Entretenimento audiovisual afetado pelos ataques de 11 de setembro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os ataques de 11 de setembro de 2001 tiveram grande impacto no entretenimento audiovisual em todo o mundo, principalmente nos Estados Unidos da América.

Cobertura televisiva[editar | editar código-fonte]

Foi a maior da história dos Estados Unidos. As principais redes de radiodifusão americanas passaram vários dias ininterruptos cobrindo os atentados desde o choque do primeiro avião na Torre Norte do World Trade Center. Milhões de telespectadores no mundo inteiro assistiram chocados à colisão ao vivo do segundo avião na Torre Sul.

Reações dos canais por assinatura[editar | editar código-fonte]

No dia 11 de setembro, as principais redes de televisão a cabo e satélite dos Estados Unidos reagiram de três formas diferentes:

  1. Suspenderam totalmente sua programação normal para retransmitir a cobertura de outros canais sobre os atentados: ESPN, ESPN2, e SoapNet, que retransmitiram ABC News; MTV, VH1, Nick at Nite, e TNN, que retransmitiram CBS News; TBS, TNT, Court TV, CNNfn, CNNfyi, e CNN Sports Illustrated, que retransmitiram CNN; Fox Sports Net, FX, Speedvision, e OLN, que retransmitiram Fox News Channel; e Home Shopping Network, que retransmitiu CBC's NewsWorld International.
  2. Pararam completamente a programação: Food Network, HGTV, Fine Living, DIY e Shop at Home, QVC e Oxygen.
  3. Continuaram sua programação normal: Nickelodeon, The Disney Channel, Cartoon Network, Comedy Central, A&E Network, The History Channel, Game Show Network (GSN), USA Network, Sci-Fi Channel, e Bravo.

Danos em transmissores de rádio e televisão de Nova Iorque[editar | editar código-fonte]

Muitas estações de rádio e televisão da cidade tinham seus transmissores instalados na antena de comunicações da Torre Norte do World Trade Center, transmissores estes que foram destruídos quando o edifício desmoronou. A emissora de televisão WPIX teve sua comunicação com o satélite perdida momentos após o choque do voo 175 da United Airlines na torre sul. Quem sintonizou a WPIX através do satélite em todo o continente pôde ver a última imagem transmitida pela torre congelada durante a maior parte do dia.

Filmes[editar | editar código-fonte]

Muitos filmes em produção durante os ataques de 11 de setembro tiveram de ser cancelados ou editados. Em muitos casos, o World Trade Center teve de ser removido digitalmente de cenas em que aparecia.

Filmes editados[editar | editar código-fonte]

Filmes adiados[editar | editar código-fonte]

Filmes não alterados[editar | editar código-fonte]

Alguns filmes mantiveram as Torres Gêmeas após o 11 de setembro:

Filmes cancelados[editar | editar código-fonte]

WTC adicionado[editar | editar código-fonte]

Alguns cineastas adicionaram o World Trade Center em filmes baseados em eventos anteriores aos atentados:

Referências