Expedito Júnior

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Expedito Júnior
Expedito Júnior
Senador por  Rondônia
Período 1 de fevereiro de 2007
até 6 de novembro de 2009
Dados pessoais
Nascimento 10 de junho de 1963 (54 anos)
Guararapes, SP
Partido PSDB
Profissão Professor

Expedito Gonçalves Ferreira Junior (Guararapes, 10 de junho de 1963) é um político e professor brasileiro. Foi vereador em Rolim de Moura (1984-1986), deputado federal por três mandados (1987, 1995-1998 e 1999-2003) [1] – sendo o mais jovem constituinte do Brasil [2] - e Senador pelo estado de Rondônia (2007-2009)[3]. Desde abril de 2011, é presidente estadual do PSDB [4].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Expedito Júnior nasceu em Guararapes, interior de São Paulo, no dia 10 de junho de 1963. Foi registrado com o nome de Expedito Gonçalves Ferreira Júnior, sendo filho dos agricultores Expedito Gonçalves Ferreira e Maria Rodrigues Ferreira [5]. Oitavo filho, de uma família de onze, desde os 8 anos Junior trabalhou para ajudar nas despesas de casa. Foi engraxate, sapateiro e entregador de jornal. Em 1979, concluiu o curso de magistério no Colégio João Arruda Brasil.

Em 1981, com apenas 18 anos, mudou-se sozinho para Rolim de Moura, em Rondônia. Somente um tempo depois, a família Gonçalves Ferreira também migrou para o Estado. Em 1983, lecionou sua primeira aula, na disciplina de Matemática, para os alunos da Escola Estadual Pereira da Silva [6].

Expedito casou-se com Valdelise Martins, em 1988, com quem tem dois filhos: Expedito Gonçalves Ferreira Neto e Carol Gonçalves Ferreira.

Vida política[editar | editar código-fonte]

O primeiro compromisso político de Expedito aconteceu com 21 anos, quando ele foi eleito, em 1984, vereador de Rolim de Moura, na primeira eleição do município. Dois anos depois, candidatou-se à Câmara dos Deputados do Brasil e se tornou o deputado federal mais jovem do país. Este mandato, porém, foi interrompido em junho de 1987, quando o perdeu por força do Recurso do TSE nº 6.688/87, em favor de um homônimo [1]. Após a perda de mandato, atuou, até 1988, como Secretário do Trabalho e Promoção Social do Estado de Rondônia.

Em 1994, candidatou-se novamente ao cargo de deputado federal e foi eleito. O terceiro mandato teve início em 1999 e terminou em 2003. Em 2002 concorreu ao Senado, ficando em terceiro lugar. Em 2006, concorrendo pelo PPS, foi eleito senador da República pelo estado de Rondônia.

Em junho de 2009, o Supremo Tribunal Federal decidiu afastá-lo do cargo de senador devido a acusações de compra de votos e abuso do poder econômico durante as eleições de 2006. Junior foi substituído, em outubro do mesmo ano, pelo segundo colocado da eleição, Acir Gurgacz [7]. Em novembro do mesmo ano, ele se filiou ao PSDB [8].

Nas eleições de 2010, Expedito se candidatou ainda para governador do Estado de Rondônia, mas teve sua candidatura barrada pela Lei da Ficha Limpa [9]. Em março de 2011 o STF reviu a decisão do TRE-RO mantida pelo TSE e deferiu tardiamente o registro de seu candidatura.

Desde abril de 2011, é presidente estadual do PSDB. Em 2014, obteve deferimento de seu registro de candidatura para concorrer ao Cargo de Governador do Estado de Rondônia.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]