Emídio Navarro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emídio Júlio Navarro

Emídio Júlio Navarro (Viseu, 19 de Abril de 184416 de Agosto de 1905) foi um político português. Fez parte do Partido Progressista.[1]

Emídio Navarro nasceu na Rua do Arco, em Viseu, mudando-se com a família ainda muito jovem para Lamego e daí para Bragança. Mais tarde mudou-se para Coimbra, onde pretendia concluir o curso de Teologia, conforme o desejo do avô.

Aos 18 anos, o amor por outra jovem fá-lo-ia cortar relações com a família, deixando para trás o curso de Teologia. Emídio matriculou-se então em Direito, chegando fazer sebentas para vender aos colegas, como forma de subsistência, na ausência do apoio financeiro da família.

Foi ministro das Obras Públicas durante três anos. Foi responsável por várias reformas na área da Agricultura, como o primeiro Recenseamento Agrícola e Pecuário do país. Na área do ensino, a sua intervenção deu lugar à criação de cinco Escolas Agrícolas, incluindo a de Viseu, cinco Escolas Industriais e nove Escolas Elementares de Desenho Industrial.

Enquanto jornalista fundou diversos jornais, como A Academia, Transmontano, Correio da Noite e Novidades e colaborou na revista Brasil-Portugal[2] (1899-1914) [3].

Em 1888, por influência de Emídio Navarro e pelo traço do arquitecto italiano Luigi Manini, nasce o Palace Hotel do Buçaco. [4]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.