônia
Ouro Verde D. Nénem TVI (Portugal)
2016 3% Nair Netflix
Escrava Mãe Tia Joaquina[9] RecordTV
2014 Boogie Oogie Sebastiana Marques [10] Rede Globo
A Grande Família Elaine de Oliveira (episódio: Mãe de Fases)[11]
2013 Copa Hotel Adele GNT
O Canto da Sereia Tia Celeste [12] Rede Globo
2011 Rebelde Dalva Alves (Dadá) RecordTV
2009 Cinquentinha Janaína (Naná) Rede Globo
2007 Luz do Sol Odete Lustosa RecordTV
2006 Sinhá Moça Virgínia (Bá) Rede Globo
2005 Floribella Titina Band
2004 Metamorphoses Prazeres da Anunciação RecordTV
2002 O Beijo do Vampiro Nadir Rede Globo
2001 Porto dos Milagres Ricardina
2000 Esplendor Irene
1999 Chiquinha Gonzaga Conceição
1998 Corpo Dourado Liana
1996 Xica da Silva Maria da Silva Rede Manchete
1995 A Próxima Vítima Fátima Noronha Rede Globo
1994 Memorial de Maria Moura Rubina
1992 Você Decide inexistente
1990 Mãe de Santo Ialorixá Rede Manchete
1989 Kananga do Japão Lulu Kelly
Pacto de Sangue Maria Rede Globo
1987 Helena Malvina Rede Manchete
Armação Ilimitada Magda Escatológica Rede Globo
1984 Corpo a Corpo Sônia Nascimento Rangel Rede Globo
Transas e Caretas Dorinha
1978 Ciranda, Cirandinha Episódios: “O Jardim Suspenso da Babilônia” e “O Momento da Decisão”
1976 Duas Vidas Jandira
1974 Supermanoela Doralice
1972 A Patota Zezinha
1968 Beto Rockfeller Zezé Rede Tupi

No cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
2014 O Lucro Acima de Tudo Célia[13]
Irmã Dulce Mãe Menininha
2012 Gonzaga - De Pai pra Filho Priscila
2010 Bom Dia, Eternidade Odete
Bróder Dona Meire
2009 Xuxa em O Mistério de Feiurinha Jerusa
2007 Deserto Feliz Dona Vaga
2006 A Ilha dos Escravos Júlia
Kinshasa Palace
Cobrador: In God We Trust Secretária
O Amigo Invisível
2005 Quanto Vale Ou É Por Quilo?
2004 Xuxa e o Tesouro da Cidade Perdida Aurora Hipólito
2003 Carolina Carolina
Saudade - Sehnsucht Mãe do Miguel
2002 Xuxa e os Duendes 2 - No caminho das Fadas Fada Kálix
Viva Sapato! Mulher no avião
2001 A Negação do Brasil como ela mesma (documentário)
2000 Cronicamente Inviável Ada
1999 Orfeu Conceição
1997 O Testamento do Senhor Napumoceno Eduarda
1996 Tieta do Agreste Carmosina
1992 A Serpente Crioula
1990 O Gato de Botas Extraterrestre Mulher Corvo
1989 A Pequena Sereia Úrsula (voz)
Dias Melhores Virão Dalila
1988 Mestizo Cruz Guaregua
Prisoner of Rio Rita
Natal da Portela Maria Elisa
1987 Sonhos de Menina Moça Vicky
Anjos da Noite Malu
Jubiabá Rosenda
1984 Águia na Cabeça Maria das Graças
Para Viver um Grande Amor
Quilombo Dandara
1978 Tudo Bem Zezé
Se Segura, Malandro!
1977 Cordão de Ouro Dandara
Ouro Sangrento Empregada
A Força do Xangô Estrela
Xica da Silva Xica da Silva
1974 Um Varão Entre as Mulheres Doméstica
Banana Mecânica
A Rainha Diaba Namorada de Bigode
1973 Vai Trabalhar Vagabundo
1970 Cleo e Daniel Freguesa do Bar Viajantes[14]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho Resultado Ref
1976 Festival de Brasília do Cinema Brasileiro Melhor Atriz Xica da Silva Venceu [15]
Troféu Coruja de Ouro Venceu
Prêmio Air France de Cinema Venceu
Prêmio Governador do Estado de São Paulo Venceu
Troféu Coelhinho da Playboy Venceu
1980 Taormina International Film Festival Tudo Bem Venceu
2001 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Homenagem Carreira Venceu [16]
2007 Troféu Oscarito Venceu [17]
2008 Troféu Raça Negra. Venceu
Troféu Palmares Venceu [18]
2009 Troféu Raça Negra Venceu [19]
2010 Festival de Cinema da Amazônia Venceu [20]
2012 Troféu Mario Gusmão Venceu [21]
Troféu Top of Business Venceu [22]
2014 Mostra Internacional de Arte da Mulher Negra Venceu [23]
Troféu Dia de Mandela  Venceu [24]
2017 Festival de Cinema de Vitória Venceu [25]
Troféu Raça Negra Venceu
Indicações
Ano Prêmio Categoria Trabalho Ref
2009 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Atriz Coadjuvante Deserto Feliz
2012 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Atriz Coadjuvante Gonzaga - De Pai pra Filho

