Era da Grande Unificação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cosmologia
WMAP 2008.png
Universo · Big Bang
Idade do universo
Cronologia do Universo
Portal da Cosmologia

A Era da Grande Unificação ou Era da Teoria da Grande Unificação foi o período entre 10−43 segundos e 10−35 segundos após o big bang.[1] Durante essa era, matéria e energia eram completamente intercambiáveis,[1] e três das interações (forças) fundamentais da natureza - o eletromagnetismo, a interação forte e a interação fraca - estavam unificadas. A temperatura do universo era comparável às temperaturas características das grandes teorias unificadas. Se a grande energia de unificação for tomada de 1015 GeV, isso corresponde a temperaturas superiores a 1027 K. A gravidade se separou da força unificada no final da era de Planck (início da era da grande unificação). Durante a grande época de unificação, as características físicas, como massa, carga, sabor e carga de cor, não tinham sentido.[1]

No final da grande época de unificação ocorreram vários eventos-chave. A força forte se separou das outras forças fundamentais. A temperatura caiu abaixo do limiar em que os bósons X e Y podiam ser criados e os bósons restantes X e Y decaíssem. É possível que parte desse processo de decaimento violasse a conservação do número de bárions e deu origem a um pequeno excesso de matéria em relação à antimatéria (ver bariogênese). Esta fase de transição também deve ter desencadeado o processo de inflação cósmica que dominou o desenvolvimento do universo durante as seguintes fases, era eletrofraca e era inflacionária[2].

Referências

  1. a b c In The Beginning, site do National Center for Supercomputing Applications, da University of Illinois at Urbana-Champaign
  2. Ryden B: "Introduction to Cosmology", pg. 196 Addison-Wesley 2003

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.