Referências

  1. Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. «Zezé Motta». Instituto Cultural Cravo Albin. Consultado em 25 de abril de 2012. 
  2. Luiz Carlos Merten (27 de junho de 2014). «Atriz e cantora Zezé Motta completa 70 anos». O Estado de S. Paulo. Consultado em 7 de julho de 2014. 
  3. «Eternizada no papel de 'Xica da Silva', Zezé Motta comemora 70 anos». Globo News. 27 de junho de 2014. Consultado em 7 de julho de 2014. 
  4. Caminhos de Cascadura (15 de fevereiro de 2015). «Arrastão de Cascadura - 1989 Em 1989, Zezé Motta foi homenageada com o enredo: "Zezé, um canto de amor e raça"». flickr.com. Consultado em 25 de dezembro de 2017. 
  5. Redação Ziriguidum (8 de junho de 2016). «Zezé Motta na Sapucaí em 2017: "Vou me despedir em grande estilo."». ziriguidum.net.br. Consultado em 20 de novembro de 2016. 
  6. «Dublei a Úrsula - Blog da Zezé». Blog da Zezé. Consultado em 19 de março de 2017. 
  7. Ana Martinelli (22 de dezembro de 2009). «Xuxa em o Mistério de Feiurinha». www.cineclick.com.br. Consultado em 14 de outubro de 2016. 
  8. «Sophia é destruída por Mariano no final de O Outro Lado do Paraíso». Diario7. Consultado em 19 de abril de 2018. 
  9. «Elenco completo da novela "Escrava Mãe"». Famosos na Web. Consultado em 1 de março de 2016. 
  10. Patrícia Kogut (6 de julho de 2014). «Márcia Cabrita estará em série de ficção do Viva». O Globo. Consultado em 7 de julho de 2014.. Veja o subtítulo O mesmo filho, oito anos depois. 
  11. Gshow (8 de maio de 2014). «Sem Nenê, comemoração para mães vira o maior 'fuzuê'». O Programa - A Grande Família. Consultado em 12 de junho de 2014. 
  12. G1 (8 de janeiro de 2013). «Zezé Motta fala sobre personagem na microssérie 'O Canto da Sereia'». G1 - Bahia. Consultado em 12 de junho de 2014. 
  13. «Longa 'Lucro acima da vida' narra a história da contaminação da Shell em Paulínia». Carta Campinas. Consultado em 25 de agosto de 2017. 
  14. «Cleo e Daniel». Cinemateca Brasileira. Consultado em 25 de agosto de 2017. 
  15. «Cinemateca Brasileira». www.cinemateca.gov.br. Consultado em 4 de junho de 2016. 
  16. «NOITE DO OSCAR BRASILEIRO». Folha de Londrina 
  17. [http://cinema.terra.com.br/gramado2007/interna/0,,OI1830737-EI10061,00-Apos+ser+homenageada+Zeze+Motta+canta+no+Festival+de+Gramado.html «Ap�s ser homenageada, Zez� Motta canta no Festival de Gramado - Terra - Festival de Gramado»]. cinema.terra.com.br. Consultado em 4 de junho de 2016.  replacement character character in |titulo= at position 3 (ajuda)
  18. «Fundação Cultural Palmares encerra dia de aniversário no Teatro Nacional | Palmares». www.palmares.gov.br. Consultado em 4 de junho de 2016. 
  19. «Dia da Consciência Negra: Rodrigo Teaser no Troféu Raça Negra Brasil | Trash 80's é diversão garantida!». www.trash80s.com.br. Consultado em 4 de junho de 2016. 
  20. «ZEZÉ MOTTA | Cine Amazônia». cineamazonia.com.br. Consultado em 4 de junho de 2016. 
  21. «Famosos são homenageados e recebem o troféu Mario Gusmão». Ego. Consultado em 4 de junho de 2016. 
  22. «EXCLUSIVO: Luiza Thomé, Bianca Rinaldi e outras estrelas no Top of Business | Lavras24horas notícias em tempo real». www.lavras24horas.com.br. Consultado em 4 de junho de 2016. 
  23. «MIMUNEGRA». Consultado em 25 de outubro de 2016. 
  24. «EVENTOS». www.institutonelsonmandela.org. Consultado em 25 de outubro de 2016. 
  25. «Zezé Motta é a homenageada do 24º Festival de Cinema de Vitória». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedida por:
Elza Gomes
por Nem os Bruxos Escapam
(também por Guerra Conjugal)
Troféu Candango de Melhor Atriz
por Xica da Silva

1976
Sucedida por:
Lady Francisco
por O Crime do Zé Bigorna